Muita saudade da minha mãe…

Saudade tem sido um sentimento constante na minha vida, mas sempre tem um periodo que a gente está mais vulnerável a um sentimento específico, né? Sinto que de um tempo para cá, tenho sentido muito mais saudade da minha mãe do que eu pudesse pensar que sentiria.

É uma saudade assim que não dá para explicar em palavras. É um sentir falta até das broncas, sabe? Querer estar com ela só mais um pouquinho! Felizmente, não sou daquelas pessoas que diz: “Depois que a gente perde é que a gente dá valor!“, pois eu sempre dei muito valor à minha e sabia que o dia que nós nos separássemos, ela iria me fazer uma falta absurda. Mas é que agora que a separação é concreta, parece que a dor é bem maior do que eu poderia imaginar! É, acho que é isso… às vezes eu sinto tanta, tanta saudade que até dói o meu peito! Eu costumava dizer para ela que eu a amava tanto que até doia… agora, quando converso com ela nas minhas orações, eu digo que eu continuo amando, só que agora o que dói é a saudade…

De tudo o que eu sinto saudade, o que mais me faz falta é ter alguém para conversar! Sim, eu sei que tenho muitas pessoas por perto, tenho meu irmão, posso contar com muitos ouvidos… mas ninguém é igual!!! Sabe aquelas coisas que você já está acostumada a falar com determinada pessoa? Aquelas coisas que você só comenta com a sua mãe? Chegar em casa e contar as coisas e, mesmo que você queira ficar falando durante 1 hora, ela vai estar ali escutando e prestando atenção… Xingar alguém, mesmo sem razão e ela xingar também só para te dar força, mesmo que depois ela te mostre que não precisava aquilo tudo… Contar as novidades e ela vibrar junto…

São pequenas coisas, sabe… pequenas mesmo… mas que fazem uma diferença tão grande e que às vezes a gente só percebe quando simplesmente elas não existem mais. É saudade… que dói e que não tem como remediar. Não é tristeza, é só saudade! Vontade de estar perto, de abraçar, de agarrar, de conversar…

Se você ainda tem sua mãe por perto, não deixe essas pequenas coisas passarem assim do nada… aproveite para que quando ela não estiver mais aqui, você possa, pelo menos, saber que aproveitou tudo o quanto podia… eu fiz isso, graças a Deus!!!

●๋• ●๋• ●๋• ●๋• ●๋•●๋•

O texto que acabei de escrever foi um desabafo total. E como que por uma obra do destino, quando acabei de escrever, li o e-mail que a Carlinha me enviou (brigadinha, Carlotinha!) com a definição de saudade, extraído do artigo do Dr. Rogério Brandão, Médico oncologista.

Preciso compartilhar com vocês esse texto lindo que me fez soluçar de tanto chorar. (É o choro que lava a alma… eu estava lavando a minha!) A vida passa pela nossa frente e às vezes a deixamos escapar pelos dedos. Com a sensibilidade à flor da pele, os deixo com as palavras de um anjo:

“Como médico cancerologista, já calejado com longos 29 anos de atuação profissional (…) posso afirmar que cresci e modifiquei-me com os dramas  vivenciados pelos meus pacientes. Não conhecemos nossa verdadeira dimensão  até que, pegos pela adversidade, descobrimos que somos capazes de ir muito mais além.
Recordo-me com emoção do Hospital do Câncer de Pernambuco, onde dei meus primeiros passos como profissional… Comecei a freqüentar a enfermaria infantil e apaixonei-me pela oncopediatria. Vivenciei os dramas dos meus  pacientes, crianças vítimas inocentes do câncer. Com o nascimento da minha primeira filha, comecei a me acovardar ao ver o sofrimento das crianças.
Até o dia em que um anjo passou por mim! Meu anjo veio na forma de uma criança já com 11 anos, calejada por dois longos anos de tratamentos diversos, manipulações, injeções e todos os desconfortos trazidos pelos programas de químicos e radioterapias. Mas nunca vi o pequeno anjo fraquejar. Vi-a chorar muitas vezes; também vi medo em seus olhinhos; porém, isso é humano!
Um dia, cheguei ao hospital cedinho e encontrei meu anjo sozinho no quarto. Perguntei pela mãe. A resposta que recebi, ainda hoje, não consigo contar sem vivenciar profunda emoção.
- Tio, – disse-me ela – às vezes minha mãe sai do quarto para chorar escondido nos corredores… Quando eu morrer, acho que ela vai ficar com  muita saudade. Mas, eu não tenho medo de morrer, tio. Eu não nasci para  esta vida!
Indaguei:
- E o que morte representa para você, minha querida?
- Olha tio, quando a gente é pequena, às vezes, vamos dormir na cama do nosso pai e, no outro dia, acordamos em nossa própria cama, não é? (Lembrei das minhas filhas, na época crianças de 6 e 2 anos, com elas, eu  procedia exatamente assim.)
- É isso mesmo.
- Um dia eu vou dormir e o meu Pai vem me buscar. Vou acordar na casa Dele, na minha vida verdadeira!
Fiquei “entupigaitado”, não sabia o que dizer. Chocado com a maturidade com que o sofrimento acelerou, a visão e a espiritualidade daquela criança.
- E minha mãe vai ficar com saudades – emendou ela.
Emocionado, contendo uma lágrima e um soluço, perguntei:
- E o que saudade significa para você, minha querida?
- Saudade é o amor que fica!
Hoje, aos 53 anos de idade, desafio qualquer um a dar uma definição melhor, mais direta e simples para a palavra saudade:    é o amor que fica!”
About these ads

486 thoughts on “Muita saudade da minha mãe…

    • De nada, João!
      Sem vergonha dos seus olhos marejados… eu também tenho chorado muito. Mas isso é saudade! E é bom “saber” que é o amor que fica. Assim, onde eles estiverem, saberão que nossas lágrimas são só saudade… são representação do amor que tínhamos e continuamos tendo por eles!!!

      Dia dos pais também me lembra muito ela, pois ela era nossa pãe!!!

      • Aline, esse texto reflete tudo que passei com a morte do meu pai, pai saudades eternas, Te Amo.
        Aline, esse texto se encaixa perfeitamente a um amigo meu, que no momento estar doente, ele perdeu dois filhos, essa semana ele me confidenciou a vontade de pedir perdão aos seus filhos, eu perguntei como pedir desculpas a eles, se eles não estão em nosso meio, ele respondeu: Eles não morreram, eu morri pra eles na infância deles.

      • Perdi minha mãe há 2 semanas, estou gravida da minha primeira filha. Como dói saber q não tenho mais aquela pessoa com quem eu trocava confidencias, trocava experiencias de como é maravilhoso estar gravida, ser mãe. Como dói saber q não terei mais aquele sorriso, aquela alegria. As vezes a vida tira uma licença pra ser cruel, por isso, sai a procura de pessoas q já passaram pelo q eu estou passando e encontrei esse blog maravilhoso. “SAUDADE É O AMOR QUE FICA”.

        Obrigada Aline!!

        • Gisele, meus sentimentos!! tbm façu o mesmo, fico c vontade de parar um pessoa de idade na rua e perguntar se ela ja perdeu alguem assim como mae, e perguntar como fazer p superar isso, perdi minha mae vai fazer 1 mes dia 10 set. to pessima o pior é a saudade, ela tbm como vc era minha amiga e confidente, lamento ela ter ido sem poder acompanhar o crecimento dos netos, tenho um filho de 6 anos e ela era louca por ele!!!

            • Alline………………

              sinto tanta falta dA minha mae tanta falta que nao estou conseguindo mais viver tem dias que entro em desespero nao perdi ela a distancia entre nós duas é grande mais sinto muito falta da proteção dela do carinho do eu te amo acho que você me entende sabe tenho familia amigos mais nao e a mesma coisa sinto um aperto no peito uma vontade de sair sem rumo pq ela e minha mãe ela ja sofreu tanto nessa vida que tenho medo de perder ela sofrendo meu coração dói pq queria muito e o meu maior desejo ue a gente tivesse nossa familia mais com as adversidades da vida as coisas muda o mundo gira a hora passa minutos segundos e quando e deparo a tudo isso fico desesperada uma agonia uma tristeza sem fim.

          • Patricia, que Deus te conforte nesse momento, pois parece q o tempo começa a ser cruel, e eu acredito que tenha um Deus que nos conforta nesse momento!!! Com certeza ela vai continuar acompanhando o crescimento do seu filho e sempre estará presente para te ajudar na hora que a saudade apertar em seu coração!!

        • Sei oque sente por ser perdido o mair tesouro da sua vida
          perdi minha mãe dia 14/09/13 de câncer
          tenho apenas 13 anos, nunca imainei que essa dor que fica dentro de nóos
          era tao grande assim

          • Oi Beatriz. Eu sinto muito… sei o que está passando eu perdi um dos meus grandes amores – minha irma caçula – morreu de cancer dia 22.10.2013. É a coisa mais triste do mundo. MARY AMO VC. HOJE E SEMPRE.Espero encontrá-la na eternidade e te abraçar para compensar todo o tempo de separaçao. Vc é o meu amor. Nêga.

    • É a mais contundente verdade. È mesmo o amor que fica. Fiquei longe de minha mãe por muitos anos, desde meus 8 anos, devido a uma separação tumultuada de meus pais.Quando a reencontrei, e pude trazê-la pra perto de mim, ela partiu, depois de 7 meses que estávamos juntos (ela se foi em 2008). Mas, como é natural morrer, tenho a esperança de um dia, no Céu, se Deus assim permitir, poder encontrá-la. Felizmente ainda tive tempo de poder mostrar pra ela que era seu filho, apesar de tudo o que sofremos na distância.Grande beijo a todos..

    • concordo plenamente com vc Saudade é o Amor que fica…hj faz 7 anos que minha mãe se foi….e a saudade que sinto é o grande amor que tenho e sempre terei por ela ou melhor por eles pq meu paizinho tb já se foi…

  1. Aline, eu não sei o que dizer. Infelizmente a gente não aprende de experiência dos outros, crescemos pelas nossas próprias vivências. Então, não sei o que dizer… “/

    • Crescemos pela nossa própria experiência, mas se a gente for analisar bem, conseguimos aprender com as experiências dos outros sim… nem que seja pouca coisa, mas a gente sempre tira alguma lição…

      O importante desse post foi passar para vocês o que eu estava sentindo, aliás, o que eu venho sentindo. E depois compartilhar esse texto, que querendo ou não, tenho certeza de que quem ler, nunca mais vai esquecer esse significado!!!

  2. Linoca, amiga querida!
    Eu recebi seu recadinho no celular… fiquei muito feliz!
    Que coincidência boa, né? Ou é o próprio destino que faz as coisas acontecerem na hora certa…
    Essa msg estava na minha caixa de email há dias, mas só li e encaminhei naquela hora…
    Enfim, são os anjinhos que sopram nos nossos ouvidos sem termos a mínima noção!

    Beijos amiga.
    Fique com Deus!

    • Fique à vontade, Brenda. Foi exatamente por isso que eu compartilhei! Mensagens assim devem ser expalhadas pelo mundo!!!

      E que bom que gostou tanto. Chore sempre que tiver vontade. É isso que eu tenho feito. Faz bem ao coração…

      Um beijo, minha querida.

  3. Aline, de virtual aqui não tem nada rsrsrs as “emoções”, os sentimentos que habitam nossos corações aflorados por “n” situações, como definir??? As emoções aproximam… Se a saudade é o amor que fica, como dói né? Ainda bem que era amor, de pai, de mãe, de filho, era amor…. Deveríamos nos sentir felizes por sofrer de saudade??? Que antagonismo cruel …. Quem sou eu pra discordar da definição, só sei que dói e que o tempo chega é apenas um paliativo, porque a saudade fica. Eu também sinto saudades amiga…… Mesmo que a dor seja implacável temos que nos esforçar e olhar para os lados, e continuar dia a dia, acreditando que nossas vidas é abençoada pelo nosso passado, pelo que estamos vivendo e, pelo futuro que Deus nos reserva de bom. Beijoka

    • Oi Marisa! Que bom revê-la por aqui!!!

      Realmente é cruel. Mas, apesar da saudade doer e simbolizar o afastamente entre pessoas, ainda assim significa “coisa boa”, afinal, só sentimos saudades de pessoas, coisas, lugares ou momentos que amamos, né?!

      Hoje eu li no blog de uma amiga a seguinte frase: “A SAUDADE É UMA ESTRADA MUITO LONGA” e respondi a ela: Mas, graças a Deus, não sem fim. Um dia nos encontraremos e a saudade vai dar lugar à felicidade de estarmos novamente juntos!!!

      Um beijo!

  4. Saudades de minha Mãe, realmente minha amiga, que tem mãe aproveite o maximo de convivencia com ela. A minha partiu para um outro plano, no dia 29 de outubro de 2010 exatamente no dia do meu aniversario de casamento. A saudade é pra sempre e aperta muito nossos corações, mas o que ela nos ensinou de amor, de fé, de coragem de união me deixa um pouco mais tranquilo. Mas o bom mesmo é quando temos a sua presença. Um grande abraço prazer em conhece-la.
    Marcelo.

    • Olá Marcelo. Seja bem vindo!

      Saudade é algo com que a gente tem que aprender a conviver. Vai estar com a gente para sempre, até o dia de nos reencontrarmos!!! Minha mãe também se foi esse ano e a vontade de estar ao lado dela está sempre presente que às vezes até dói! Mas minha religião me conforta muito. Eu rezo, converso com ela e essa dor vai amenizando aos poucos…

      É sempre bom lembrar das coisas boas, como eu sempre digo aqui. E fico contente que ela tenha deixado bons ensinamentos, pois, além da saudade, é isso que você vai levar daqui para frente! O importante é pensar que você não a perdeu e sim a ganhou… por todos esses anos que Deus deu a oportunidade de estarem juntos!!!

      Fique com Deus. Um abraço e volte sempre que quiser!

  5. Minha mãezinha se foi em 6 de julho de 2011. Ela foi arrancada da família – se é que posso dizer assim. Digo isso, por que estava com toda saúde e foi atropela no passeio de sua casa. Gostaria de compartilhar minha dor…dor de saudade… saudade, amor que fica.

    Elmary

    • Que Deus conforte você e sua família, Elmary! Nada acontece por acaso e tenha fé em Deus… o tempo ajuda a amenizar a saudade é só a prova do amor que temos por todos os nossos queridos que já se foram!

    • Elmary, eu perdi a minha neste mesmo ano as em 11 de março. Dói muito, estou chorando aqui. Nossa, o que me ajuda a viver são meus filhos. Como fica tudo vazio, a gente perde um pouco do rumo. Mas creio que ela como jóia preciosa, esta guardadinha nos braços do Pai.

  6. Oiie ! tem 1 mes que minha MÃE faleceu sinto tanta falta dela, era tuda na minha vida, agora minha vida não esta mesmo como era, muito lindo essas coisas que voce coloco, eu penso assim nossa só muito novo pra perde minha MÃE porque isso comigo, porque DEUS no meu levo no lugar da minha MÃE, ai meu deus estou sofrendomuito sem ela, essa dor que eu sinto nunca mas vai sair de mim, agora tenho saudades dela, bjus.

  7. saudade é o amor que fica,isso é a mais pura verdade pois tbm perdi minha mãe .isso aconteceu um mes depois de ter perdido meu filho de 22 anos num grave acidente.saudade é o amor que fica eu que o diga.

  8. É eu sei como é perdi minha mae e até hojje eu choro de saudade dela doi demais e essas palavras ditam o pensamento me sinto melhor

  9. Lindo texto, exatamente o que sinto…uma saudade imensa, sem fim. Foi muito bom ler seu texto…ontem mesmo estava me lembrando tanto dela e de minha irmã que ja se foram…Obrigada por suas palavras.

    • De nada! Apesar das palavras não serem todas minhas, mas vale por saber que o texto está fazendo bem às pessoas que chegam aqui procurando alguma palavra de consolo e de carinho. Volte sempre Mônica! Bjs.

  10. Aline…minha maezinha me deixou ha 18 dias… foram os piores dias da minha vida… e uma saudade absurda… ainda esta muito recente e estou um pouco perdida… linda sua definição de saudade…

  11. É Aline…Saudades é amor que fica!
    A Carol me mandou o abraço e os sentimentos na época do falecimento do meu irmão, te agradeço hj, 3 meses depois.
    Amanhã faz um mês que Deus levou pra perto dele uma das melhores (e mais chatas) pessoas que tive ao meu lado!
    Como vc falou tenho saudades até dad brigas, do “OW MAINHA, GUILHERME AQUI!” pensar que nunca mais vou dizer isso é torturante e ainda mais saber que foi tão rápido! Foram só 3 meses da descoberta da doença para o falecimento…
    Não sei como foi a partida de sua mãe, nem quando, mas quanto mais o tempo passa, mas a saudade aumenta, no meu caso a ficha vem caindo aos poucos e tenho ainda que tomar conta da minha mãe e meu pai!! Não sou das melhores filhas, mas ele era o filho perfeito, o namorado quase perfeito e o irmão deixava um pouquinho a desejar, sempre faláva pra ele pra agente ser mais unido, pq quando painho e mainha morreseem agente ia cuidar um do outro… mas ele nem ligava! Nos últimos meses estávamos bastante unidos…íamos juntos caminhar, malhar, conversávamos até tarde… e as últimas palavras dele pra mim, foi “Eu te amo irmã!”…

    • Oi Leidy.
      A Carol me repassou seu agradecimento, sim. Não precisa se justificar. Eu imagino o que vocês estavam passando e entendo perfeitamente.
      Desejo que Deus abençoe vocês todos e dê forças, pois é disso que precisamos para continuar caminhando. A saudade sempre vai existir, sabe? Mas o tempo ajuda muito para que essa saudade tome uma forma diferente dentro da gente!
      Espero que Deus a ajude a encontrar logo essa forma de lidar com essa perda!
      Se precisar de alguma coisa, fique a vontade para me escrever, tá?
      Beijo grande.

  12. Saudades é o amo q fica !!!!! Perdi minha mãe há 48 dias e nem sei oq dizer dói muito,perco a respiração minha cabeça fica completamente confusa choro muito
    a saudade é d+ sem palavras !! tem dias q m erco em casa a falta q a senhora q faz.Mas o melhor d ts isso k amei a senhora incondicionamente tsd os dias da minha Vida cuidei dei amor, carinho e atenção td k podia fazer fiz mais enfim chegou sua hora mamãe eu sei k a senhora está em um bom Lugar pois nesta Vidaa senhora só planto flutos bons Foi Guerreira e venceu muito linda Tamo..

    Minha mãe foi vitima d um Cancêr d mama (Carcinoma).

    • Sei que é bem complicado pedir isso, mas é importante que vc seja forte e mantenha as lembranças boas na sua mente para que o espírito dela possa caminhar em paz! Se a saudade é realmente o amor que fica, vamos pensar no quanto amamos nossas queridas e que hoje elas estão num lugar bem melhor que nós e nos guardando!!!

      Beijos e fique com Deus!

      • Aline sei que preciso lutar e aprender a lidar c essa saudade da minha mãe…o problema é que Dói muito em alguns momentos,me manda umas palavras de conforto…obgda

        • Aurea.
          Eu sei bem o que você passa e, como você pode ver, outras milhares de pessoas aqui também passam pelas mesmas dores. Nós não somos inifnitos. Viemos aqui com uma missão que tem inicio, meio e fim… quer dizer, fim aqui na Terra… mas continuamos em outro plano, onde todos nós vamos nos encontrar um dia, se Deus quiser!
          Essa dor, infelizmente, é normal. Demonstra o quanto amamos a pessoa que se foi. Infelizmente não posso te dizer que isso vai passar: não vai! Vai amenizar, isso sim. O tempo nos ajuda com isso… mas passar! É impossível deixar de sentir falta de alguém que tanto amamos. Se sentimos saudades de pessoas que vão viajar para ficar um tempo fora… imagina a dor da saudade de uma pessoa que sabemos que não veremos tão cedo…
          Mas pense que nesse caso é uma separação de corpos. Nossos sentimentos e nossas almas estão ligadas para sempre… Estaremos sempre unidos com nossas mães pelo amor que temos por elas. E isso é claro como água em todos esse depoimentos que as pessoas vêm deixando aqui!
          Um dia nos veremos, Aurea. E a saudade se tornará alegria.
          Que Deus te conforte em suas orações.
          Beijos.

    • Esse câncer veio pra nos tirar o que há de mais belo na vida, que é os nossos amados! Eu perdi minha mãe na mesma época que vc, pois, ela faleceu no dia 25 de dezembro de 2011, após a retirada de câncer no intestino, fasampaiobatista@hotmail.com, hoje no dia 20.08.12 ainda dói muito! Tem dias que a gte fica bem, na verdade eu tenho sido muito forte e estou vivendo muito bem, mas tem dia que a saudade vem acompanhada de um dor insuportável! Mas como diz a frase: SAUDADE É O AMOR QUE FICA! E esse amor é tão lindo! Não sei como ela sente do outro lado, se é que ela sabe o que está acontecendo comigo, mas sei que do lado de cá está muito difícil conviver com essa ausência constante!

  13. saudades eterna de minha mae ,quando ela partiu deste mundo,eu perdi a mae,a companheira,a melhor amiga .faz quase cinco anos e morro de saudades sinto sua falta,nao a esqueço um dia se quer ,converso com ela ,porque sei que ela me escuta,esta saudade e para uma vida inteira

    que saudade mae

    • “quando ela partiu deste mundo,eu perdi a mae,a companheira,a melhor amiga”
      Eu sei bem o que é isso! É como perder o porto seguro, né? Sinto o mesmo!

      O tempo ajuda, embora mesmo com muito tempo, a gente nunca esqueça!!!

    • De nada Paulo Henrique.
      Seria injusto guardar para mim uma mensagem tão linda e tão reconfortante!
      Imaginar que isso que sinto no meu peito é o tamanho do amor que eu sentia por ela… nossa, é como abraçar minha alma!
      Fique com Deus também e volte sempre!

  14. Perdi minha maezinha há 8 dias, o sofrimento e a dor são indescritíveis! muitas perguntas permeiam a minha mente. Ela era nova (42 anos) e deixou 3 filhos ainda jovens e um esposo dedicado e amoroso. Meu Deus o que vai ser daqui pra frente??? Eu sei que o conforto vem com o tempo, mas a saudade parece que só aumenta. Ela morreu de cancer no pulmao (nao fumava) e morreu sem saber. foi tudo muito rápido.

  15. saudade saudade ,como descreve-la perdi a minha mãe ja faz cinco anos, mais a saudade doi muito sinto tanta tristeza de não poder te-la perto, no dia das mães, no natal a saudade aperta mais ainda eu sinto muita saudade dela eu nunca ficava muito tempo se ver ela,e agora eu sei que passa os dias,os anos se passaram
    mais a saudade ainda continua corroendo o meu peito me fazendo sofrer,não tenho ela que sempre esteve perto de mim me dando conselhos,eu não tenho ninguém para conversar falar sobre a minha vida contar quando estou passando por momentos dificeise e me dói muito saber que ela não pode ver os neto dela crescer são tres netos,dois filhos meus,euma filha da minha irmã.
    ela faleceu com trinta e seis anos é isso que não me comforma ela era muito nova,não aproveitou nada da vida.saudade saudade saudade o saudade

    • Sabemos que isso faz parte da vida, né?! Mas quando acontece de verdade… como lidar? Como aceitar? Como entender que viveremos bem tão longe de quem tanto amamos? Sei que é difícil e compartilho da dor…

      Que Deus nos ajude sempre nessa caminhada de saudade constante e sem fim…

  16. oi Aline… achei essa pagina e tudo aqui escrito realmente mexeu com meus sentimentos, vc escreveu tudo o que eu sinto quando eu penso na minha mãe…. chorei muito quando li.
    Copiei no meu facebook, mencionei vc lá… =D
    eu dormia com minha mãe todas as noites… que saudade do cheirinho dela…

    • Oi Ravena.
      Que bom que gostou do texto. Realmente esse relato emociona a todos que passam por aqui. Foi esse o motivo que me fez compartilhar assim que eu recebi isso por e-mail. Todas as vezes que leio esse texto também me emociono pela história e pela saudade da minha mãe. E sinto a mesma coisa que você: dormia com ela todas as noites e o cheirinho e o colo dela fazem muita falta!
      Obrigada por ter mencionado o blog no face!
      Beijos e volte sempre!

  17. Oi Aline, meu nome é Angélica, li o seu desabafo e me identifiquei, pois perdi minha mãezinha no dia 25 de novembro de 2011, hoje fazem 4 meses que ela faleceu, tudo o que vc escreveu é exatamente o que sinto, apesar do vazio e da saudade, sinto uma enorme paz no meu coração, pois como vc, curti minha mãe, minha amiga e companheira em tudo o que pude…hoje peço a “DEUS” todos os dias que me dê força para continuar…tá muito difícil, pois a cada dia que passa a dor e a saudade só aumentam, ainda estou naquela fase de anestesiamento…achando algumas vezes que ela irá chegar a qualquer momento, que vou vê-la chegando virando a esquina na rua de sua casa com as sacolinhas do mercado na mão e meus filhos correndo para abraçá-la…enfim é isso…um grande abraço, agradeço a oportunidade de poder desabafar…Obrigada!!! Angélica…

    • Oi Angélica!
      Esteja sempre à vontade para voltar quando quiser!
      Realmente a saudade é muito grande e no início, esse sentimento de anestesiamento é normal. Mas uma coisa eu posso te garantir: o tempo ajuda. Não a esquecer, pois isso é impossível. Mas ajuda a amenizar nosso coração! Aos poucos você vai aprender a conviver com isso.
      Recaídas a gente sempre tem. Eu tenho até hoje. Choro muitas vezes sozinha. Converso com ela em minhas orações. Mas depois passa!
      Que Deus te ajude e dê as forças que você precisa.
      Fique bem.
      Beijos.

  18. Eu estava aqui sozinha pesquisando algo sobre amar a mãe e achei essa página. Achei muito bonito o que escreveu Aline e também o que as pessoas escreveram sobre suas mães. Eu, nos últimos anos, venho lutando contra um mal que sempre pareceu estar dentro de mim, uma raiva que me fez, quase que a vida toda, magoar minha mãe e ofendê-la. Eu nunca entendia os rompantes, mas quando percebia já a tinha magoado, ferido e feito chorar. Eu também chorava depois quando ia dormir e não acreditava como que alguém podia ser tão horrível quanto eu. Mas aí o remorso passava e semanas depois eu fazia a mesma coisa, às vezes por motivos bobos. Ela me magoou muitas vezes quando eu era criança e até uma surra muito grande me deu em frente de familiares. Acho que nunca esqueci essas coisas e fui crescendo com uma raiva dentro de mim. Eu, criança, não tinha como entender os motivos. Por fim, cresci rebelde.
    Hoje, aos 42 anos, vejo que minha mãe envelheceu e como ela é maravilhosa. Ela mudou muito com o passar dos anos, como acontece com todos nós conforme vamos envelhecendo. E eu às vezes fico em estado de torpor quando lembro das coisas que falei pra ela e de ter feito ela chorar tantas vezes. Perdi anos da minha vida brigando e tendo raiva dela e hoje me sinto horrível porque o tempo não voltará atrás para começarmos tudo de novo e pra eu desfazer as mágoas que causei. Eu melhorei muito nos últimos anos e, não sei como, consegui afastar o ódio que tinha dentro de mim. Hoje sinto um amor imenso pela minha mãe, embora nunca tenha dito isso a ela. Sei que tenho que pedir perdão, mas até hoje ainda não consegui fazer isso. Ainda não aconteceu o momento. Tenho muito medo de perdê-la sem conseguir desfazer as mágoas.
    Eu moro na casa da minha mãe. Sempre moramos juntas com mais uma irmã. Eu nunca me casei. Há mais de um ano ela foi morar com minha outra irmã em uma cidade próxima cuidar de duas netinhas. Ela é um sonho de avó. Minhas sobrinhas são gêmeas adotadas e minha mãe tem um amor tão grande por elas que parece nem caber no coração. Nós sempre nos falamos e nos vemos, pois são só 3 hrs de viagem. Estes dias ela ficou aqui duas semanas comigo. Fiquei pensando que há tempos nós duas não ficávamos juntas e se ainda voltaremos a morar juntas, pois minhas sobrinhas tem um ano e pouco e ela não consegue ficar longe das netas. Queria me redimir dos meus erros e provar pra ela que eu mudei e que me preocupo com ela. Não sei falar as coisas, tento demonstrar. Estou passando por um momento difícil, mas tudo é suportável quando penso que tenho a minha mãe e a minha família. Choro muito quando penso que fiz chorar uma pessoa tão boa e carinhosa como ela. Tenho muito medo de perdê-la. Sei que conforme vamos ficando mais velhos as pessoas a nossa volta vão nos deixando. Depois que fiz 40 anos passei a ficar pensando que as pessoas vão embora, famílias, amigos, colegas… a solidão deixa tudo mais triste ainda.
    Obrigada por ler o que escrevi. Não tenho com quem conversar sobre minhas angústias e sobre o meu carinho pela minha mãe.
    Me emocionei com o que escreveram e com o que escrevi.
    Um abraço

    • Oi Conceição!

      Olha, sinta-se à vontade para voltar sempre que quiser e escrever. Esse espaço é de vocês!
      Li seu comentário com bastante atenção e não se sinta mal pelo o que aconteceu. O importante é que hoje você tem plena consciência de que precisa mudar e está correndo atrás disso.
      O tempo não volta atrás e as coisas que fazemos hoje não mudam o passado. Mas o tempo ajuda a amenizar e nossas atitudes de hoje podem sim mudar o que vem pela frente, ou seja, nosso futuro. Tenha medo mesmo de perder sua mãe e não ter falado tudo o que você queria. Esse medo vai te impulsionar a fazer a coisa certa! O que você não pode ter medo é de falar pra ela o que você está sentindo hoje!!! Pense assim: se como você mesma disse, no passado você falou tantas coisas que a magoou, qual a dificuldade de chegar agora e falar coisas que a deixem feliz?! E pense no seguinte: isso não vai somente ajudá-la, vai fazer com que você também se sinta bem. Dizem que quando fazemos alguma coisa a alguém ou desejamos alguma coisa a alguém, compartilhamos com essa pessoa o que estamos fazendo ou desejando. Portanto, fazer o bem a sua mãe, faz a você também. Desejar o bem a sua mãe, traz isso de volta para você!
      Não se sinta encabulada. Grite, berre e seja cansativa para dizer a ela o quanto você se arrepende do que fez e que hoje você a ama demais. Não deixe o tempo passar. Nada deve ser tão ruim quanto ter a sensação de que queria fazer uma coisa e não dá mais tempo! A gente tem que ter vergonha de fazer coisas erradas… o certo não é vergonhoso. Não guarde dentro de você esse orgulho besta de não querer dizer que errou… mais errado é aquele que não admite! E você já fez a pior parte: admitiu. O próximo passo, que é pedir desculpas, é consequência disso e vai te ajudar a viver melhor!

      Corre, Conceição! O tempo não para e não morre quem está doente… morre quem está vivo!!! Não deixe as oportunidades passarem! Mãe faz uma falta na vida da gente que nem dá para explicar em palavras… mas saber que fizemos tudo o que podíamos por elas enquanto vivas… faz toda a diferença!!!

      Espero ter te ajudado.
      Beijo grande e volte sempre!

    • Conceição minha flor, não espere nem um minuto sequer, corra para os braços da sua Mãe e ame ela com todas as suas forças, se tiver que pedir perdão, peça sem receio algum, não existe pessoa no mundo que sempre nos espera sempre de braços abertos como nossa mãezinha. Hoje fazem exatamente quatro anos que perdi a minha mãe e sei bem o que estou te falando, acredite em mim.
      Que Deus te abençoe e ilumine suas decisões.

      Leila

  19. Aline,
    Lendo o seu texto que iniciou esta sessão de comentários, percebi que ele data de 7 de agosto de 2010, mas que, até o passado próximo, você tem respondido com atenção cuidadosa e diferenciada a todos que visitam este local do seu blog. Tenho certeza de que a solidariedade e o desejo de auxiliar outras pessoas é um traço bastante pronunciado da sua personalidade, que, como sói acontece com as pessoas inteligentes, incrementou-se ainda mais com a perda que você vivenciou e ainda vivencia.
    Também destaco que, pela primeira vez, em incessantes e numerosos dias de pesquisas e leituras que tenho feito com as palavras “mãe” e “perda”, na internet, deparei-me, de fato, com alguém que vibra em frequência semelhante à minha, ao menos no que concerne a esse tema.
    Vou me apresentar. Tenho 32 anos de idade, sou de São Luís/MA, advogado, casado e, recentemente, órfão de mãe. Como você, também gosto de tentar traduzir sentimentos e ideias em palavras escritas. E note que o verbo “traduzir” muito bem se aplica nesse caso, considerando que os sentimentos e as ideias não “falam” o mesmo idioma que se observa no vernáculo.
    Minha história, pelo que já percebi, não dista tanto das que tenho lido ultimamente, sendo, tão somente, diferente delas, porque nunca vão existir duas histórias idênticas, se o sentimento é personalíssimo.
    Minha mãe faleceu há pouco mais de 1(um) mês e, como você deve saber, só de escrever isso, já se sente uma coisa que não se conhecia antes, porque não pertencia à vida da gente. Ela fora arrebatada pela depressão – aquele transtorno da mente que leva cada vez mais pessoas aos consultórios psiquiátricos e que ainda gera preconceito em uma multidão de desinformados acerca da gravidade do assunto. Aliás, quando se fala em depressão, se pensa apenas em uma pessoa apática, sem vontade de viver. Não é bem assim. O quadro depressivo é repleto de nuances das mais diversas, de “altos” e “baixos”. O doente tanto pode estar deitado na cama, sem vontade de nada, sem se alimentar, dormindo muito, como pode se agitar severamente, em uma crise de ansiedade. Eu vivenciei essas duas “faces da moeda” e sei que ambas podem ser fatais. No caso da minha mãe, fora a apatia, a ausência do convívio social e a alimentação deficiente que a levaram a contrair uma anemia e, posteriormente, uma infecção hospitalar que resultou no seu falecimento. Ao contrário do que se possa imaginar, uma pessoa com depressão não deseja a morte. Na verdade, ela buscou todos os tratamentos que se achavam à disposição e, com o meu auxílio, fizemos o que estava ao nosso alcance. Mas, não era para ser.
    Tudo o que penso e faço, atualmente, tem relação direta com minha mãe. Aliás, antes já era assim. Sou filho único e, apesar de casado, ainda morava com ela, no seu apartamento que hoje está fechado. Meu pai mora em outra cidade e tem outra família. Sobrei eu para carregar a minha própria dor e resolver as melindrosas questões materiais.
    O momento é de mudanças, de direcionamentos, de decisões e de atitudes importantes, tudo permeado pelo mais autêntico e profundo sofrimento.
    Antes recanto de amores e de muitos amigos, hoje o coração é um deserto cortado pelo vento da distância e ressecado pela aridez da tristeza. É como se, em virtude da ausência da pessoa mais querida, as demais tenham ficado provisoriamente desalojadas, sem lugar no meu mundo. E isso, somente quem sente é capaz de não reputar como sendo resultado de um egoísmo exacerbado.
    Voltando a você e ao seu texto. Vejo que, como uma dupla de talentosos escultores, você e o tempo trataram de moldar sua dor da perda no tão almejado “amor que fica”. Parabéns, pois trata-se de labuta dolorosa, bem o pressinto. Quisera eu um dia (quiçá!), que só Deus sabe quando, puder olhar para trás e dizer que fiz da minha dor uma bela obra da arte da superação.
    Um forte abraço!

    • Olá Washington.

      Eu imagino a dor que você está sentindo e o tamanho da saudade. Não seria justo de minha parte dizer para você não ficar assim, não chorar, não ficar triste… isso é normal. E na minha opinião, você tem sim que ficar triste, que chorar… ao contrário do que dizem, isso fará bem a você. Coloque pra fora essa angústia, para que seu espírito possa melhorar. Só tenha cuidado com a forma e a intensidade que você emana isso. Tente sempre “se colocar” no sentido de sentir saudade e nunca de desespero, para que não afete o caminhar de sua mãe na espiritualidade!!!

      Sentir saudade é normal. Quem não sente, não ama! Chorar faz bem, lava nossa alma. E eu também seria desonesta se te dissesse que isso vai passar logo, pois não vai. Já tem mais de 2 anos que minha mãe se foi e ainda assim sinto um vazio tremendo. Mas posso te dizer com toda convicção, Washington: o tempo é o grande amigo de quem perde um ente querido. A saudade continua, o coração ainda aperta, o choro ainda vem… mas o tempo nos ajuda a entender que daqui a pouco vamos nos encontrar. Que agora, cada um vive num plano espiritual diferente, porém é preciso seguir a vida: a gente daqui e eles de lá. A gente reza por eles, para que eles possam caminhar bem junto ao Senhor… e eles rezam por nós, para que tenhamos uma vida tranquila e possamos viver em paz!

      Espero que eu tenha, de alguma forma, te ajudado. Com a minha resposta, com meu blog… enfim. Não deve ter sido a toa que você parou por aqui, né? O mundo blogueiro tem essa coisa que me fascina: eu sou do Rio e você do Maranhão e ainda assim eu pude “te ajudar”. Portanto, usufrua o quanto quiser e puder de qualquer ajuda que minha palavras puderem te levar.

      E com relação a responder todos os comentários até hoje, penso que se a pessoa chegou até o meu blog, leu meu texto e se deu ao trabalho de comentar, não é mais do uma obrigação minha tratar com respeito e responder a esse comentário. Em especial um texto como este que retrata um sentimento tão dolorido: a dor da perda de uma mãe. Não posso ver que as pessoas passam por aqui com tanta dor, tentando procurar um alívio e/ou desabafar e simplesmente ignorar essa pessoa. Não seria eu se fizesse uma coisa dessas!

      Responder com carinho e cuidado a cada comentário do meu blog foi uma escolha minha e que não me arrependo nem um pouco! Alguns acham que dá trabalho. Eu acho que dá prazer! É como receber bem uma pessoa que vai até a sua casa. E essa é a minha casa!

      Portanto, volte sempre!
      Esteja à vontade para ler todos os textos e comentar sempre que quiser!

      Um abraço. Fique bem. Fique com Deus!

      • Aline,
        Muito obrigado. A sua resposta só confirma o que eu já havia percebido: você e o tempo são mesmo excelentes escultores, e em constante atividade.
        Realmente, não foi por acaso que visitei o seu blog. Aliás, como não visitá-lo? Você fez dele a sua casa e deixou as portas abertas, recebendo com carinho a cada um que nela chega. Ele tem o seu traço pessoal, sua marca, seu estilo. Só para que se vislumbre a importância dessas características, tomo o meu humilde exemplo. Há mais de um mês que leio na rede mundial tudo o quanto me foi possível acerca de perdas, luto, espiritualidade e outras tantas coisas relacionadas com o fato ao redor do qual tenho girado feito satélite, vinte e quatro horas por dia. Tratam-se de artigos, reportagens, textos, trechos de livros famosos, depoimentos e entrevistas com psicólogos, antropólogos e médiuns de renome, postadas em sítios bastante concorridos da internet. Mas, de tudo que vi e li, foi no seu blog que encontrei o verdadeiro significado da palavra “Favoritos”, que aparece ali em cima, na barra de navegação do programa que utilizo para acessar a web.
        Obrigado novamente, e espero manter contato.
        Um forte abraço!

        Washington Lopes.

        • Fico muito contente em saber que virei “Favoritos” e isso me dá ainda mais responsabilidade para continuar a escrever e me preocupar com as coisas que eu escrevo!

          Obrigada, de verdade, pelos seus comentários. Tenho muito orgulho disso!

          Volte sempre!!!

          Abraços.

        • lindo o que vc escreveu me sinto assim” O momento é de mudanças, de direcionamentos, de decisões e de atitudes importantes, tudo permeado pelo mais autêntico e profundo sofrimento.
          Antes recanto de amores e de muitos amigos, hoje o coração é um deserto cortado pelo vento da distância e ressecado pela aridez da tristeza. É como se, em virtude da ausência da pessoa mais querida, as demais tenham ficado provisoriamente desalojadas, sem lugar no meu mundo. E isso, somente quem sente é capaz de não reputar como sendo resultado de um egoísmo exacerbado Washington preciso de ajuda tambem

  20. Oi Aline! Parabéns pelo blog!
    Cheguei nele num dos vários momentos de saudade…buscando algum alívio.
    Minha mãe se foi tem 4 anos, nunca mais seremos os mesmos, algo muda para sempre, nem sei explicar o sentimento e vazio. Tento viver das muitas boas lembranças e com a certeza de saber o real desejo de minha mãe: minha felicidade. Essa semana encontrei uma carta que escrevi para ela quando eu ainda era adolescente, num dia das mães…até figurinha colei pra decorar, o melhor foi o conteúdo, declarei minha gratidão e amor com canetas coloridas, hoje já borradas pelos anos. São esses acontecimentos e uma porção de outros que seguram as pontas.

    Beijo grande!

    • É verdade, Carol… não somos mais os mesmos! No início a gente até tenta viver igual, mas não adianta, querendo ou não nos tornamos mais adultos que elas vão embora. Realmente os bons momentos vividos no passado seguram as pontas na hora da saudade! Bjs.

  21. Saudade dói muito, perdi minha mãe (que também era meu pai) ha 2 anos, nesses dois anos, não houve um dia em que não pensasse nela, é com grande tristeza que passo o dia das mães, natal, aniversário meu, dela que é no mesmo dia. As vezes fico imaginando onde ela poderia estar… antes eu sentia muito medo da morte, hoje eu apenas vivo e dou muito valor a minha vida e das pessoas que amo, mas não sinto medo, sinto paz, pois sei que quando chegar minha hora, podei saber onde ela está ou sei lá…ve-la novamente, ou no mínimo não sentir mais a dor te-la perdido….

    • Acho que essa certeza de que iremos nos encontrar é o que nos conforta… posso ver isso pelos comentários que as pessoas deixam aqui! É muito bom saber que não estou sozinha nesse sentimento de saudade e certeza de que as coisas não terminam aqui…

  22. aline, foi por acaso que encontrei esse blog, na verdade estava procurando alguma coisa em que pudesse expressar a saudade que sinto de minha mãe, faz um mês e meio que ela foi morar com Deus e me deixou aqui. Sou casada tenho duas filhas lindas e meu pai agora mora comigo e agora tenho muito medo de perde-lo, não sei o que fazer pois a saudade é muito grande, quase não cabe no peito.

    • É complicado dizer o que você pode fazer, Andréa. Até porque cada um tem uma forma de encarar a vida. Mas o que eu posso dizer, sem medo de errar é: reze sempre! Reze para que sua mãe esteja bem e para que você fique em paz! Nós vamos nos encontrar um dia e matar essa saudade tão grande que às vezes até nos machuca!
      Fique com Deus e força. Beijos.

  23. Aline, a saudade é algo que não dá para explicar.. simplesmente vem e nos faz sentir um enorme aperto no peito. Fui criada pela minha avó (que chamo de mãe) e meu avô, e ela se foi no dia 24/05/2012. Ela é tudo para mim. Nunca pensei que um dia ela fosse partir; eu sempre disse para ela que se ela morresse eu morreria com ela (mas nunca acreditei que isso fosse acontecer). E ela se foi. Mas Deus faz tudo certinho, eu descobri que estava grávida, contei para ela no dia das mães, e 12 dias depois ela foi morar com Deus. Deus sabia o que estava fazendo, me deu meu bebê para que eu não desistisse de viver. Me deu um marido abençoado por que saberia que eu iria precisar. Me deu meu avô incrível, para que nele pudesse me espelhar.. e me deu minha mãezinha, para me ensinar a amar.. Ainda não consigo me controlar, a saudade é muito forte e acabo chorando.. será que tô fazendo minha mãe sofrer? Eu não quero que ela sofra, eu a amo demais. Seu site é maravilhoso, podemos desabafar e aprender com o desabafo de todos.

    • Oi Daniela.
      Muito bonito o que você escreveu e muito bom saber que você soube interpretar os sinais de Deus. Seu bebê realmente foi uma bênção vindo num momento tão delicado. Foi para mostrar que, embora sua mãe tivesse partido, alguém que precisaria de você estava vindo!
      Sua mãe/vó com certeza deve estar feliz em ver que você está continuando sua vida. E com relação a chorar: isso faz parte! Inclusive até já escrevi aqui no blog sobre isso… a gente não deve ficar chorando o tempo todo se arrependendo das coisas… mas esse choro de saudade, não faz mal a eles. Só prova o amor que temos!!!
      Fique com Deus… e volte sempre que quiser!
      Beijos.

  24. Aline, tudo que vc que vc escreveu e verdade, minha mae foi morar com Deus dia 07/11/2011, hoje qdo li chorei demais , essa saudade que doi. Eu e minha mae eramos muito amiga, mais as vezes brigavamos muito (tinhamos os mesmo jeito, o mesmo mau humor..kkkkk, )ohhh saudade , de escutar a voz, ver o sorisso…. ahhh ..principalmente abraçar..

    • É verdade. Essa saudade dói muito. E eu, mesmo depois desse tempo todo, ainda choro quando leio esse texto. É o poder que ele tem de mexer com os sentimentos de pessoas que realmente sentem saudade de quem já partiu. Mas o que nos conforta é saber que um dia nos encontraremos… se Deus quiser!

  25. Oiee. meu nome é Jucilei, pedir minha mãe dia 18 de junho, sabe é uma dor enexplicável. A minha vida perdeu sentido, eu não tenho mas forças pra nada ela completaria 65 anos em 14 julho. Sabe pra mim esta muito dificil.

    • Eu imagino, Jucilei.
      Foi exatamente o que eu senti e imagino que todos que comentaram aqui tenham sentido. Mas fique calma. O tempo vai ajudar a superar esta perda. Cada um tem seu jeito e seu tempo para superar essa dor.
      Que Deus te abençoe e te ajude para que nada aconteça.
      Se precisar de algo, pode voltar aqui sempre que quiser.
      Beijos.

  26. Aline, estou passando por esta grande perda a 3 meses, minha mãe partiu. Sei que estava doente, estava sofrendo, e via o quanto ela sentia saudades do meu pai que também partiu a 4 anos, mas não queria que estivesse partido. Em sua ultima noite teve muita dor, ela tinha cirrose hepatica, mas nunca foi alcoolotra, não se descobriu o porque desta doença maldita, ela teve hemorragia, e mesmo vendo ela sofrer tanto não esperava que naquele dia iria me deixar. Sinto muitas saudades, não paro de pensar naquela madrugada horrorosa.

    • Nunca iremos parar de pensar Elana. Nunca.
      A gente acha que o egoísmo é algo abominável, mas não percebemos como somos egoístas nestas situações. Não sinta-se mal. Isso faz parte do ser humano. Sabemos que a pessoa está mal, mas só de imaginar a ausência, a queremos por perto todo o tempo possível. Deus não vai nos castigar por isso… mesmo sendo egoísta, é uma forma de amor… caso contrário, não nos importaríamos da pessoa pertir.
      Fique bem Elana. Reze para que ela esteja bem no céu!
      Beijos.

  27. E a Saudade doi a cada dia mais e mais e só aumenta..perdi minha força, minha companheira, meu tudo a 1 ano e quase 10 meses…me sinto perdida, sozinha…

  28. Perdi minha mãe faz 3 anos e sinto como se fosse ontem, sinto tanta saudades que fico imaginando que ela vai chegar a qualquer momento , mais depois que eu conheci Deus muitas coisa mudou na miha vida aprendi que essa saudade pode vim com sorriso e com lembranças de momentos felizes, eu só tinha ela e Deus precisava dela perto dele pra juntos cuidade de mim, ai Deus resolveu leva-lá pra ele, minha mãe e meu pai ficar lá no céu cuidando de mim, não perdi uma mãe ganhei mais um anjo na minha vida, acho que essa foi a forma de eu me conformar com essa dor.

    • Sim, Luanda.
      Cada um tem sua forma de procurar alívio. A sua é bastante válida e um pensamento bonito. Provavelmente Deus estava precisando de pessoas perto dele e escolheu nossas mães pelas qualidades que elas tinham em vida!
      Fique em paz.
      Beijos.

  29. Eu perdi minha mãe tem 2 semanas, eu ainda não estou acreditando… Minha mãe e eu éramos muito grudadas, às vezes acho que vou chegar em casa e ela vai estar lá… Dói muito, a única esperança é que vamos nos encontrar no céu… Saudades eternas…

  30. Hoje faz dois dias que meu sogro faleceu, vitima de cirrose hepatica, ele definhou em vida. estava internado ha 9 dias na santa casa, e tudo que ouvimos nestes dias foi, nao se tem nada a fazer!! a impotencia é horrivel, ele nao comia e nao bebia, so no soro com gligose. Meu Deus tanto sofrimento, foi muito dolorido, chegarao colocar uma sonda nele, ai começou a sair secreção marron, tava tao ruim que eu cheguei a pedir a Deus para leva-lo. ontem o enterramos, ai que dor horrivel!!! foi muito rapido! sei que agora ele esta bem.

    • Temos o péssimo hábito humano de sermos egoístas e querermos sempre as pessoas amadas por perto. Mas Deus sempre sabe o que é melhor para nós… e para seu sogro, o melhor seria descansar desse sofrimento todo.
      O jeito agora é seguir em frente e rezar para o espírito dele!
      Fique em paz, Ana Paula… vc e sua família!
      Abraços.

  31. O que eu percebi após ler tantos posts que vejo como desabafo, é que a única coisa que temos a fazer é esperar o dia de nos reencontrarmos com a nossa mãe, que foi, é e será pra sempre tão única e especial! Algumas pessoas aqui perderam a mãe ja faz anos e a saudade não diminui, eu perdi a minha há 9 meses, e a saudade só aumenta, e aprendemos a conviver diariamente com a saudade, e com as lembranças, com as fotos, e com a falta grande de poder falar com a pessoa, de abraçar, de amar, de partilhar a vida. Eu sou filha única, tbm n tive pai, então pra mim conviver com essa perda não tem sido fácil. Muda todo o rumo da vida, e como eu sei o que ela realmente queria pra mim, não deixo de lutar e correr atras da felicidade, pois, dessa forma ela tbm estará feliz onde estiver. Mas eu assumo que não tem sido fácil: tenho 30 anos e este com certeza é o ano mais complicado da minha vida, e posso afirmar que eu não sei qdo isso vai melhorar. E UMA COISA EU DIGO: a vida não para pra sofrermos, então de um jeito e de outro temos que arrumar diversas formas pra ficarmos bem e sermos felizes, pois, esse com certeza foi o maior desejo na vida das nossas amadas MÃES!

    • Luciana, sei bem o que você está passando.

      O ano que perdi minha mãe foi, sem sombra de dúvidas, o pior ano da minha vida!!! E até hoje a saudade é enorme e enorme e enorme! Sim, o tempo ajuda. Mas ajuda a amenizar e a nos ensinar como lidar com essa saudade que é constante! Esquecer, nunca! Isso nunca acontecerá…

      O jeito é rezar e pedir a Deus que esteja olhando por nossas queridas e que elas estejam olhando por nós!!!

      Beijos e volte sempre!

  32. HÁ UM ANO PERDI MINHA MÃE, JÁ PERDI MUITAS COISAS NESSA VIDA, MAS NADA ME DOEU TANTO, COMO DOI ESSA SAUDADE. SOMENTE HOJE EM MINHAS ORAÇÕES EU DIGO A MINHA QUE A AMO MUITO E MORRO DE SAUDADES, EU NUNCA DISSE ESSAS COISAS A ELA, ELA ERA TÃO FORTE QUE SEMPRE ACHEI QUE DEUS ME LEVARIA PRIMEIRO. MAS NÃO FOI ASSIM, ATÉ HOJE EU PEÇO A DEUS QUE TUDO SEJA UM PESADELO E A ENCONTRE PELA MANHÃ. SERÁ QUE ESSA DOR UM DIA VAI PASSAR??

  33. Minha mãe partiu tem sete dias e eu sei que ainda é muito recente, mas a sensação que tenho é de que nunca vou conseguir superar essa dor que maltrata meu coração, a saudade é muito intensa, sofro também pelo meu pai que perdeu a companheira dele e imagino como ele deve se sentir todas as noites quando está só em sua cama e não tem mais a companhia dela, sofro também pela minha filha que a amava muito e ficou muito chocada com essa situação. Espero conseguir administrar essa saudade que sinto de minha mãe.

  34. Minha mãe partiu a um ano exatamente, sinto me doente, a saudade pra mim era uma doença. Com o depoimento do doutor acredito sim que é o amor que fica.

  35. Olá À Todos , Aline
    Estou eu aqui fazendo como a maioria que passa por um pesadelo destes que é perder uma mae faz, digitar na internet, essa situação, e tentar acreditar que não acontece só com a gente e infelizmente com bastante gente.
    Minha mae se foi em 18/12/2011 num domingo onde estavamos todos reunidos e iriamos fazer uma corrente de oração pra ela, e logo após o almoço, o telefone toca do hospital, comoa familia inteira estava em casa, qdo tocou o telefone não pensei outra coisa se não no pior.
    Cheguei perto do meu irmão e comecei a ouvi0-lo falar no telefone e entrei em desespero, o chão saiu dos meus pés, queria acordar do pesadelo, mais toda vez q me apertava, q passava a mão no olho via q eu estava muito acordado.
    meus Deus como é horrivel!
    Sinto falta dela a cada hora, a cada momento, como já disseram cada dia q passa aumenta mais a dor, a saudade. A saudade é o amor que fica, mas dói muito, mas muito mesmo, é dor fisica!
    Infelizmente agora parei até de sonhar com ela, no começo sempre sonhava, tives 03 belos sonhos, ou melhor encontros com ela, e mesmo sabendo q ela está bem, não me conformo.
    Como aceitar isso? Como matar esta saudade? O que fazer para aliviar?
    Tá muito dificil amigos, li o que o Washington escreveu ttb, e é um pouco parecido comigo, pq lutei muito pela minha mae, fui atras do melhor convenio, dos menlhores cardiologistas, psicologos, psiquiatras, acumputurista, etc etc etc e nada adiantou ela se foi, sensação de derrota, pq sou um cara persistente, nunca desisto , e nao desisti da minha maezinha, mas forças maiores me superaram, como é dificil amigos

    Força pra vcs

    • Rogerio.
      Gostaria muito de respostas às suas perguntas, mas infelizmente isso não é uma ciência exata e essas coisas nós só aprendemos com o tempo! Não tem muito o que fazer para aliviar a dor e a saudade, entretanto, rezar ajuda bastante!!!
      Sim, esta é uma perda absurda e como você pôde ler nos demais comentários, é uma dor que abate a todos, sem exceção!!!
      Que Deus te ajude e te dê forças também!!!
      Beijos.

  36. Perfeito o seu texto Aline, Parabéns mesmo!
    Seu texto descreve com precisão como me sinto perdi a minha mãe há 10 meses atrás e sigo minha vida normal (ou pelo menos tento) mas a saudade é imensa e sempre carregarei minha querida Mãe em meu coração. As vezes acho q tudo é um pesadelo, dai rezo e tento levar tudo na maior paz possível. Muita luz na sua vida!
    Grande abraço, Jonatan – Recife-Pe

    • Amém Jonatan!
      E essa sensação de que tudo é um pesadelo… nossa, já passei por ela diversas vezes! E às vezes até choro por querer “acordar” do pesadelo… e então me dou conta de que é real. E isso porque já se passaram mais de 2 anos que minha mãe se foi… não tem jeito, essa saudade será para sempre!
      Que Deus te proteja também e obrigada pelo seu comentário.

  37. vc n falou só de vc mas tbm falou sobre mim eu tbm dava muito, muito valor a minha mãe ela era a unica que me entendia i que eu a amava incodicionalmente tenho apenas 13 anos i vai fazer 8 mese que ela se foi penso muias vezes em morre pra ter ela ao meu lado de volta penso muitas vezes que eu fui a cupada na morte dela :'(

    • É Nathasha eu entendo que voce está passando, e a unica coisa que posso te falar agora é buscar consolo em Deus, e pedir pra vc ter um encontro com ela (em sonhos) eu puder ter essa oportunidade e é bom saber a nossa mãe está bem e que ela parou de sofrer e já conhece a Deus.
      Pense que vai demorar mais voce vai reencontra-la, pense que voce teve o prazer de com vc 13 anos sua mãe, e qtem gente q nem isso pôde ter.
      Eu fui levar presentes para umas crianças em uma casa de meninos carentes e a mãe deles perderam o direito sobre eles, pq elas são drogadas, ou vivem na prostituição. veja bem eles tem mãe, estão vivas mas não estão presentes. Já nós que estamos orfãos tivemos o prazer de ter nossa mãe do nosso lado, porém por pouco tempo.
      Forças

      • É isso mesmo Rogerio!
        Sempre digo isso pra mim mesma: não perdi minha mãe, eu tive a oportunidade de tê-la por 27 anos!!!
        E é bom saber que vou poder revê-la quando chegar a minha hora de partir! Tenho certeza disso… tanta certeza que é isso que me consola e que me ajuuda a seguir cada dia!

    • Não se sinta assim Natasha!
      Isso não atrapalha somente a sua vida, mas também a caminha dela na espiritualidade. As pessoas não vão antes da hora e, acredite, Deus não nos dá prova mais pesada do que podemos suportar! Eu também já tive minhas crises de querer ir embora para estar com ela… mas quando tudo se acalma eu vejo que isso é desespero, pois ela não ia querer que eu pensasse assim. Deus sabe que o que faz, embora nós sempre achemos que não é bem assim!!!
      Seja forte, menina! Tenha pensamento positivo! Reze muito! Peça a Deus para que te proteja para que você consiga caminhar com a sua vida e para que sua mãe tenha uma estadia em paz junto a Deus!
      Um beijo e volte sempre que quiser!

  38. Nossa aline,mensagem linda.mim emocionei muito, tenho 5 anos que não vejo minha mãezinha.pois tive que sair de casa por problemas familiares. Hoje vivo longe dela,sozinha e passando por momentos difícil na minha vida.sem paz interior, muito machucada.bjs carolin. Carol16991@gmail.com.

    • Procure-a, Carolina!
      Aproveite enquanto você pode tê-la aqui pertinho de você!
      E que bom que gostou do texto!!! Fico muito feliz de saber que este espaço se tornou algo tão importante para tanta gente…!

  39. Nossa que saudades eu sinto da minha mãe …. minha melhor amiga …. meu verdadeiro amor …. que saudades de falar a palavra mãe … sinto uma inveja daqueles que tem a sua mãe …. quando vejo suas amigas …. ou pessoas mais velhas que minha mãe penso ela poderia estar aqui …. sofro muito com a ausência física dela … apesar de todo meu sofrimento de a vida não ser mais a mesma ….. eu devo ser forte porque minha mãe sempre Quiz o meu bem ela não ficaria feliz em me ver triste então pela minha mãe vou continuar em frente e eu sei que a onde ela estiver ela sentira orgulho de mim …..
    Não a perdi foi apenas uma separação temporária …. e que um dia quando eu também parti iremos nos encontrar acredito que o amor é eterno e meu amor pela minha mãe é eterno …. sei que seu sofrimento acabou … que Deus a abençoe …. te amo mãe eternamente

    • Que bom que pensa assim Heberton! Fico muito feliz quando vejo pessoas fortes assim!!! Temos que ter isso em mente: vamos nos reencontrar em breve, pois todos nós estamos neste mundo de passagem… não somos daqui… viemos aprender e evoluir e, infelizmente, essas perdas fazem parte deste aprendizado e evolução!!!
      É exatamente isso que você falou: é uma separação temporária! Não vou mentir: às vezes minha saudade aperta de forma quase incontrolável e eu choro muito. Mas não sei se devo prender esse choro. É o símbolo da falta que minha mãe faz. Mesmo sabendo que vou encontrá-la, a falta que ela me faz é tão grande que torna-se inexplicável. Mas aí vem o conforto divino e eu entendo que o tempo para nós passa diferente para eles… portanto, mais dias ou menos dias, vamos nos rever… e será uma festa!!!

      • Gostaria que as mensagens viesse em português. Obrigado. Carol.

        Em 21/09/2012 17:37, ●• Um coração que escreve… escreveu:

        ** Aline Pacheco comentou: “Que bom que pensa assim Heberton! Fico muito feliz quando vejo pessoas fortes assim!!! Temos que ter isso em mente: vamos nos reencontrar em breve, pois todos nós estamos neste mundo de passagem… não somos daqui… viemos aprender e evoluir e, infeliz”

  40. Perdi minha mãe tem 7 meses, é uma dor sem fim, uma saudade que sufoca, perdi meu pai tinha 3 anos de idade, mas a suadade nos da força para seguir sempre em frente e colocar em pratica tudo aquilo que eles nos ensinaram, porque de uma maneira ou de outra eles estão sempre com nós

  41. Perdi minha mãe há 14 anos, e parece que foi ontem, a saudade é imensa e a dor maior ainda. Sinto-me sem rumo há 14 anos, e tenho a sensação de que o tempo não passou e que foi ontem que vivi o maior pesadelo da minha vida. Li a mensagem da Aline e me emocionei muito, minha mãe era tudo na minha vida, só quem passou por isso que sabe o que é viver sem a parte mais importante de nossas vidas.
    Desde que perdi minha mãe, sinto que estou sufocada com a dor, a vontade de gritar pro mundo que não quero mais seguir e que nada tem sentido.

    • Nossa Jane!
      Você já pensou em procurar uma ajuda médica?! Não fique assim. Não pense assim. Isso faz mal a todos: a você e a ela que se foi.
      Infelizmente essas perdas fazem parte da nossa vida. Não somos infinitos. Temos um tempo contado neste mundo, mas com certeza vamos nos encontrar num plano superior a este. E não acho que sua mãe vai querer saber que você passou sua vida aqui nessa tristeza e sem vontade de viver!
      Eu sugiro que você procure alguém que possa te ajudar… talvez um psicólogo. Pode não parecer, mas ajuda muito.
      Fique forte e rezo para que Deus te ajude!
      Bjs.

      • Obrigada por responder meu comentario!!!!
        Atualmente faço terapia com uma psicologa, tenho me sentido bem melhor, mas mesmo assim ainda sinto muita tristeza. Tenho consciencia, tenho que superar e seguir em frente. Deus me deu um presente maravilhoso que tem feito com que eu corra atrás de mudar, e melhorar a cada dia, Ele me deu um filho, que é a razão do meu viver, e que trouxe paz pro meu coração, apesar de ficar triste toda vez que penso que meu filho vai crescer sem avó, e que se minha mãe estivesse viva estaria muito feliz. Sei que isso é ruim tanto pra mim, quanto pra minha mãe, por isso que estou me dedicando o maximo que posso, indo com frequencia na terapia. Tenho muita fé em Deus, e sei que vou superar e vou viver muitas alegrias.
        Gostei muito do seu blog, é bom saber que tem pessoas como vc, que está disposta a ouvir e ajudar, mesmo que seja com uma palavra, isso pra é muito valioso.
        Aline, que Deus lhe abençoe sempre, e que vc possa ajudar muito mais pessoas com suas palavras.

        Obrigada!!!

        Jane Santos.

        • Que Deus te de muita força, que ele te de o consolo do espirito santo prometido, ou melhor, que ele ajude e console todos nós que estamos nesta situaçao, todas as pessoas aqui q passam por essa perda.Meu psicologo diz q é como aprender a viver sem um membro, como um braço uma perna. realmente nao somos mais os mesmos e temos q reaprender a viver

          • Roger muito obrigada pelas palavras, é muito dificil recomeçar depois de uma perda tão significativa, mas tenho pedido muito a Deus que me dê força pra continuar. Que Deus nos console, pois vamos sempre levar conosco essa dor.
            Obrigada!!!
            Abraços.

        • Jane, fico muito feliz em saber que você está indo à terapia. Eu tinha uma ideia errada sobre esse lance de terapia, psicólogo… mas hoje tenho certeza de que funciona mesmo, pois pessoas perto de mim precisaram e melhoram bastante!!!
          O tempo nos ajuda! E Deus, sempre sábio, soube o que fazer para te motivar a “ficar por aqui”: te mandou essa bênção que é um filho! Não vou te enganar que isso também passa pela minha cabeça, que minha mãe não verá os netos dela. Quando ela faleceu, foi uma das coisas que eu mais falava… Mas, mesmo levando essa tristeza dentro de mim, sei que de alguma forma ela estará presente na criação deles!!! A gente lê tantas coisas, vê tantos filmes onde mostram que os espíritos às vezes voltam como nossos filhos… quem sabe Deus não me dá esse presente e manda minha mãe de volta pra mim como minha filha ou meu filho?!
          Enfim… o que importa é que nossas mães não nos abandonaram, pois devem estar rezando pelo nosso bem estar!!!
          Fique bem. Que Deus continue te dando forças. E que esse filhote seja sua motivação eterna para continuar sua caminhada até se encontrar novamente com sua mãe!!!
          Beijo grande e volte sempre que quiser ao blog (fico feliz que tenha gostado do meu cantinho… é sempre um prazer tratar bem quem dedica alguns minutos para “me visitar”).

    • Este momento é complicado para todos… perder quem amamos não é algo muito fácil, mas esse significado de saudade consegue expressar em palavras exatamente o que sinto: é o amor que ficou! Com certeza…

  42. Olá boa tarde pessoal !
    eu sinto faltar da minha mae , ela me deixou quando eu tinha 3 anos de idade e hj eu tenho 23 sao 20 anos sem minha mae poxa vida sabe eu tenho pai que nao liga pra mim e tenho um vo que cuide de mim sabe ele é tudo o que tenho ! tem dia que a gente nem quer levanta da cama quando lembramos da nossa mae que saudade ermone que eu sinto se deus me desse uma oputunidade de econtra ela seria muito feliz tem aquele ditado que fala quem tem de tudo do bom e do melhor nao é feliz sou eu mais dexaria tudo de lado se eu acha minha mae sabe sinto saudade dela demais as vezes eu chego em casa da empresa e da facu cou no quantro que era dela correndo falo mae ai eu vejo que ela nunca teve do meu lado isso machucar demais meuuu! é tomos ai pra o que der e vier ne muito obrigado por te visto minha hiostoria ! bjs de tony

    • eai tonny, força amigo,perdi a minha fazem 10 meses e não consigo achar um jeito de ficar em paz. EU procuro entender parece q vai passar mais derepente vem aquela sensaçao, de q é um pesadelo, depois de nao aceitar enfim dae a gente acaba ficando mal.
      A unica coisa q consola é saber q elas estao bem, e bem melhor qnós num lugar onde nao tem dor, magoas, preocupaçoes, felizmente ou infelizmente a hora delas de ir pra esse lugar chegou cedo demais.
      Muita força ai cara! meu pai tb nunca ligou pra mim, e hj tenho minha vó e meu vo, q sao muito bons pra mim.
      fica em paz

  43. Esse texto parece que foi feito pra mim, ele diz tudo que é verdadeiro em mim, sem tirar nem por, infelizmente fará um més que perdi minha mãe agora dia 18 de outubro e ainda hoje não esqueço dela, a saudade me mata, me machuca. Realmente hoje não mais tenho alguém pra conversar, ela se foi e fiquei sozinha, como o texto diz, tenho meu irmão, tenho muitas pessoas por perto, mas não é a mesma coisa, obrigada por dividir esse texto conosco. abraços.

  44. Olá amigos, hoje segunda-feira comecei a trabalhar e sabe qdo tudo parece q ta “zicado” sem vontade de fazer nada.. dai comecei a rezar um pai nosso pra entregar meu dia nas mãos de Deus e pedir a ele coragem força e sabedoria pra levar o dia. Mas ai terminando a oração, veio uma saudade, mais uma saudade muito grandeda minha mãe, lembrei o qto ela era religiosa, o qto gostava de ir a missa , lembrei do final da musica do pai-nosso cantado “( Pai…… meu pai……, meu pai do céu, meu pai do céu, eu quase me esqueci, me esqueci, que seu amor vela por mim, vela por mim, que seja sempre assim. E não nos deixei cair em tentação…”)

    Puxa vida meu deumuita vontade de chorar, e com isso vem de novo todas as perguntas. Por que? Por que ela não está aqui?, por que tão cedo? Por que essa dor no meu peito?
    Um choro dá a sensação de voltarmos a estaca zero, a gente passa todo o tempo, falando, Deus sab eo que faz, vamos nos reencontrar um dia, ela está bem, longe de sofrimento e dor, mas ai vem as lágrimas e é como se apagasse todas estas palavras de conforto e só a fica a dor a tristeza, e as vezes a revolta, será q Deus existe? que provas eu tenho? Será q os mortos realmente vivem em outro lugar? Qual a prova disso? Vontade desesperadora de sair correndo encontrar alguem que passou por isso, abraçar e perguntar, vai ficar tudo bem?

    Senhor peço-te força, peço-te perdão, e só querto dizer que te amo muio, e a você minha mãezinha Te amo muito, te amo muito mesmo, não consigo te esquecer um segundo, preciso de voce a cada momento minha mãe.
    No lugar que voce estiver espero que possa ler isso, ver meus pensamentos e saber o quanto TE AMO.

    Aline obrigado pro ter esse lugar pra desabafazr.

    Forças!

    • Fique à vontade Rogério!

      Eu fico muito feliz que eu esteja tendo a oportunidade de proporcionar a tantas pessoas este espaço que não tinha esse intuito, mas que eu passei a ter um carinho especial… São tristes os comentários deixados aqui, mas eu fico feliz por poder ver o quanto as pessoas se sentem à vontade para escrever aqui… e voltam, não somente para comentar de novo, como para ajudar aos outros que aqui passam!

      Eu sei bem como é essa sensação de saudade repentina. A tenho de vez enquando e é tão forte que não sabemos controlar. Gosto de pensar que quando a saudade aperta assim e as lembranças se tornam tão presentes sem a gente perceber, é porque nossos queridos também estão pensando em nós ou nos visitando! Quando paro para imaginar isso, tenho uma sensação de conforto. É como se a minha suadade fosse compartilhada com a minha mãe… assim como eu sinto daqui, ela sente de lá… e por isso vem assim do nada e do nada também vai embora!!!

      Não sinta-se mal por isso. Não sinta-se mal por chorar. Chorar faz bem. Guardar isso dentro de você é pior! O choro de saudade não faz mal a quem foi… só mostra o quanto os amamos!

      Só minha mãe sabe o tamanho da saudade que eu sinto por ela, o vazio que ela deixou em mim e o quanto eu queria abraça-la novamente… só ela entende, só ela sabe… e eu tenho certeza de que ela está comigo em todos os momentos, principalmente os de mais dor… é o que me conforta! É ter essa certeza dentro de mim e que ninguém tira!!!

      Fique com Deus e volte sempre que quiser!

      Esse lugar é nosso!!!

      • Obrigado Aline
        é bom saber que podemos encontrar pessoas para ajudar ajudare ser ajudado, é uma longa caminhada e quando um cansa ou desanima o outro oferece o ombro, é assim que me sinto aqui.
        Um abraço a todos e muita força!

  45. mae palavra doce perdi minha mae faz cinco anos dentro desse cinco anos so me resta tribulaçao depois que minha mae se foi mudou tudo tudo mais pra pior meu pai pos uma nora dentro da casa dele essa nora sempre nos trouxe grande problemas e a ate hoje ela passou acomandar tudo o que minha mae deixou ele e um senhor de 84 anos somos duas irmae dois homens mais nos filha nenhuma tem o dereito de se encostar nem perto e sofrimento estamos sofrendo como nunca so nos resta chorar e nada mais.

    • Francimira.
      Espero que Deus olhe pela sua família e possa dar paz e forças a vocês para enfrentar esta prova da vida.
      Tenha sempre fé de que tem uma força maior nos regendo e que tudo vai melhorar… tem que melhorar, né?!
      Beijos e fique com Deus.

  46. Olá Aline, olá a todos,
    Como a maioria de vcs , encontrei este blog procurando um consolo para uma dor que sinto desde q minha mãe se foi em 18 de janeiro de 2011. Hoje eu estava dirigindo e a saudade , um misto de dor com incredulidade me fez quase desmaiar…Parece loucura mas às vezes eu não acredito OU não quero acreditar. Tomei a decisão de procurar um psiquiatra pois sendo um pouco racional sei q não vou sair deste “vale” sozinha. E todos vcs sabem q ninguem quer ouvir a gente chorando a morte, falando do assunto, vivenciando , isto é, fazer o q estamos fazendo aqui. As pessoas simplesmente falam: bola pra frente, seja forte, é o curso natural da vida …. Um dia desses eu cansei e falei : vc vai sentir esta dor e vc vai lembrar de mim e aí a pessoa falou: vc está desejando q a minha mãe morra? Não, respondi. Mas é o curso natural da vida , não é mesmo ?
    Eu tenho uma filha linda de 4 anos mas eu sofro demais por minha mãe não estar vendo ela crescer…. Me arrependo de não ter ficado muito mais tempo com ela, tenho muita saudade de minha infancia…. É muito triste saber q nunca mais eu vou viver esta vida com ela novamente. Vamos nos encontrar mas em outro momento, em outro estagio, talvez mais evoluidas…. Mas eu queria tudo de novo….os bons momentos, as dificuldades, as brigas, os sorrisos, as festas, tudo de novo….
    Fiquem com Deus !
    Renata

    • estou sentindo a mesma coisa que vc est sentido renata…minha mãe faleceu dia 15/02/13…ela se engasgou com uma acerola…ninguem esperava…foi derrepente….mas agora num consigo ta dificil de me recuperar…tenho um filho de 2 anos e é ele q me da forças pra continuar …. mas as vezes quero desabafar com alguem o que estou sentindo o quanto estou sofrendo….mas todos falam ” deus vai confortar o seu coração” ai logo eles mudam de assunto…..então no momento eu to preferindo sofrer calada…..pois se eu for conversar com alguem eu ja sei a resposta que vão me dar….´SO PEÇO A DEUS QUE NOS AJUDE A SUPORTAR ESSA SAUDADES….PQ PASSAR ISSSO NUM VAI ACONTECER

  47. muito bonito..
    a minha mae partiu faz hoje quatro semanas e o coração doi muito, fica aquela ansiedade que nem sei explicar e realmente não há palavras melhores para defenir saudade da minha mãe….é o amor que fica…

  48. Minha mãe partiu em fevereiro de 2011, ela sempre foi minha amiga, confidente, as vezes era minha filhota, carente de denguinho, e hoje me sinto amputada, incompleta, peço a Deus forças pra viver, porque tenho duas filhas que precisam de mim, se não fosse isso….. Mas quando se perde uma mãe assim como a minha, jamais vc é o mesmo. a vida n tem mt sentido. Mas Aline adorei conhecer vc e é isso ai, Saudade é o amor que fica. bjs a todos. Que o Senhor console nossos corações.

    • Amém, Mirian.
      É a única coisa que nós podemos pedir numa situação dessas: que Deus console nossos corações e possa sempre estar presente em nossas vidas e possa estar encaminhando os espíritos de nossos amados para o caminho do bem e da luz!

  49. Muito bonito Aline. Minha mãe partiu em agosto de 2012,ela era minha amiga, minha confidente, minha mãe muito querida. A saudade é grande que chega a doer. Mas como a definição da criança ” Saudade é o amor que fica”. Que Deus console nossos corações.

  50. Oi Aline, muito bonito o texto que vc postou. Diz tudo que eu sinto.
    Perdi minha mãe a 1 ano e ainda me doí muito. Tenho bastante saudades das tardes que passamos juntas, rindo das coisas mais bobas na rua, das vezes que almoçamos juntas, de quando eu aparecia no serviço para busca- lá… São tantas coisas que passamos juntas. Ela morreu em meus braços, Lembro como se fosse hoje. Fiquei bastante revoltada, mais hoje eu agradeço a Deus por ter conhecido e convivido com essa pessoa maravilhosa que foi a minha “filhinha” (como eu chamava) e peço a Deus que me faça ser uma pessoa igual a ela.

    Abraços Anna.

    • Anna.
      Identifiquei-me muito com seu relato. Se você acompanha o blog ou se procurou outros textos em que falo de minha mãe, vai poder ver que essas coisas que você escreveu eram exatamente as mesmas coisas que eu e minha mãe fazíamos. Também éramos muito unidas e ela, sem nenhuma sombra de dúvidas, era minha melhor amiga. E não é nada fácil perder sua mãe e sua melhor amiga de uma única vez. Fica um vazio imenso e irreparável. Só mesmo Deus para nos ajudar a carregar essa “cruz” tão pesada que é aprender a viver sem a presença física delas aqui conosco.
      Sou espírita e acredito de verdade que não estamos sozinhos nesta caminhada. Em outro plano, elas estão conosco. E estão nos ajudando a caminhar. O importante é sempre rezarmos para que Deus as proteja e para que elas possam estar sempre olhando por nós e nos abençoando… nossas “filhinhas” mais amadas do mundo inteiro (a minha para mim e a sua para você!).
      Fique com Deus e volte sempre.

    • Sim Vania!
      Posso te falar com toda propriedade que a tristeza vai embora, sim. Essa tristeza dá lugar à saudade. E a saudade… essa sim nunca vai embora. Ela permanece para sempre em nossos corações. Mas aprendemos a lidar com ela da nossa maneira, para que ela represente o amor que sentíamos por essas pessoas que já foram e não pela tristeza de não tê-las mais ao nosso lado (fisicamente!).
      Fique com Deus e que Ele te abençoe e te console.

  51. Aline esse texto eu fiz para minha mãe que já não esta mais entre nós.
    Todo filho tem um andajá, que lhe foi dado por DEUS, chamado MÃE e que independente do número de filhos age com a mesma segurança e proteção necessária.
    Este andajá nos segura nos momentos mas difíceis de nossas vidas para que não caíamos e se por ventura cheguemos a cair, que saíbamos levantar com sabedoria. Quanto mas velho ele fica, mais nos proteje.
    Como todo filho, insistimos em trilhar por caminhos turbulentos que as vezes devastam nossas vidas e só deixam de pé, e inteiro, o andajá, que nos levanta e nos dá força para continuar lutando.
    Só que um dia nos deparamos com a dor da perda, não temos mais a presença física do andajá na nossa vida, e temos que conseguir sobreviver sem ele. Neste momento começamos a relembrar de todo amor, orientação, ensinamentos, segurança e sensação de proteção que tivemos ao longo da nossa vida.
    Ficamos felizes quando percebemos que mesmo sem o andajá, conseguimos reconhecer em nós todos os ensinamentos, palavras e atos, principalmente de amor, que recebemos ao longo da nossa caminhada. E é nesse momento que nos damos conta que de certa forma não perdemos o nosso andajá, pois ele continua vivo dentro de nós.

    Mesmo depois da “viagem” eu ainda consigo sentir o seu amor, ouvir os seus ensinamentos e sentir a sua forte presença fazendo com que eu nunca me sinta só, pois, eu fui amada e orientada por um anjo chamado MÃE.
    Obrigada por todos os ensinamentos no decorrer da vida.
    Obrigada pelas vezes que caí e você estava lá para me segurar.
    Obrigada por me fazer a mãe e mulher que sou.
    Obrigada por nunca nos abandonar, mesmo nos momentos mais difíceis da vida, onde você era mãe e filha.

    Parabéns Aline pela sensibilidade, eu amei o seu texto.

    • Hildenice que belas palavras! Partilho com vc dos mesmos sentimentos! E o mais difícil dessa caminhada é reaprender diariamente a conviver sem a pessoa, principalmente sem o corpo material, que inclui o sorriso, a voz, e a presença física.
      Sou filha única, e sempre fui muito apegada à ela, inclusive dormíamos juntas, e nesse quase um ano sem a minha mãe, aprendi que esse amor desmedido tem que ser canalizado em algum lugar, pq se for pra lembrar da pessoa o tempo todo não dá pra viver em paz e feliz, mesmo que sejam boas as lembranças, pq até mesmo essas recordações geram uma saudade enorme, e consequentemente uma dor gigantesca. Assim, a dinâmica dessa dor e saudade me fez recorrer à algumas coisas, tais como leitura, conversas com Deus, abastecimentos espirituais constantes, e sempre peço à ela que olhe por mim de onde eu estiver, para que eu consiga prosseguir no caminho que ela sempre me ensinou e sonhou. Por mais que eu tenha vontade de largar tudo e me entregar à essa dor, jamais farei isso, tenho obrigação de ser feliz! E prosseguir no caminho que estou, ensinado por ela. Serei sempre a filhinha querida, cheia de amor e proteção, mesmo ela estando longe, aguardando para quem sabe um dia eu consiga chegar no mesmo bom lugar que ela está.

      • É isso mesmo Luciana.
        Gostei do seu comentário. É o que eu sempre digo: a saudade sempre existirá e a falta delas sempre será presente, mas não podemos deixar que isso se torne tristeza, pois não é!!! Elas estão olhando por nós e não gostariam de nos ver triste!! Bola pra frente!!!
        Beijos e obrigada por visitar.

  52. É pessoal e agora esta época de natal, é impossivel não chorar, não lembrar da nossa mamãe, elas eram o nosso natal, nossa razão de comemorar, é o segundo natal que passo sei ela, dia 18/12 agora vai fazer 1 ano, que não vejo não falo com minha mãe apenas nos sonhos, e até eles estão poucos.
    Forças pra nós!
    abraço

    • Roger como vc tbm perdi minha mãe nessa época, examente no dia 25, em pleno natal, de manha. Tinha acordado de manha, esperando dar o horário da visita na UTI, pois repentinamente apareceu um câncer de intestino, e por causa da cirurgia, deu infecção generalizada. Foi tudo rápido e eu custei entender o que aconteceu. O sofrimento de hospital, UTI e os altos e baixos da doença não chegaram a 2 meses, mas foi o suficiente pra que eu gravasse na memória tantos momentos de dor. E agora, antes de completar um ano de falecimento, estou relembrando diariamente o que aconteceu no ano passado, inclusive a tristeza que passei na véspera do natal, na UTI, do lado da cama chorando e implorando a Deus que n deixasse minha mãe partir, já que o quadro estava agravando. É tanta lembrança ruim, e sei que no dia do natal não tem como evitar o sofrimento. E como vc disse: FORÇA PRA NÓS!

      • É, Roger e Luciana… essa época é sempre terrível. A véspera do Natal é praticamente sufocante pra mim… Por mais que eu tente, por mais que eu lute comigo mesmo para estar bem, é impossível. A saudade vem avassaladora nessa época, principalmente porque foi minha mãe quem me ensinou a amar e respeitar tanto essa data!!! Como já escrevi em alguns posts aqui no blog, o Natal tem um significado muito bonito pra mim e devo isso a ela portanto, impossível não lembrar… e com muuuuita saudade!!!
        Luciana, eu imagino o quanto terrível deve ser para você, até mais do que para nós. Espero que Deus te ajude a sempre, te dando forças e sabedoria para lidar com essa situação daqui para frente!
        Força para nós!!!
        E obrigada pelas palavras de sempre, Roger!

    • É, Roger… essa época é sempre terrível. A véspera do Natal é praticamente sufocante pra mim… Por mais que eu tente, por mais que eu lute comigo mesmo para estar bem, é impossível. A saudade vem avassaladora nessa época, principalmente porque foi minha mãe quem me ensinou a amar e respeitar tanto essa data!!! Como já escrevi em alguns posts aqui no blog, o Natal tem um significado muito bonito pra mim e devo isso a ela portanto, impossível não lembrar… e com muuuuita saudade!!!
      Força para nós!!!
      E obrigada pelas palavras de sempre!

  53. É luciana passei este mesmo sofrimento também, ele começou pra valer em 13/11/2011 quando ela entrou andando no hospital por conta de uma falta de ar e acabou sem entubada e permaneceu na UTI por mais de 30 dias, e na semana que ela melhorou estavamos todos felizes porque o quadro tinha melhorado, porém no dia 17/11 qdo fui visitá-la ela havia piorado e o médico não deu esperanças.
    Voltei arrasado do hospital passei aquele sabado inteiro chorando. Daí tem algumas coisas que a gente não compreende neste mesmo dia meu irmão me consolava dizendo, Rogerio, eu fui na Igreja e perguntei à Deus , qual er ao plano dele para a mãe, se é vida ou morte, dai ele ouviu uma professia dizendo que uma pessoa, que estava na igreja pela primeira vez queria uma resposta, e Deus estava falando que a resposta era a VIDA, e que no momento em que os médicos desenganassem era neste momento que Deus iria agir, qdo ele disse isso comecei a agradecer a Deus e a confiar, não mais nos médicos e sim em Deus, e no outro dia, pra minha surpresa, quando estavamos todos reunidos após o almoço para fazer uma corrente de oração, o hospital liga dando a noticia, meu mundo desabou, o chão saiu do lugar ,e a primeira coisa que pensei foi em Deus e nas promessas, e fiquei decepcionado, agora depois que possou, continuo não entendendo, mais amo a DEus e não tenho mais a revolta contra Ele.
    Minha mãe tinha 49 anos sonhava em ver os netos, ver meu irmã se formar na faculadade, lutou tanto pór nós , lutou para poder ficar perto de nós e infelizmente não conseguiu por muito tempo.
    Ainda choro, dói muito e não sei qdo isso vai melhorar, tento levar a vida, dou risada, procuro viajar me divertir mais sempre lembro com, frequencia dela.
    Que Deus nos abençoe

    • Sua mãe como a minha faleceu muito nova, e isso nos deixa com uma sensação de tanta coisa que seria vivida foi ceifada, num é mesmo? A minha decepção com Deus tbm passou, mesmo sentindo aquela vontade de que o milagre pudesse ter acontecido, mas não aconteceu. E o que mais preciso hj é da força que vem do alto, e por isso me apego a Deus com todas as forças. E agora no fim do ano, agradeço a ele por ter conseguido chegar até aqui firme e forte, sem precisar de medicamentos pra conseguir sobreviver, sem cair na maldita depressão, e tendo forças pra seguir em frente. Por isso que eu digo o quanto é importante nós ficarmos em constante oração, pq se fraquejarmos e cairmos, o levantar vai ficar pior ainda. E é isso ai Roger, vamos continuar firmes e fortes! Pq Deus é conosco!

      • E o natal chegando, para uns alegrias e para outros tristeza. Não perdi minha mãe, mas estou distante dela dela 6 anos.leio todos todos os depoimentos e choro muito muito.não gosto neim pensar em perder ela,e quando penso entro em desispero comigo mesmo,fico fragil.imagino o que vocês passaram com a perda das mães. Sempre peço deus em minhas orações muita força. O nosso socorro vem de deus.os que confiam no senhor serão como o monte de siao,que não si abala,mas permanece para sempre.que deus nos abençoe. Bjs

      • É isso ai Luciana, temos que ser fortes, temos os momentos de fraqueza, mas faz parte. Essa sensação de perda, de angustia, vira e mexe vem. mas num tem oq fazer é confiar mesmo em Deus, e acreditar principalmente que esse mundo só é uma passagem né? Não tem sentida pessoas que morrem vitimas de assassinatos, pessoas inocentes que morrem em tragedias de acidentes, mortes estupidas, então isso leva a crer que se existe um Deus, se ralmente ele existe, o nosso lugar não é aqui, é mto sofrimento neste mundo, muita crueldade e injustiça, então sou levado a crer que Deus tem um lugar melhor pra nós…..Resta esperar

  54. Natal chegando, esse clima de festa me deixa angustiada, pois sei que o dia 24 e 25 de dezembro é um dia de muitas lembranças triste pra mim, perdi minha mãe no dia 24 de dezembro de 1999, tudo parecia perfeito, vespera de natal, a familia toda reunida e tudo pronto para a confraternização. Mas um pesadelo aconteceu naquela noite, minha mãe começa passar mal derepente, corremos pro hospital com ela, mas infelismente ela faleceu no caminho, eu aflita sem saber o que fazer, não conseguia chorar e nem entender por que tudo aquilo acontecia, fiquei em estado de choque, com um nó na garganta, meu mundo desabava e eu ali parada tentando me situar no ocorrido, mas tudo parecia escuro, quando me dei conta do que tinha acontecido entrei em desespero e gritei, gritei, chamei Deus, e tudo parecia ter ficado cinza, não consegui ver mais nada ao meu redor, meu peito doia muito e mais uma vez chamei por Deus, e nada. Pensei naquele momento que Deus tinha esquecido de mim.
    Tudo foi muito dificil, veio o velório, a familia muito abalada, foi muito desesperador saber que nunca mais iria ver minha maezinha, e que só restaria as lembraças.
    Já se passaram quase 14 anos, parece que foi ontem que aconteceu tudo isso, a dor é grande e a saudade maior ainda, mas tento sempre lembrar dos momentos bons, de alegrias que passamos juntas, das vezes que sentavamos e passavamos horas a dentro conversando, dos nossos abraços aconchegantes na hora de dormir, dos cafunés que ela fazia na minha cabeça.
    Tenho muita fé em Deus, e sempre que fico triste, abatida, sem forças, procuro lembrar que até aqui Ele me guiou e sempre esta comigo, eu entreguei minha vida a Ele, pois só Deus tem uma resposta pra tudo.
    Passei anos sem rumo, chorando, lamentando e triste, achava que nada tinha sentido, cheguei a pensar em morrer, mas Deus me presenteou com um marido maravilhoso, que me ama e cuida da minha pessoa com muita dedicação, já tem 7 anos que estamos juntos e a cada dia o amo mais, e desse amor veio a maior benção que poderia receber, um filho lindo, que trouxe paz e muita alegria pro meu coração.
    Resolvi escrever minha história aqui, pra falar para as pessoas que perderam a mãe ou alguem que amava muito, para nunca desistir de viver, por que tenho certeza que, de alguma forma, vamos nos encontrar alguma dia, quem sabe na eternidade. Se sentir vontade de chorar, chore, grite, fale, nunca guarde a dor só pra você, divida com alguem, e sempre, sempre ore a Deus, peça força, sabedoria, conforto, por que Deus é maravilhoso, só Ele pode nos alcalmar, aliviar a dor, nos dar um rumo pra seguir.

    Deus abençoe a todos. Amém…

    • Oi Jane.
      Muito obrigada por compartilhar sua história conosco! E eu imagino como deve estar sendo difícil para você, principalmente por isso ter acontecido numa data tão marcante em nossas vidas. E é como você falou: já se passaram tantos anos e ainda assim a dor da saudade é grande. A gente aprende a lidar com esse sentimento e o que antes era tristeza, se transforma em apenas saudade e a vontade enorme de estar perto (fisicamente).
      Fico contente que Deus tenha te ajudado te dando um marido companheiro e uma filha que agora se tornou sua alegria. Sua mãe com certeza está lá de cima olhando por vocês e te ajudando nessa caminhada. Tenho plena certeza de que elas nos ajudam. Pelo menos a minha, a sinto muito presente na minha vida, principalmente nos momentos em que eu rezo pedindo sua ajuda… mesmo que seja sua ajuda orando para que eu me acalme!!! Ela sempre foi minha melhor amiga aqui na Terra, acho impossível que isso tenha mudado agora que ela tem muito mais “poder” para poder me proteger! É meu anjo-da-guarda, com certeza!
      Obrigada pela sua visita. Fico muito contente em ver como as pessoas gostam desse cantinho e se sentem à vontade para “falar”…. embora sejam histórias tristes, se tornou um lugar onde um acolhe o outro por saber o tamanho desta dor.
      Abraços.

  55. perdi minha mãe faz 1 mês e tbm to com um nó no peito,pois amava muito ela,ela era tudo para mim ,sempre me apoiava nos momentos mais dificeis da minha vida nos momentos alegres sempre estava contente em me ver feliz,minha mãe sempre vou lembrar de vc pois tu minha eterna mãe foi o maior exemplo de honestidade ,humildade ,uma pessoa simples que sempre se dedicou a nós …Hoje estou aqui triste com a sua partida,mas tenho certeza que com sua fé que teve em Deus vc ta num lugar maravilhoso,e que um dia vou te encontrar pois vc sempre nos ensinou a andar no caminho do bem…..te amo minha eterna mãe.

    • É isso, Marcelo.
      Acho que o grande segredo é sempre rezar! Rezar para que nós tenhamos forças e para possamos nos sentir mais perto delas, afinal de contas, agora esta será a forma de nos comunicarmos, até que chegue nossa hora de fazer a viagem e então nos encontrarmos.
      Beijos e fique com Deus!

    • Perde a mãe Ana Rafaela é uma das coisas mais triste que possam acontecer,mas assim como você eu tambem estou sofrendo,mas temos que ergue a cabeça mesmo sendo dificil pois a nossa vida tem que continuar, porque estamos aqui so de passagem um dia todos iremos parti.Pode ter certeza que um dia todos iremos se encontrar num lugar onde só a paz,por isso que temos que crer no criador pois se a gente sempre praticar o bem e andar no caminho de Deus nós iremos para sua casa e la teremos uma vida eterna so de alegria…bjs Ana rafaela fique com DEUS

    • Oi Ana.
      Na verdade, não existe idade para se precisar de carinho e atenção de mãe! Isso é fundamental em qualquer época da nossa vida e é universal! O amor de mãe é diferente de qualquer outro tipo de amor e protege de uma forma que hoje não sei explicar, pois ainda não sou uma… mas que talvez daqui há alguns anos eu entenda, de forma plena, o que realmente isso signfica.
      A vida fica realmente mais difícil sem elas, mas a gente consegue. E a gente consegue justamente por saber que é assim que elas gostariam qeu fosse!!!
      Seja forte e que Deus te abençoe.
      Beijos.

  56. Aline Pacheco ,adoro suas palavras depois que perdi minha mãe sempre entro aqui eu seu site,sempre que leio algo aqui consigo me fortalece um pouco mais mesmo sabendo que essa dor de perder minha amada mãe nunca vai passar.Na verdade essa dor a gente vai ter que se acostumar com ela.Beijos

    • É marcelo a minha já faz 01 ano e alguns dias, e a dor não passa. a saudade é muito grande, só queria ter ela comigo mais uma vez, poder abraçar, mas sei q ela está bem e olha por mim e pelo meu irmão.
      Entro sempre no site aqui, as vezes para apoiar, outras para se consolar, e outras para poder crer se realmente é verdade q isso acontece com as outras pessoas, se não é só comigo.
      Quantas saudades….Força cara

  57. Poise Roger a cada dia que passa a saudade aumenta,parece que depois que ela foi sepultada um pedaço de mim morreu,eu era uma pessoa que sempre estava sorrindo ,mas agora ta difícil ser aquela pessoa que eu era,ela era uma pessoa muito especial na minha vida,mas mesmo triste eu tenho que seguir minha ,pois a ultima coisa que a minha amada mãe queria era me ver triste.Valeu Roger.

    • Com certeza, eu tb não tenho motivos pra sorrir, perdi tb toda a alegria. Dizem que o primeiro ano é mais dificil, é qdo as lembranças são mais fortes.Eu não tive coragem d eir ao velório e nem no enterro, fui tumulo dela depois de 03 semanas, pelo menos não tenho a imagem dela morta apenas, dos momentos bons, e a imagem mais forte é dela no hospital, em coma induzido, pelo menos respirava.
      Eu ainda tenho minha vó, minha tinha meu avô, sao as lembranças que me restaram dela, as fotos, tento me apoiar na minha esposa e seguir, e como vc bem disse, adefinição pé essa mesmo estamos sem um pedaço de nós, literalmente, temos q aprender a convivver sem um braço, ou uma perda…Ela tinha apenas 49 anos sonhava ver a formatura do meu irmão, meu casamento, os netos, ma sinfelizmente nessa vida não foi possivel.
      Que Deus conforte seu coração Marcelo, quando der aquele vazio aquele desespero, olhe pro céu e acredite que ela está lá, e lembre ds pessoas deste forum e do mundo inteiro que infelizmente tb perderam suas mães , eu tento fazer isso pra amenizar um pouco a dor.

  58. Graças a Deus Roger a minha eterna mãe conheceu todos seus netos ,ela sempre ajudou eu e minha mana a cuidar de nossos filhos,sempre tratava eles bem e com muito amor,eu era tão apegado a ela que todos os dias eu ia na casa dela podia fazer chuva ou sol eu estava la,adorava tomar o cafezinho que ela fazia ,agora percebo que os simples detalhes de tomar um café com ela faz uma falta imensa ,cara como eu fiquei sem chão depois que ela morreu ,graças a Deus eu tenho meus filhos e minha esposa se não eu acho que eu iria morrer de depressão ,minha irmã também me da muita força apesar de ela também esta arrasada ,não ta sendo fácil para nós pois ela era muito presente em nossa vida,a gente não esperava a morte dela foi tão derrepente estava boa de manhã ,almoçamos juntos e depois ainda ela foi numa festinha a tarde quando infelizmente um aneurisma cerebral estourou ,ela foi socorrida passou 11 dia na uti,mas infelizmente teve morte cerebral ,os médicos sempre nos falava que ela poderia a morrer a qualquer momento,pois o aneurisma dela era o mais forte que pode da em uma pessoa,mesmo se ela sobrevivesse segundo os médicos ela ficaria com várias sequela neorológicas podendo ate ficar em estado vegetativo mas mesmo eles falando tudo isso eu sempre acreditava que ela iria sair daquela situação.Mas Deus quis levar ela aos seus 55 anos de vida,mas é isso ai agora a gente temos que ficar com essa dor ,mas temos que levantar a cabeça e encarar a vida pois temos filhos para criar e eles depende muito da gente.

    • Tem dia que a gente custa acreditar né? Hoje mesmo antes de levantar pensei , meu Deus poderia ser um sonho, queria levantar agora ligar pra minha mãe, e falar para almoçarmos juntos.
      Faz um ano e 1 mes e ainda sinceramente nao consigo entender.
      Levo minha vida, tenho meu irmao, minha esposa, e o pessoal aqui deste blog q passa pela mesma dor, mais tem alguns dias estranhos, como este q simplesmente vc pergunta, por que?
      Forças

  59. Se minha mae ainda estivesse aqui, hj seria seu aniversario……sinto tanta falta dela…..já tem 2 anos que ela se foi mas a dor ainda é muito grande….sinto muita saudades!! Saudade é mesmo o amor que fica!
    Adriana

  60. Sou elisa . eu nem sei o que, e como estou me sentindo nesse momento , dia 30 de dezembro de 2012 . minha mãezinha veio a falecer , e minha maior tristeza é que , enquanto minha irmã foi pra casa tomar um banho , eu fiquei a acompanha-la …sai de campinas só para ver minha mãezinha e voltar embora .enquanto falava com ela pedia perdão por tudo , não que fui uma má filha , mais como ser humanos e com defeitos sempre magoamos alguem com palavras ou gestos coisas pequenas mais que fazem diferença quando percebi que o fim esta próximo , e por isso me vi no direito de pedir perdão a ela …. percebi que ela estava a me entender , pois de seus olhinhos desciam lagrimas , notei tambem que a vontade dela naquele momento era de me abraçar e dizer filha fique em paz ….mais ela não podia mais soltar a sua voz , nem ao menos se mover . ela estava com cancer enternada no HOSPITAL DO CANCER EM CURITIBA. ja estava na fase de vegetação . foi uma coisa muito rapida coisa de tres meses entre a doença e a morte ….enquanto eu falava com ela louvei um louvor a ela no seu ouvido . . . e ainda as lagrimas desciam mais fortes … quando percebi que sua respiração estava diminuindo , meu coração palpitava ainda mais forte , vendo o seu fim proximo e eu sem nada poder fazer para salva-la …. meu DEUS quanto desespero desci para falar com meu esposo que DEUS ia colher minha mãezinha ….foi coisa de uns 3 minutos e voltei para junto dela …mais quando coloquei meus pés na porta do quarto … DEUS JA TINHA LEVADO MINHA MÃEZINHA PRA JUNTO DELE … meu mundo acabou stou sem forças ,,como li no começo da historia da colega ALINE , tenho amigos a minha volta mais sinto falta de alguem pra desabafar . ela senti falta da mãezinha dela , mais eu nesse momento queria um abraço amigo ., pra por pra fora toda essa angustia ….. saber que não mais verei o rosto lindo da minha mãezinha . meu coração padece ….QUEM LER TUDO QUE AKI ESCREVI . CORRA DE UM ABRAÇO PEÇA PERDÃO A SUA MÃEZINHA , POIS A MOMENTOS QUE NÃO PODEM MAIS VOLTAR …..minha mãezinha ta doendo .

    • Elisa.
      Assim como todos aqui neste post, o que mais queremos é que Deus nos ajude a levar a vida sem elas, né?! É muita saudade mesmo… mas fique feliz por você ter ficado perto dela quando ela mais precisou e nos momentinhos finais aqui na Terra!
      Agora o que temos que fazer é rezar. Rezar para que seus espíritos estejam em paz e para que Deus olhe por nós e nos ajude sempre… até que chegue o dia em que vamos nos reencontrar!
      Um beijo e fique com Deus!

      • amém aline …. sei que onde estiver a minha rainha , esta melhor do que neste mundo , todos os dias acordo dou um beijo na foto dela que esta no meu celular , e peço a DEUS que me fortaleça ,, pois hoje sei que quem preenchia minha vida , era minha mãezinha . minha rainha ….essa dor pesada de saudades que ficow . é só momentos lindos que ela nos fez muito felizes….

  61. OBS : eu tinha visto minha mãezinha um mes atrás antes dela entrar no estado vegetativo . ainda falava pouco . pois as dores eram muitas . prometi a ela que voltava logo para ver -la novamenti .ainda me lembro dos olhinhos dela perguntando minha filha vc volta mesmo ? eu tambem tinha esperança que ela saisse daquela situação… sei que fiquei em divida com ela , pois prometi que voltava , mais nosso tempo foi pouco pois quando voltei ja era o fim …..minha mãe eu ti amo sempre…

    • oi sou elisa Dezembro fez um ano sem minha mãe , passando para dizer que quanto mais o tempo passa mais aumentam as saudades…mãe esta muito difícil mesmo viver sem vc…<3

    • AINDA TENHO MINHA MAE VIVA, POREM SO DE PENSAR QUE ELA JA TEM 93 ANOS, E QUE UM DIA VAI PARTIR , HOJE MESMO CHORO AS VEZES SEM PARAR

  62. Olá Aline,
    Cheguei a esse blog exatamente por estar sentindo muitas saudades da minha mãezinha. Em novembro passado fez um ano que a perdi e muitas vezes chego a pensar que nada mais faz sentido na vida. Porém, busco força no meu filho, sei que preciso continuar a caminhada po ele e pelo restante da minha família. Deus tem sido meu refúgio, meu ajudador e meu guia nesses momentos de aflição. Nele, somente Nele posso confiar!

    • É isso mesmo Adriana.
      Felizes somos nós que mesmo na dor, acreditamos em Deus! É isso que nos fortalece! Pessoas que amamos nos ajudam, o tempo nos ensina, mas somente Deus tem o poder de fazer seguir em frente! E o amor que temos por elas, ajudam o caminhar na eternidade e nosso caminhar aqui na Terra!
      Fique em paz! E volte sempre que quiser!
      Beijo grande.

  63. Para mim, saudade é o vazio que nunca se preenche e a dor que não passa, os momentos de tristeza que não entendo , é quando em determinados momentos da vida, me pergunto: O que faço aqui sem ela.

    • Infelizmente não tenho essa resposta para te dar, até porque muitas vezes também me pergunto o mesmo. Mas aos poucos você vai descobrindo sozinho o seu caminho, mesmo que seja difícil seguir sem elas, a gte sempre consegue!

  64. Aline, eu devo ter amado muito minha LINDA MÃEZINHA, pois a saudade “o amor que ficou é muito grande”. Hoje faz sete meses que ela foi para a morada que Deus preparou pra Ela, se me for permitido eu quero um quartinho lá, o amor que ficou tá muito pesado

    • É complicado mesmo. Mas o tempo vai te ajudar e espero que Deus te conforte! A saudade é grande mesmo… está chegando perto de completar 3 anos que minha mãe se foi e já sinto uma dor mais forte apertando meu peito… :(

  65. Aline hoje dia 30 faz 1 ano que perdi minha mae,sei que fui previlegiado por ela morar 15 anos comigo,minha esposa e meu filho.a dor e muito grande…SAUDADE E O AMOR QUE FICA.

  66. Oi Aline, li seu texto e copiei um trecho que representa bem o que eu estou sentindo. Saudade é o amor que fica, pois sei disso pois perdi minha mãe e ainda não acredito nisso… parece um sonho ruim que vai acabar… Eu e minha família estamos desolados pela perda… dói tanto…

    • Oi Queila!
      Eu sei bem o que você estão sentindo! Peço a Deus que te conforte e às sua família. O jeito é rezar muito e esperar que o tempo nos ajude,né?!
      Saudade é o amor que fica mesmo. Fico contente que tenha gostado do texto. Fique à vontade para copiar o trecho que quiser. Só não se esqueça de levar o crédito de que o escreveu!
      Um beijo grande e fique com Deus!

  67. minha mae viajou pra uma cidade hoje pra morar e trabalhar la eu tenho 10 anos eu amei o texto chorei e chorei a final eu estou muito muito triste

  68. No próximo mês fara um ano que minha querida mãe partiu ….sinto falta dos conselhos das brincadeiras das caricias ……. com a partida dela por um tempo eu fiquei revoltado com a vida … nada mais fazia sentido …. parecia que toda aquela historia que construímos foi praticamente esquecida .. do que adiantaria amarmos tantos nossos entes queridos se derrepente tudo fosse acabar e estaríamos sozinhos novamente … a incredulidade tomava conta do meu ser …. sera que com a morte tudo acaba ? sera que nossos entes queridos simplesmente não existem mais ou se existem esqueceram de nós ? a tristeza tomava conta da minha alma de uma forma enorme … era uma mistura de sentimentos… saudades …. tristeza pelo sofrimento que passou no hospital medo de encarar a vida revolta solidão tudo se apoderava de min … mas foi por pouco tempo Deus foi misericordioso comigo e ele mesmo me deu a resposta de tudo … aos poucos fui encaixando as coisas ….. dias antes da minha mãe falecer uma irmã da igreja abriu a bíblia e nos falou uma palavra ela disse que minha mãe se encontrava em lugar e que ela estava bem disse que era pra família se unir e ser forte …. meses depois do seu falecimento entrei dentro do quarto dela . nós ainda não tivemos coragem de desfazer do quarto dela … e senti um cheiro agradável que era o perfume que minha mãe usava senti uma paz tão grande parecia que ela estava a me confortar …. e pra completar um filho de 2 aninhos de uma amiga se distraiu e entrou dentro do quarto de minha mãe … ele veio correndo dizendo a mulher a mulher eu assustado perguntei que mulher ? ele olhou pro retrato de minha mãe e disse apontando os dedos : ali …. não tenho duvidas de que ele viu minha mãe … conclusão nossos entes queridos continuam mais vivos do que nunca .. continuam nos amando e que sim eles podem nos visitar e através da oração podemos emanar nosso amor por eles … o que morre é o corpo matéria carnal mas o espirito continua vivo … portanto amigos nada de revolta e desespero … devemos orar sempre emitindo todo nosso amor para que nossos entes queridos estejam bem no plano espiritual e acredite Deus jamais ira separar duas pessoas que se amam eles os desencarnados existem e o encontro sera inevitável e é isso que me mantem forte .. devemos ter a consciência que nossos entes queridos estão vivos e que eles nos esperam portanto devemos ser forte continuar nossas vidas acreditando em Deus porque quando completarmos nossa tarefa aqui na terra o reencontro sera inevitável … que deus abençoe a todos nós

    • Heberton, fiquei emocionada e arrepiada com a história que contou! Que lindo! Dá muito conforto pensarmos assim, né?! Que elas estão conosco e que um dia nos encontraremos onde realmente é nosso lar!!!

      Fiquei muito feliz com seu comentário e compartilho da sua mensagem. Por mais que tenhamos muita saudade e que algumas vezes isso seja bem doloroso, temos que caminhar em frente e acreditar em Deus, pois Ele nos ajudará sempre!!!

      Grande beijo e fique com Deus.

      • Que bom Aline que vc gostou ficou feliz eu adorei esse espaço que vc criou no seu blog e parabéns pela iniciativa pois só quem perdeu um ente querido sabe da dor e das dificuldades em encarar a vida mas Deus nos da força … um grande beijo e muito obrigado por ter criado e mantido esse espaço que se tornou tão special no seu blog fique com Deus

        • Eu agradeço a Deus o dia que eu criei esse post e que se tornou um espaço de conforto para tanta gente. Por isso eu nunca deixo de responder… para ele não morrer! Como eu disse, o intuito era somente criar um post, mas já que fez bem a tanta gente, que continue!!! Abraços.

  69. Heberton sua história me emocionou muito, também acredito que nossas mães estão nos vendo de onde estiverem.
    Tenho muita esperança de que um dia iremos nos encontrar nem que seja na eternidade.
    Força meu amigo, levante a cabeça e não olhe pra trás…Deus esteja com vc sempre.

  70. É amigos estou vivo e confiante pela esperança que sinto e leio das pessoas que passaram por esta grande perda.
    Vez ou outra vem aquele sentimento amargo, de perda, revolta, dor, incredulidade. Dai vc levanta a cabeça e percebe que infelizmente é uma dura realidade, nossaas maes nao estao mais aqui fisicamente. Sinto um aperto uma dor, uma necessidade de te-la comigo por mias um minuto que seja, abraçar, beijar, quanta saudade!
    Também tive uma prova de que elas estao com a gente, sonhei que estavamos juntos caminhando em uma floresta com arvores grandes e que ela me falava que estava bem, e que me amava, falamos bastante e u disse, a ah mae como eu queria que isso fosse verdade e nao apenas um sonho.
    Ela disse é real, dai nao sei se eu estava acordado ou ainda dormindo, mais falei comigo mesmo, se fosse verdade eu poderia ter um sinal,. Dai lembrei de uma flor que minha mae gostava muito e no dia que ela se foi pedi pra levar no velorio as duas unicas flores que estavam no vaso. (Eu pedi pra levar pq eu nao tive coragem de ver minha mae, e nao me arrependo, pq hj nao tenho a imagem dela no caixao, apenas no hospital. Enfim eu colhi as duas flores e pedi pra levarem, dai passou duas semanas e nada de nascer outra flor, Dai amigos olhei numa terça ou quarta feira o vaso e nada, Dai incociente no sono eu pedi a sprova, falei se esse sonho for verdade a prova poderia ser a flor no vaso. Dai acordei no sabado nem lembrei da flor fiquei pensando no sonho e na hora do almoço, lembrei do vaso, e meio sem acreditar fui ate o jardim pra ver se tinha nascido a flor, e pra minha surpresa havia nascido duas flores, fiquei mto contente pq foi uma prova que tive um encontro com minha mae. pena q depois disso nunca mais tive encontros ou sonhos com minha mae.

    • Roger, me arrepiei muito com a história!

      Queria muito ter um sonho assim com minha mãe. Peço tanto. Mas, infelizmente, até hoje não tive. Enfim… tenho que esperar, né?! Ainda não está na hora…

      Obrigada por passar por aqui sempre e deixar seu relato.

      Beijos.

    • legal ,pode ter certeza que isso foi um aviso que sua mãe ta bem,eu tive tbm uma experiencia faz 1 mes ,tinha chegado da empresa por volta das 23:45 nesse dia eu estava muito angustiado e chorando muito com uma saudade imensa da minha amada mãe ,então fiquei olhando para o céu que estava meio nublado e com poucas estrelas e pedi chorando muito para q Jesus me desse um sinal que minha mãe estava bem ,e quando acabei de pedir em pensamento passou uma estrela cadente bem forte,eu acho que foi um sinal pois tinha acabado de pensar e em fração de segundos a estrala passou forte e radiante num céu meio nublado.Depois disso fiquei um pouco mais conformado ,mas a dor de sua partida ainda é muito forte.

      • Com certeza é um sinal Marcelo, Deus nos dá esses sinais para mantermos firmes.
        Se puder veja o video que o Heberton e um que o Eduardo postou aqui é muito bom e reconfortante. Fala que nosso lugar não é aqui, eu sempre ouvi isso, mas sei lá nunca dei muita bola, agora com tudo que aconteceu, vendo esse video e olhando as coias ruins que acontece neste mundo, tenho certeza, que não somos daqui, e que nossas mães estão melhor que a gente. A cada aniversario na familia, a cada novidade que acontece, lembro da minha mãe, e queria q ela estivesse aqui fisicamente para poder compartilhar, é isso que dói mais não ter ela aqui pra falar as coisa boas e ruins q acontecem.
        No video fala q somos espiritos e como espiritos podemos falar com as pessoas q partiram, então e apego nisso pra falar com ela.
        ABração amigo, fica com Deus

  71. Aline Pacheco, li seu texto e me emocionei, e uma realidade e emociona a todos q possam ler, hoje faz 1 ano que minnha mamae se foi, e nesse periodo foi muito dificil pra mim pois eu fiz parte da vida dela, ela teve cancer no pulmao e eu que levava ela pro medico pra quimio, pra radio era tudo eu, e quando o papai do ceu achou q era o momento dela ir junto dele eu q estava perto dela nunca vou me esquecer aquele momento tao doloridh, sinto saudade dos puxoes de orelhas, das broncas, dos conselhos de tudo q vinha dela ” Mamae continuo te amando mais e mais vc e tudo pra mim”

    • Elas fazem muita falta mesmo! Imensa!
      Hoje estou bem sensível com isso, pois seria aniversário dela! Até fiz um post sobre isso para ver se eu desabafava o que estava dentro de mim… É muita saudade!

  72. se você soubesse o quanto chorei com esse texto, tem seis meses que minha mãe morreu, e desde então busco forças de todos os lados pra me manter erguido, mas não consigo, to fraco, teenho tanta necessidade da presença dela! obrigado por proporcionar uma reflexão tão sincera!

    • força ai fabio todos nós aqui q escrevemos estamos na mesma situação, é dificil nao encontramos respostas, procuramos as respostas nos vazios e nao achamos
      q deus te abençoe

    • De nada Fabio.
      Eu tenho noção do quanto você chorou, pois foi minha reação ao ler! E eu não poderia ser egoísta de guardá-la só para mim! Por isso resolvi compartilhar no blog, pois sabia que de alguma forma eu estaria ajudando alguém. Eu só não tinha imensidão do quanto eu iria ajudar!
      Fico contente que as pessoas se encontrem aqui. Embora seja por uma finalidade muito triste! Mas é bom que leiam os comentários para saber que isso acontece com todos nós e que o tempo nos ajuda a superar! Não a esquecer, mas a aprender a conviver com isso!
      Fique à vontade para voltar sempre que quiser!
      Beijo grande e fique com Deus!

  73. Olá. hoje faz uma semana que perdi minha mãe, ela era uma guerreira e lutou pela vida o quanto pode, sempre fui muito apegado a ela , apesar das brigas, que eram bem pesadas , eu nunca a desejei mal, na verdade eu tinha muito ciúmes dela , pois era o filho caçula achava que ela tinha obrigaçao comigo, pois sou SOROPOSITIVO e vivo só, ela fez com que eu saísse de casa e me virasse, hoje eu entendo, apesar disso eu voltei a frequentar sua casa e sempre lhe fazer companhia , levar comida , limpar a casa etc… eu briguei muito com ela, mas tambem cuidei muito dela , ela adorava quando eu fazia massagem nos seus pés, gostava da minha comida, era bem teimosa, e sabia que eu falava a verdade em relaçao as pessoas que a rodeavam, ela me disse que eu era a única pessoa que sabia cuidar dela, eu cuidei muito, mas chegou uma hora que eu tava tão cansado que eu tava pedindo a DEUS pra curar a doença dela ou acabar com o sofrimento, pois aquilo era uma sobrevida, ela era minha formiguinha, super ativa, decidida , teimosa, caridosa, vaidosa.
    não tive coragem de ver o sepultamento, não sei se isso vai me faze mal, mas o pior que podia ter acontecido comigo, já aconteceu , agora eu to sem rumo na vida, com a conciencia pesada de não ter sido mais presente, apesar que quando eu não tava com ela eu ligava 4 a 5 vezes por dia, e só dormia quando lhe pedia bençao, a saudade é tanta que doi , mas é uma dor que não tem explicaçao, depois que li esse comentário, SAUDADE É O AMOR QUE FICA, eu passei a ver de outra forma, pois o amor que tenho por ela é eterno, só espero que ela saiba disso… por favor me responda pelo meu email tambem LUIZ.SANTOS@SISTEMAFIBRA.ORG.BR

    • Oi Luiz.
      Olha, por mais que eu fale aqui, sei que nada vai tirar essa dor que você está sentindo. E eu sei que é dor! É dor física mesmo que a gente sente nessas situações. É algo tão estranho e surreal que não dá para explicar em palavras. Somente quem já passou por isso entende realmente o que é.
      Sei que são muitos, mas eu aconselho você a ler todos os comentários deixados aqui neste post. Embora este não tivesse sido o intuito da postagem, aqui se tornou um lugar de conforto para quem já passou pela terrível situação de perder sua mãe. E a gente pode perceber que esse sentimento é igual para todos! Nós achamos sempre que o nosso é mais pesado e sempre temos um motivo e um argumento muito forte para isso. Mas se pararmos para analisar friamente, perder a mãe é ruim é para todos e em todas as idades! Mãe é mãe e a nossa sempre será a melhor do mundo, para nós!!!
      O que eu posso te dizer, Luiz, é que infelizmente essa é sua realidade agora, que essa dor não vai passar e que a saudade será sempre assim muito grande. Já faz 3 anos que a minha se foi e parece que foi ontem. Entretanto, nós aprendemos a lidar com esta perda e o tempo nos ajuda muito a entender o por que isso aconteceu. Claro que dependendo da sua religião, você tem uma forma diferente de pensar e agir, mas no final, todos nós temos a resposta que o nosso coração precisa para continuar a caminhar!!!
      Eu tenho plena convicção de que saudade é o amor que fica e ao ler este texto, não poderia deixar de compartilhá-lo. E não me arrependo nenhum dia disso, pelo bem que estou fazendo a tantas pessoas sem nem ter pensado nisso!
      Tenha forças. Reze sempre. Busque a Deus! Procure sempre conversar com sua mãe em suas orações e pensamentos. Sempre com alegria, embora a tristeza tente tomar conta. Mostre a ela o quanto você a ama e vai amá-la para sempre. Tenho certeza de que, de uma forma ou outra, elas sempre podem nos escutar! Isso me conforta muito e converso muito com minha mãe. Espero que ela possa sempre me ajudar!!! Mesmo que seja pedindo aos espíritos de luz para me acompanharem, quando ela não puder estar por perto.
      Espero que Deus olhe por você e te dê paz, Luiz.
      Fique à vontade para voltar sempre que quiser.
      Obrigada pela visita.
      Abraços.

  74. Chorei de ler sua história, a 6 anos não vejo minha minha mãe. fui criada pela minha avó e meu avô minha mãe foi pro Japão e 1998 e esta lá ate hoje. Nesse meio tempo ela esteve aqui 2 vezes uma vez ficou 6 meses e outra 2 meses, pouquíssimo tempo. Então nunca tive com ela o que você comentou acima, de chegar conversar falar sobre o que se passa. Não ter tido isso com minha mãe me dói muito, mas amo ela de uma maneira sem fim, e a saudade dói muito. Hoje com 23 ano ja me formei trabalho e falo muito pra ela vim embora mas ela pensa diferente, que continuar lá para poder formar meu irmão mais novo de 17 anos.Suas palavras me fizerão chorar e desabafar um pouco obrigada, espero que leia.

  75. Aline, gostei muito de tudo que li aqui, deixo aqui um pouco do que sinto, perdi minha querida mãe há 20 dias atrás, de forma inesperada, teve que operar às pressas, não tive coragem de dizer que iria operar, para poupá-la, pois já havia me dito, que não aguentaria outra operação, ainda mais, da forma que estava, muito fraquinha, e 3h e meia depois, quando voltei a vê-la, estava sedada no CTI em estado muito grave, ela poderia querer me dizer algo, eu conversei com ela mas não sei se me ouviu, não podemos nos despedir, isso me dói muito, estou sentindo muita saudade e um vazio em tudo que faço, ela era a minha maior motivação para eu ir a luta, pois tinha minha mãe como exemplo de força, ela era minha guerreira que nunca se abatia com os problemas, eu sinto por não dizer que a amava, mas o que me conforta, é que as minhas atitudes, meus gestos, meu olhar e meus carinhos disse isso a ela, muitas e muitas vezes, me sinto como um menino querendo ao menos ver sua mãe por mais um dia, para abraçá-la, beijá-la e dizer que a amo muito, o filme A.I. – Inteligência Artificial traduz um pouco do que sinto, cuidem bem de sua mãe pois por mais que faça por ela, sempre você vai achar que podia ter feito mais e melhor, porque mesmo todos dizendo que fui um ótimo filho, lamento ainda, que podia ter feito mais e melhor, Mãe, te amo tanto, que não tem como dizer o quanto, fica com Deus meu eterno amor!!

    Mãe, como viver sem seu amor verdadeiro, sem seu abraço, sem seus conselhos, sem sua alegria, sem a senhora do meu lado, mãe, tenho que reaprender a viver, e alimentar a esperança que um dia vamos nos reencontrar, mãe, fique em paz!

    Meu Deus, como esse amor que fica, toma conta do meu ser!

    • Eduardo, ao final do seu comentário, você disse tudo: é reaprender a viver! É exatamente isso! Eu também tive que reaprender a viver e te confesso que não é nada fácil reaprender a fazer isso sem a nossa mãe ao lado… mas, mesmo aos trancos e barrancos, a gente acaba seguindo em frente porque é assim que tem que ser e é assim que elas gostariam que fosse!

      Fico muito contente ao ler os comentários, em especial relatos como este seu, em que demonstra tanto amor e carinho! Tenha certeza de que ela está junto a você, de uma forma ou de outra. Um amor assim tão forte não se separa tão facilmente!

      Há alguns dias fiz um post falando da saudade que eu tenho da minha: http://alinepacheco.wordpress.com/2013/03/12/um-aniversario-e-uma-saudade/

      E isso porque tem 3 anos que ela se foi. Acredito que a saudade será sempre a mesma… a gente só aprende a sentí-la… só isso!

      É muito amor mesmo… que ficou e que se foi!

      Fique com Deus! E volte sempre que quiser!

      Abraços.

  76. Aline, o que você está fazendo, pode ter certeza, que ajuda a confortar muita gente, pois muitas pessoas se vê sozinha nesse sentimento, embora até tenha pessoas a sua volta, o compartilhamento de sentimentos é muito importante, pois quando nos vemos sozinhos em um sentimento, sentimos um desconforto muito grande, por não encontrar a verdadeira compreensão, e, por consequência, a dor aumenta mais ainda, muito obrigado pela resposta, abraços, fique com Deus…

  77. Perdi minha mae ha seis meses, vitima de cancer, depois de quase tres anos de luta.Nos davamos muito bem, todos os dias a qualquer hora e por qualquer motivo nos abracavamos e diziamos eu te amo.Sai do meu emprego depois de quatorze anos,acompanhei minha mae desde o primeiro dia que ela me disse ter notado um nodulo na mama que depois foi para o pulmao, e foi fatal.Acompanhei minha mae ate a porta do tumulo.Cumpri uma promessa que eu fiz a mim mesma,de ficar com ela ate o fim.No dia em que minha faleceu,poucas horas antes,ela olhou pra mim e disse: eu te amo do fundo do meu coracao; assim como eu a amava.Hoje,depois de tudo que vivemos juntas. olho ao redor e sinto que realmente, a saudade é o amor que fica e que eu nao sei o que fazer com esse amor. MAE,EU TAMBEM TE AMO DO FUNDO DO MEU CORAÇAO.Foi a resposta dada à minha mae.

    • Solange, o importante é você saber que ficou sempre ao lado dela e disse o quanto você a amava. Tenho certeza que ela levou isso para ficar mais tranquila. Seja bem vinda ao nosso espaço! Abraços e fique com Deus!

  78. Perdi minha mae ha seis meses, vitima de cancer, depois de quase tres anos de luta.Nos davamos muito bem, todos os dias a qualquer hora e por qualquer motivo nos abracavamos e diziamos eu te amo.Sai do meu emprego e acompanhei minha mae desde o primeiro dia que ela me disse ter notado um nodulo na mama que depois foi para o pulmao, e foi fatal.Acompanhei minha mae ate a porta do tumulo, cumpri uma promessa que eu fiz a mim mesma,de ficar com ela ate o fim.No dia em que minha faleceu,poucas horas antes,ela olhou pra mim e disse: eu te amo do fundo do meu coracao; assim como eu a amava.Hoje,depois de tudo que vivemos juntas. olho ao redor e sinto que realmente, a saudade é o amor que fica e que eu nao sei o que fazer com esse amor. MAE,EU TAMBEM TE AMO DO FUNDO DO MEU CORAÇAO.Foi a resposta dada à minha mae.
    sol_predalle@hotmail.com

    • Forças Eduardo e Solange, a minha partiu também com uma historia quase igual de voces, lutei muito pela minha, procurei todos e qualquer tipo de medico que me falavam, ela tinha problemas no coração e os anos de 2010 e 2011 foram de luta vitorias, e até que em dezembro de 2011 com apenas 49 anos ela nos deixou, me senti derrotado, como se estivesse fracassado, ou perdido a guerra. Deus confortou um pouco meu coração, faço terapia.. hj restou o amor que fica. essa saudade que as vezes nos paraliza, nos da incerteza de tudo,mais ai vc se depara que nao está sozinho, vc tem a companhia de outros irmaos como vcs aqui do blog que também passaram por isso e infelizmente aparecerão mais e nos temos que dar forças uns aos outros.
      Deus tocou forte no coração da Aline ao criar este post, pois se tornou o ponto de encontro daqueles que ja nao sabem mais oq fazer pra lidar com essa situação
      Que Deus abençoe a todos nós;
      Roger

      • Pois é, como eu disse, nunca imaginei que este espaço viraria um lugar tão importante para tanta gente, especialmente para mim. Mas fico muito feliz com isso! Pelo menos eu vejo que, de alguma forma, estou ajudando à muitas pessoas… nem que seja disponibilizando um texto que fala algo tão marcante…

        Eu digo com toda convicção que depois que eu li esse significado, algo dentro de mim mudou!

  79. Tenho sonhado com minha mãe, como se ela tivesse viva e tudo não passou de um sonho, já sonhei umas 3 vezes, e acordo com a dura realidade, e muitas vezes ainda, quando alguém chama na rua, penso, minha mãe me chamou, sinto como ela estivesse em casa ainda, coisa de menos de um segundo, pois nós morávamos juntos há 29 anos, é muito difícil de aceitar, pois no dia que ela passou mal, estava bem e dando gargalhadas de algo que contei a ela, chorei muito ouvindo Super-Homem – A Canção, Gilberto Gil, como gostaria de voltar no tempo, e fazer muito mais por ela, hoje é dia do aniversário dela, sinto um aperto no estomago e no peito o tempo todo, mas estou tentando vencer isso, estou procurando me distrair vendo alguns filmes, escutando algumas músicas, descobri que música clássica ajuda um pouco, mas não tem jeito, sempre vou de encontro com a saudade angustiante e avassaladora, Deus nos ajude…abraço a todos!

    • Aline peço permissão pra postar achei muito legal
      é do Padre Zézinho.

      Perder alguém querido

      Não há palavras para expressá-la.
      Não há livro que a descreva.
      Por isso, o melhor jeito de consolar é falar pouco, orar junto,
      sentir junto e estar presente, cada um do jeito que sabe.

      Palavras não explicam a morte de alguém querido.
      Sabem disso o pai, a mãe, os filhos, os irmãos, o namorado e a namorada, o marido e a mulher, amigos de verdade.

      … Quando o outro morre, parte do mistério da vida vai com ele.
      A parte que fica torna-se ainda mais intrigante.

      Descobrimos a relação profunda entre a vida e a morte quando alguém
      que era a razão, ou uma das razões, de nossa vida vai-se embora.

      Para onde? Para quem? Está me ouvindo?

      A gente vai se ver novo? Como será o reencontro?
      Acabou-se para sempre, ou ela apenas foi antes?
      Por que agora? Por que desse jeito?

      As perguntas insistem em aparecer e as respostas não aparecem claras.
      Dói, dói, dói e dói…

      Então a gente tenta assimilar o que não se explica.
      Cada um do jeito que sabe.
      Há o que bebe, o que fuma, o que grita, o que abandona tudo,
      o que agride, o que chora silencioso num canto, o que chama Deus para uma briga, o que mergulha no fatalismo e o que, mesmo sem entender ou crer, aposta na fé.

      Um dia nos veremos de novo… enquanto este dia não chegar,
      entes que eu amo sei que me ouvem e oram por mim, lá, junto de Deus.
      Para eles a vida tem, agora, uma outra dimensão.
      Alcançou o definitivo.

      Quem fica perguntando e sofrendo somos nós.
      Mas como a vida é um riacho que logicamente deságua, a nossa vez também chegará e, quando isso acontecer, então não haverá mais lágrimas.
      As que aqui ficaram chorando terão a sua explicação.
      Por enquanto, fica apenas o mistério.
      Alguém que não sabemos por que nasceu de nós e por que cresceu em nós, por que entrou tão de cheio em nossa vida, fechou os olhos e foi-se embora.

      Quem ama de verdade não crê que se acabou.
      A vida é uma só: começa aqui no tempo e continua, depois, na ausência de tempo e de limite.
      Alguém a quem amamos se tornou eterno.
      E essa pessoa já sabe quem e como Deus é.
      E também sabe o porquê de sua partida.
      Por isso, convém falar com ela e mandar recados a Deus por meio dela.

      Se ela está no céu, então alguém, além de Deus, de Jesus e dos santos, se importa conosco.
      Definitivamente, não estamos sozinhos, por mais que doa a solidão de havê-la perdido.
      Mas é apenas por pouco tempo.
      Quem amou aqui, sem dúvida, se reencontra no infinito…

      • Meu Deus, Roger, muito obrigada por compartilhar algo tão lindo conosco! Estou emocionada! Muito singelo e sincero esse texto! Falou palavras tão certas que não tenho muito a dizer. Só vem concretizar o que eu acredito fielmente: que minha mãe me protege e que ela está bem ao lado dos anjos de luz!

        Mais uma vez, obrigada por compartilhar e por estar sempre presente neste espaço tão importante para mim!

  80. Nossa que belo texto Roger recentemente eu tive um sonho lindo com minha mãe … era como se voltássemos ao passado e os acontecimentos tivessem um novo desfecho … sonhei que ela tinha sido curada das enfermidades e tava em casa … o curioso é que no meu subconsciente eu sabia que na realidade aquilo era um sonho … ela estava linda sem enfermidades sem dores … e eu pude entre aspas matar aquela saudade … eu o abracei disse a ela o quanto eu o amava que eu estava com saudades do sorriso dela … eu estava numa felicidade enorme … e era tão real que num momento acreditei que ela tivesse voltado e que viveríamos novamente juntos …. foi quando eu lembrei de fazer uma oração pra agradecer a Deus por ele ter trazido minha mãe de volta … foi quando acordei … aprendi que essa é a forma que tenho de abrandar a saudade .. agradeço a Deus por esses sonhos lindos pois é a unica forma que tenho de ver minha mãe novamente ….

    • Que bom Heberton. Agradeça a Deus sim. Peço todos os dias a oportunidade de encontrar com ela em sonhos, pois sei que são reais… para quem acredita que são! Infelizmente não os tive, mas aguardo ansiosamente a oportunidade que terei de abraçá-la… só espero poder lembrar quando acordar!!!

      Beijo grande.

  81. Sempre sonho de manhã, e em seguida, acordo, hoje sonhei que abraçava minha mãe e dizia para ela, que tinha muito medo de perdê-la, tive esse tipo de sonho, já umas 4 vezes, não sei explicar isso, acho que é porque ainda não me conformei… gente tem uma roseira na varanda da frente de casa que ela pediu para uma vizinha plantar que ela adorava rosas, e já tinha mais de 2 anos, mas brotava uma ou outra rosa e bem miúda, mas desde que minha mãe partiu, as rosas em uns 4 dias começou a brotar no lado da janela, e agora está do outro lado também, a verdade é que nunca teve tanta flor nessa roseira, e estão bem grandinhas, será gente, que isso é um sinal?

    • Eduardo, acho que tudo que vem de Deus, é um sinal… nós só precisamos saber interpretá-lo! E quer sinal maior do que a natureza? Uma amiga escreveu pra mim assim, quando minha mãe faleceu: “Acredito que sua mãe está sim com Deus e que realmente ele estava precisando de pessoas com luz e amor e por isso Ele a elegeu. Temos que saber dividir com as flores que Ele mesmo nos dá!”.

      Gosto de imaginar que minha mãe é uma flor, desde que ela me escreveu isso!!!

  82. LINDO DEPOIMENTO DA ATRIZ ANA ROSA SOBRE A DOR DA PERDA DE UMA FILHA
    Algumas vezes eu representei cenas de perdas de entes queridos em novelas. No dia 17 de novembro de 1995, no velório de minha filha Ana Luisa, nascida em São Paulo no dia 10 de dezembro de 1976, eu não queria acreditar que estivesse vivendo aquilo de verdade.
    No dia seguinte, saí para comprar alguns presentes de Natal. Afinal, meus outros seis filhos ainda estavam ali e precisavam da mãe. Mas eu parecia um zumbi. Numa loja, me senti mal. Tontura, fraqueza, parecia que meu peito iria explodir, que eu não iria aguentar tanta dor. Pedi à vendedora que me deixasse sentar um pouco. Eu estava quase sufocando, as lágrimas queriam saltar de meus olhos. Mas eu não queria chorar. Queria esconder minha dor, fazer de conta que aquilo não havia acontecido comigo. Bebi água, respirei fundo e saí ainda zonza.
    Eu sempre acreditei que iria terminar de criar minha filha, como todos os outros. Que iria vê-la formar-se em veterinária. Vê-la casada, com filhos. Achava que teria sempre a Aninha ao meu lado. Um dia, ela me contou que quando era pequena e eu saía pra trabalhar, ela sentia medo de que eu não voltasse. Por isso ficava sempre na porta de casa me olhando até eu sumir de sua vista. Por isso vivia grudada em mim.
    Imagino que ela já pressentia ainda criança, que iríamos nos separar cedo. Só que foi ela a ir embora. Foi ela que saiu e não voltou mais. Foi ela que me deixou com a sua saudade. Para amenizar a falta, o vazio que ela deixou, eu ficava horas revendo os vídeos mais recentes com suas imagens. Nossas viagens, festas de aniversários, a formatura da irmã, seu jeitinho lindo tão meu conhecido de sentir vergonha.
    Ela com o primeiro e único namorado. O gesto característico de arrumar os cabelos. A sua primeira apresentação de piano. Nesse vídeo então, eu ficava namorando suas mãos de dedos longos e finos. Até hoje eu me lembro de cada detalhe das mãos da Aninha. Assim como me lembro de cada detalhe de seus pés, do seu rosto…
    Dali pra frente, o que mais me chocava e surpreendia era que todo o resto do mundo continuava igual. Como se nada tivesse acontecido: o sol nascia e se punha todos os dias, as pessoas andavam pelas ruas. O mesmo movimento, barulho. O mundo continuava a girar. Tudo, tudo igual. Só na minha casa, na minha família, dentro de mim, é que nada mais voltaria a ser como antes. Faltava minha filha, Ana Luisa!
    Eu passava, quase diariamente, nos lugares comuns: o colégio Imaculada Conceição, em Botafogo. Cinema, lanchonete, restaurante, o metrô, onde tantas e tantas vezes viajamos juntas. A loja das comprinhas, o shopping, o parquinho, o clube onde fazia natação. A praia de Botafogo onde ela foi atropelada, o hospital Miguel Couto, onde passamos as horas mais angustiosas de nossas vidas.
    O cemitério São João Batista, onde repousam seus restos mortais. Até hoje cada um desses lugares me lembra alguma coisa de minha filha. Até hoje guardo as lembranças de seus abraços, seus chamegos, o cheirinho da sua pele, o calor, seu carinho e aconchego. Ana vivia literalmente pendurada em mim. Já grandona, maior que eu, mas sempre como se fosse meu nenê pedindo colo.
    Saudade. Saudade. Saudade, minha Aninha.
    Não fosse a minha fé e a convicção de que a vida não termina com a morte, não fossem os outros filhos que ainda precisavam de mim, acho que teria pirado. Além da família, o trabalho, a terapia e o estudo da doutrina espírita me deram forças para superar a separação e a falta da Ana Luisa.
    Sou e serei eternamente grata ao meu Pai do Céu, porque fui agraciada com muitos sinais de que a separação é apenas temporária. Alguns dias após sua passagem entrei em seu quartinho que ficou inundado pelo cheiro de rosas. Instintivamente fui olhar pela janela. Naturalmente o cheiro não vinha de fora. O perfume intenso era só ali dentro.
    Um mês depois, no grupo que eu frequentava no Centro Seara Fraterna, minha filha se manifestou. Ainda meio confusa pela mudança abrupta e repentina, mas já consciente de sua passagem. Naquela noite, o buraco no meu peito que parecia uma ferida sangrando, mudou de aspecto. Continuava a doer, mas a certeza de que minha filha continuava e continua viva em alguma outra dimensão me trouxe uma nova perspectiva. A de que eu poderia chorar pela sua ausência, nunca pelo seu fim.
    Dali pra frente, algumas vezes vi, em outras pressenti, sua essência ao meu lado. No decorrer desses doze anos, recebi, por acréscimo de misericórdia, um bom número de mensagens dela. Uma das últimas foi através de um médium reconhecido, que foi fazer uma palestra num evento que eu apresentava. Sem que eu esperasse ou solicitasse, ele disse que via uma jovem ao meu lado – me descreveu exatamente minha filha – e que ela me apontava para ele dizendo: é esta aqui, ó.
    Esta é que é a minha mãe. Quando me sentei, ele disse que ela sentou-se no meu colo. Entre as várias coisas no recado que me mandou, encerrou dizendo que as violetas (enceno a peça “Violetas na janela” há 11 anos) que ela cultiva onde se encontra, não serão colocadas na janela, e sim, serão usadas para fazer um tapete de flores para eu pisar quando chegar lá.

    • Heberton.
      Agradeço do fundo do meu coração por você ter compartilhado conosco este texto. Texto que me levou às lagrimas de tão lindo e profundo. Muito obrigada mais uma vez!
      Abraços.

  83. Heberton, esse tipo de depoimento que nos dá força para seguir, precisamos da certeza que vamos reencontrar nossas mães, pois esse amor atravessa o espaço tempo e vai ao infinito, é tudo que há de mais bonito e puro em nosso sentimento, não pode acabar assim…se acabasse, não teria nenhum sentido viver…um abraço!

  84. Não sei explicar como me sinto hoje, sempre que me distraio com algo, um filme, ou qualquer outra coisa que estou fazendo, quando penso que minha mãe não está mais aqui, ainda tomo um susto e choro inconformado com o que aconteceu e da forma que aconteceu, e a saudade vem forte, pois nunca passei 2 dias longe de minha mãe, porque eu quem tomava conta dela, ontem à noite fez 30 dias que ela partiu…tenho pedido a Deus que eu tenha um sonho esclarecedor e bem real com ela, para ver se acalma o meu coração, Mãe, eu te amo!

  85. Saudade é o amor que fica…
    É o amor mais dolorido do mundo, entendo vc perfeitamente quando disse que Sentia saudade de chegar em casa e ter aquela rainha esperando apenas para ouvir como foi seu dia ou ligar e dar aquela novidade boa e ouvir aquela risada gostosa de felicidade… Pois é perder uma mãe é perder as pernas e aprender a andar novamente…

    • Exatamente isso, Carina.
      Sinto falta de coisas simples que até hoje ainda não me acostumei a fazer sozinha. Sinto muita falta dela para conversar, para comprar roupas, para ter colo… coisas bobas, mas que só nós que não temos mais, sabemos como nos fazem falta!!!

  86. Aline, achei bonita a parábola

    PARTIDA…E CHEGADA
    (Parábola contada pelo rabino Henry Sobel por ocasião da morte do governador Mário Covas.)

    Quando observamos, da praia, um veleiro a afastar-se da costa navegando mar adentro, impelido pela brisa matinal, estamos diante de um espetáculo de beleza rara. O barco, impulsionado pela força dos ventos, vai ganhando o mar azul e nos parece cada vez menor. Não demora muito e só podemos contemplar um pequeno ponto branco na linha remota e indecisa, onde o mar e o céu se encontram.
    Quem observa o veleiro sumir da linha do horizonte, certamente exclamará: “já se foi”. Terá sumido? Evaporado? Não, apenas o perdemos de vista. O barco continua do mesmo tamanho e com a mesma capacidade que tinha quando estava próximo de nós. Continua tão capaz quanto antes de levar ao porto de destino as cargas recebidas. O veleiro não evaporou, apenas não o podemos mais ver.
    Mas ele continua o mesmo. E talvez, no exato instante em que alguém diz “já se foi”, haverá outras vozes, mais além, a afirmar: “lá vem o veleiro”. Assim é a morte.
    Quando o veleiro parte, levando a preciosa carga de um amor que nos foi caro, e o vemos sumir na linha que separa o visível do invisível. O ser que amamos continua o mesmo, suas conquistas persistem dentro do mistério divino. Nada se perde, a não ser o corpo físico de que não mais necessita. E é assim que, no mesmo instante em que dizemos: “já se foi”, no além, outro alguém dirá: “já está chegando”. Chegou ao destino levando consigo as aquisições feitas durante a vida.
    Na vida, cada um leva sua carga de vícios e virtudes, de afetos e desafetos, até que se resolva por desfazer-se do que julgar necessário. A vida é feita de partidas e chegadas. De idas e vindas. Assim, o que para uns parece ser a partida, para outros é a chegada.

    Henry Sobel

    • Que liiiindo, Eduardo! Que lindo!
      Estou realmente emocionada com este texto. E como nem todos vêm a esses comentários para ver as maravilhas que aqui são expostas, vou compartilhá-lo num post normal do blog para que mais pessoas possam ter acesso!

      Eu fico muito feliz em ter conhecido, mesmo que virtualmente, pessoas tão maravilhosas quanto vocês. Que transformaram este lugar em algo tão lindo quanto é hoje! Um lugar de desabafos, de ajuda mútua e de textos, pensamentos e comentários tão lindos e sábios… que só nos faz aumentar a certeza de que não acabamos aqui… e que nossos entes queridos nos aguardam em outra dimensão para então falarem: “já está chegando”!!!

      Obrigada a todos vocês!

  87. Faz 39 dias que perdi minha querida mãe, não deixo de fazer as coisas do dia a dia mas penso nela a todo minuto, e quando me destraio com algo, logo vem o pensamento nela, e dá uma dor no peito, que meu mundo fica vazio e perde o sentido, eu vinha pedindo ter um sonho real com ela, e hoje tive um sonho muito real com ela, nunca tive um sonho tão nítido na minha vida, mas tinha consciência que era um sonho, sonhei beijando e abraçando minha mãe, e só ficou a impressão de que foi muito bom, mas não lembro da conversa, só lembro das últimas palavras: Meu filho não sei quando vou voltar a te ver, dá vontade de chorar, logo em seguida acordei, “dá vontade de chorar” faz parte da letra de uma música que me pediu, para eu colocar para ela ouvir, ela ouviu 2 vezes, uns 18 dias antes dela partir, acordei com essas palavras na mente, só me toquei que fazia parte da música, horas depois, através desse sonho, pude sentir novamente a presença física de minha mãe, ou pelo menos foi como…saudade tá forte, dá vontade de chorar…eu chorooooo, mãe, te amo!!

    • Nossa Eduardo não é fácil .. li seu depoimento e sei o que vc passa .. faz um ano que minha mãe se foi .. e ainda estou anestesiado como se a qualquer hora ela fosse entrar pela porta da cozinha mas os dias passa e esse dia não chega aí entra um desespero uma tristeza uma solidão tão grande … ainda não tive coragem de rever as fotos ou os videos dela acho que não vou aguentar de saudades … é triste vc ver pessoas mais velhas que nossas mães ou as amigas delas e imaginarmos que elas poderiam estar conosco … tanta coisa aconteceu de bom no meu trabalho e não pude compartilhar … minha irmã engravidou e sabe que a avó coruja não esta mais aqui fizemos a tão esperada reforma da casa mas tristemente ela se foi sem ver a reforma .. e como vc não a um dia um minuto se quer que eu não pense nela … aprendi que o jeito é tentar se conformar com a situação e seguir adiante …. mas a melhor hora da minha vida é quando vou dormir Deus tem sido tão generoso comigo que desde que ela se foi não a um dia que eu não sonhe com ela todos os dias sonho com ela e portanto pra min sempre que vou dormir é como se eu tivesse um encontro com ela .. só tive um sonho real os outros é como se fossem uma volta ao passado … e pra ser sincero são esses sonhos que me dão paz alivia a saudade e a tristeza pois a unica forma que tenho hoje de ver ela … um grande abraço e que Deus nos de força sempre Eduardo .. forças amigo

      • Muito abençoado você é por poder sonhar com ela, Heberton.
        Nunca se esqueça de agradecer essa bênção que Deus está te dando. É uma bela forma de conforto para alma. Queria muito sonhar com a minha assim também. Tem horas que bate uma saudade que parece que não vou aguentar! É complicado demais…

    • O que pode dar um sentimento de conforto é que não estamos sozinhos , pq a impressão é que estamos sozinhos nesta tristeza que parece não ter fim.mas vc não está sozinho não cara compartilho com vc e todos aqui sabem e entendem a sua dor.
      É tão ruim qdo v em a sensação de impotencia, desilução, sem chão mesmo de não ter a pessoa mais importante de nossa vida. Semana retrasada fui no tumulo dela e chorei muito e pedi a Deus que cuide muito bem da minha mae, que ela não sinta dor e nem sofra como eu estou sofrendo pela falta dela. pq ela merece tudo de melhor pq foi uma guerreira e criou meu irmão e eu praticamente sozinha, deu a vida por nós, passou fome, deixou d ser feliz muitas vezes para dar todo conforto para meu irmão e eu.
      Pode parecer absurdo mas faço as contas baseando na expectativa de vida que ainda pode faltar 50 anos para eu me reencontrar com minha mae no outro plano, não aprendi a viver sem ela, olho para o meu irmão mais novo e não sei o que fazer pra tirar a tristeza dele, tenho minha vó materna, ela me disse que vai me amar com amor de vó e mãe, me consola um pouco mais nada neste mundo vai se aproximar do amor que minha mae tem por mim.
      Eduardo pensa mentaliza na sua mãe, Deus prometeu que o Espirito Santo vai consolar nossos corações. Que Deus te console, e transforme sua dor em uma boa lembrança.

    • Chorar faz bem. Não prenda seu choro, nunca!
      É isso que lava a nossa alma. Li no livro “Na Hora do Adeus” que nosso choro de saudade não atrapalha quem se foi, pois seria muito injusto pedir a quem fica, com toda essa saudade, que não derramasse uma lágrima por aquele que tanto amamos!
      Portanto, coloque pra fora! Chore mesmo! E pare quando sentir necessidade! Isso significa amor!

  88. Aline,
    Hoje completa exatamente 1 mês que minha mãe se foi.
    Durante os últimos 5 anos eu cuidei dela, pois ela estava com mal de Alzheimer.
    Nesses anos todos eu aprendi a ama-la muito mais intensamente que antes. E um dia eu ouvi dela uma frase que me encheu o coração de amor e alegria: “Você é meu pai…” E eu indaguei: “Como assim? Eu sou seu filho!” (pensando que era por causa do Alzheimer)… e ela corrigiu-me: “Mas agora você é meu pai, porque você cuida de mim e cuida direitinho.”
    Jamais esquecerei essa troca de papéis que fizemos naturalmente. Nos últimos tempos eu dava banho nela e trocava suas fraldas. Era minha criança, só que em tamanho grande.
    No dia 01 de março eu a encontrei no quarto, vítima de um AVC muito forte. Socorri, levei para o hospital, onde ela ficou e resolveu ir para os cuidados de Deus.
    Assim como você relata em teu texto, também estou com um aperto enorme em meu coração. Tenho muitas saudades.
    Cuidar dela em todos esses anos foi uma missão bastante difícil. Por vezes eu ficava nervoso com a situação. Perdi emprego e trabalhos, perdi minha faculdade, mas jamais me arrependo de ter cumprido o que prometi para ela: cuidar dela.
    Hoje, olhando para as dificuldades que passei, e para o que restou agora, estou certo de que fui muito feliz em poder passar por tudo isso. Essa é uma experiência que jamais nada no mundo vai tirar de mim.
    Amor que fica. Sim, com muita certeza. É muito profundo, no coração, na alma e na existência. Somos muito abençoados por conseguirmos ter isso dentro de nós.
    Abraços!
    Que Deus te abençoe.

    • Marco.

      Você realmente me fez voltar no tempo agora e chorar muito ao lembrar da minha mãe, pois há alguns anos os papéis também tinham se invertido aqui em casa e meu irmão e eu a chamávamos de filha e ela dizia que nós éramos seus pais, justamente por cuidarmos sempre dela como tal. E lendo seu depoimento, me vi voltar no tempo e arrisco a dizer que consegui escutar a voz dela chamando meu irmão assim: “Paaaaaaaaaaiiiiiiii”… conforme ela costumava gritar e morria de rir!!!

      Muito gostosa essa lembrança e ao mesmo tempo muito triste por saber que não tenho mais isso perto de mim!!!

      Que Deus também te abençoe e te ajude a continuar sua caminhada com essa saudade que a partir de agora será constante! Volte aqui sempre que precisar, pois estaremos de braços abertos para recebê-lo, ler sua história e ajudar como nós podemos, com palavras!!! =)

      Beijos.

  89. Heberton, como você, quando vou deitar, sinto que é a hora que mais me aproximo dela, realmente os sonhos são uma forma de matarmos um pouco a saudade, principalmente, os reais, eu pedi a Deus para ter um sonho real com minha mãe, demorou um pouco, mas veio, ontem quando fui deitar, chorei muito ao lembrar do sonho, por um momento tive certeza que foi real mesmo, geralmente meus sonhos são muito confusos, meio sem nexo, esse não, tinha consciência que era um sonho, e tinha que aproveitar o máximo para falar com minha mãe, e tinha medo de acordar sem falar com ela o que eu queria, e sem ouvir o que ela tinha para me falar, foi mesmo intrigante, nunca sonhei com nada nem próximo disso, me encontro um pouco mais calmo, mas ainda estou seguindo aos trancos e barrancos, e eu tenho consciência que nunca mais serei o mesmo, morei muito tempo sozinho com ela, cuidava dela, tudo que eu conquistava contava para ela, falava dos meus projetos, ela me incetivava e acreditava em mim, e ela estava em todos os meus planos, realmente amigo, é muito duro continuar tudo que compartilhava com ela, sem ela do meu lado, compartilhar essa alegria de forma tão positiva, com a pessoa que a sentiria da mesma forma, por isso, tenho certeza que nenhuma alegria que eu possa ter na vida, será completa, sempre terá uma ponta de tristeza, será uma alegria triste, tenho convicção que nesse caso não tem solução, sou fera ferida, no corpo, na alma, e no coração, como diz o refrão de uma música, vejo vocês aqui, com 1 ano , 2 anos quase, em outros lugares, pessoas com 4, 6, 8 anos, que perderam suas mães, e ainda sofrem, e sentem muitas saudades, e me emociono porque sei que isso será até o fim da minha vida, Roger, nós sofremos aqui mas sempre pedimos muito a Deus para que nossa mãe não esteja sofrendo junto com a gente, que esteja sendo bem amparada e confortada, cada vez que choramos com a falta dela, tenho pensado muito nisso, imaginando como e aonde ela está, Roger, isso só mostra o quanto a amamos e somos gratos a elas, Marco, minha história foi semelhante a sua,
    e esse amor a que se refere ele é sublime, e realmente somos abençoados de termos ele com a gente, muito obrigado Heberton e Roger pela força, todos que chegam até aqui, procuram de alguma forma, aliviar a sua dor, e deixo aqui o que sinto para me ajudar e tentar ajudar aos que passam pelo mesmo, infelismente não temos outra escolha, temos que enfrentar isso, ou iremos nos encontrar com nossas mães antes do tempo, um forte abraço amigo a todos, de quem está ainda sofrendo muito com a partida inesperada de sua querida mãe Elza, literalmente sem direção, sem rumo, mas alimentando a esperança que um dia vou reencontrá-la…

      • De nada Aline, quando sinto essa dor, lembro de todos aqui, e tenho logo vontade de vir a essa página para desabafar e ler os desabafos, e tentar ajudar como eu posso…

  90. Oi Aline, Boa tarde. Como vai? Mais uma vez que lhe escrevo para desabafar e falar de minha saudade por minha mãe. Hoje o dia esta muito ruim, faz exatamente dois anos que internei minha mae e naquele hospital e ela ficou para sempre. Como me arrependo de tê-la internado, achei que ela para o bem dela e perdi minha mãe. Não sei quando essa dor vai passar, mas viver sem minha mãe é muito triste e vazio.

    • Olá Regina.

      Eu consigo imaginar sua dor. Não posso dizer que sei como é, pois cada um sente de um jeito, com uma intensidade diferente! Mas é importante que você não lamente pelas coisas que você fez. Com certeza você não a internou para o mal dela e sim pensando que estava fazendo o bem, tentando ajudá-la a melhorar e ficar com você. E é isso que conta no final. O fato dela ter partido, saiba que estava na hora dela, com certeza! Se não fosse no hospital, seria onde ela estivesse. Portanto, você fez sua parte e hoje ela deve ter orgulho de você!

      Não lamente. Reze pelo espírito dela e peça a Deus que te ajude a caminhar, pois precisamos continuar, né?!

      Volte sempre que quiser e sentir vontade! Esse espaço é nosso! Escreva sempre que quiser, ok?

      Beijo grande.

  91. Aline, peço licença para postar, um texto que achei muito bonito…

    A Dor de perder uma mãe (A única dor que Jesus não sentiu)

    Dor que um dia chega. E se não chega, dói a angústia de sua espera. Há mães que partem ainda novas, outras se quer ter colocado seu filho em seus braços, e outras, que de tão vividas, tornam-se nossas filhas, necessitando de nosso tão merecido amparo.

    Mães que nos amamentam quando crianças, e mães que alimentam ,com sua essência, nossos corações já adultos. Mas todas são mães. Todas serão eternamente imaculadas em nossos corações.

    Mãe é uma referência que não nos deveria abandonar. Único exemplo de amor incondicional. Colo que nos afaga a qualquer momento. Que nos espera de braços abertos. Que nos abre os olhos antes mesmo do acontecido.

    Sentido além do humano. Instinto de proteção divino. Mas um dia, esse norte, se afasta de nosso convívio. Não desaparece, mas parte sem nos dizer adeus. Sensação de nosso ninho se desfazendo. Nosso ser mais amado nos despedindo aos poucos ou subitamente.

    Vontade de parar o tempo e de revertê-lo. Coração de mãe não poderia parar nunca.
    Vazio de coração que agora em turbilhão, tenta nos reconfortar com lembranças de conselhos que nos serão eternos. O vazio do quarto, o cheiro de mãe ainda nos tentando enganar que ela está por voltar. Dor que dilacera. Que interrompe a direção de nosso rumo.

    O que elas sempre nos diziam que perder filho era uma lei não natural, nós também sentimos isso por elas. Mãe tinha que ser eterna. E agora? E nossos conselhos, nossos abraços de orgulho, nosso pedido de benção ao se deitar?

    Agora o que era tudo se torna impressionantemente vazio. Vazio que dói de forma além de nossas capacidades. Dor que tem nome, mas que teria que ser ausente de qualificação. Não se mede dor, e se fosse medida, nos faria incapaz de percebê-la.
    Perder nosso caminho de volta. Perder nosso útero. Perder o conselho que apenas os olhos de mãe sabem nos dar. Perder a magia que mãe tem de nos descobrir, mesmo que nos encobrindo.

    Poder de ler a verdade nos olhos e na alma. Poder de transferir nossa dor a seu coração.
    Poder de troca sem ao menos exigir nada. Amor que não necessita de esforço. Amor que flui de forma única. Mas um dia sua voz se cala, seu abraço não mais nos afaga. Seus conselhos são apenas lembrados em cada atitude de nossas vidas. Vontade de ir junto.
    Tristeza de ver nossa origem nos deixando. Despedir do que não se queria nunca despedir.

    Dor que avassala a alma. Que nos tira o chão e por segundos nos faz achar que era mentira. O adeus não foi dado, e pela alma, levará um tempo ainda maior…
    Dor injusta, que não pede licença. Que não nos chama para um duelo, na
    expectativa de uma vitória, para torná-las imortais.

    Dor tão grande…
    Dor que Jesus não vivenciou. Saudade eterna de todos os momentos. Até dos que não eram compreendidos.

    Saudade dos beijos e dos pratos feitos com carinho.
    Saudade do cheiro de mãe.
    Saudade de colo de mãe.
    Saudade da voz, das risadas, dos conselhos e de suas preocupações…
    Saudade da vida.
    Saudade da saudade…

    E quando achamos que perdemos o rumo da vida, quando achamos que nossos passos se tornam os de um bebe que necessita dos braços de mãe, quando as lágrimas não cessam,
    sentimos uma sensação de amparo em nossos corações, tentando nos dizer que o amor de nossa mãe é tão incondicional, que ela estará sempre não mais ao nosso lado, mas em nossos corações.

    Zelando o que de mais precioso ela colocou em vida. O que ela faria de tudo para salvar. O que deixava de alimentar para nos dar o alimento. A que se despia para nos cobrir. A que levantava a qualquer hora da noite para apenas ver se estávamos em sono sereno.

    Jesus nos alivia dando-nos a certeza desse amor eterno. Desses laços que Ele mesmo os ata, para que nossa vida continue. Maria nos acolhe em seu manto como filhos chorando por não termos mais o amor de mãe ao nosso lado. Ela nos diz que mãe nos ama tanto que seu maior medo seria que fossemos na sua frente. E isso é o amor mais verdadeiro.

    Preferir partir antes para nos dar mais vida. Dar-nos mais chances de viver e sermos felizes. Não há amor igual. Amor de doação plena. Talvez o amor de mãe a seu filho seja uma centelha do que é o amor de Jesus para cada um de nós.

    Jesus é pai, mas também é mãe. Compreende o nosso sofrimento e medo de estarmos sozinhos no mundo. Mas Sua misericórdia é tão grande que nos abastece lentamente, nos respeitando a hora de retomar nossas vidas. Vivermos das lembranças. Vivermos do que acharíamos que ouviríamos delas nesse momento. Conselho eterno sendo intuído em nossos corações.

    Jesus nos dá a certeza de que todas as noites somos beijados por nossas mães, que agora estão ainda mais próximas de nós.
    Deus nos dê força para suportarmos essa dor quando nos for colocada à prova e aos que já a vivenciaram. Que Ele seja nosso maior consolador. Nosso maior acalentador, para que as dores da alma, deixadas pela saudade, sejam aos poucos, transformadas em lembranças de orgulho e exemplo para as gerações que estão a chegar…

    Que Jesus as abençoe pela missão tão linda, talvez a mais difícil, por exigir o amor incondicional. E que Ele nos abençoe como filhos para aproveitar nossas mães de forma intensa, para que aprendamos com elas, o que há de mais lindo na vida: o Amor!

    Deus abençoe todas as mães, ausentes, presentes, mas eternamente ligadas em amor a seus filhos!

    • Muito bonito mesmo Eduardo e fala tudo o que sentimos. Ontem estava muito mal pq veio a saudade de repente, dai vc junta com os comerciais de Tv falando dos dias das mães, e vc leva aquele susto , de que sua mãe não está mais aqui com vc. No texto quando fala do cheiro da mãe, dos abraços , é td q eu sinto falta, das vezes q ela me cobria no quarto de madrugada, q ficava acordada enquanto eu não chegava, que corria na cozinha ver se eu queria comer alguma coisa. Como uma pessoa tão maravilhosa dessa pode ir embora?Parece que estou vivendo um pesadelo sem fim, uma vida cheia de altos e baixos, pq qdo parece q esta td bem a triste realidade entra em ação.
      Muito difícil e dolorido suportar tanta tristeza, se o tempo cura queria q passe 10 anos, pq eu sinto cada segundo sem minha mãe aqui.
      Peço forças pra Jesus e que a Mãe de Deus esteja comigo pra em ajudar..

      Forças pra nós

    • Simplesmente lindo, Eduardo!
      Estou com os olhos lacrimejando por conseguir enxergar minha mãe e muitas dessas palavras!
      Como nem todos vêm aqui, eu vou compartilhá-lo em um post normal do blog, para que mais pessoas tenham a oportunidade de ler!

      Muito obrigada!

      Beijos.

      • De nada Aline, esse texto expressa muito do que sentimos, li 2 vezes e chorei muito, hoje sinto que a saudade aumenta cada vez mais, e a pior hora para mim é a hora de acordar, é a mais difícil…
        Beijos.

  92. É meu amigo Roger, essa dor não tem como descrever, suga muito de nossa energia, hoje também, estou com muita saudade, a cada segundo penso nela,
    e essa saudade nos maltrata tanto por não podermos matá-la, pois infelizmente, não podemos mais ter nossa mãe junto com a gente fisicamente e nem falar com ela, e essa realidade é muito dura, como meio de defesa, ficamos anestesiados e quando tentamos voltar nossa vida, vamos descobrindo aos poucos a dimensão do nosso amor por ela e a falta que ela faz para a gente, no nosso dia a dia… sei dizer que, nunca fui de chorar, mas com isso, não teve um dia sequer até agora, que eu não tenha chorado, força para nós…

    Mãe Elza, eu te amo tanto que não tem como dizer o quanto…

    • Eduardo e Aline e amigos,vou contar a minha historia e vcs me digam o que acham

      Vou lhe dar um breve relato

      Eu e minha mãe nunca nos demos bem,cresci ouvindo dela que foi me tirar antes de eu nasce 3 vezes e não conseguiu

      Tenho 52 anos e em setembro faço 53,tenho 4 irmãos homens mais velhos.tenho 2 filhos um de 22 anos e um casado de 29

      Tenhos dois netos

      Minha vida com minha mãe foi sempre turbulenta,achava até que eu era adotada pois achava que ela não me amava

      Casei em 1983 e me divorciei em 1991 sem lugar para morar voltei a morar com minha mãe,estava trabalhando e ela ajudou a criar meus filhos e nos sempre brigamos e nos magoamos,ate

      Sempre ajuelhava aos pés dela e e falava por que ela me odiava,ai ela falava um monte de coisas ruins já me amaldiçou dizendo que iria me ver na sarjeta pedindo esmolas

      Essa era nossa vida.

      Resumindo em 2013 ela estav com 93 anos9nasceu em 17/12/1919)viúva em 05/05/1979 meu pai nasceu em outubro de 1909

      E vivendo assim brigando,eu murmurando,qdo ela me maltratava eu pensava,pq essa velha não morre…tem tanta gente boa q morre e essa merda não morre,pensava e falava para amigos nunca falei isso pra ela,mas a xingava de palavrões,qdo ela varia as folhas do quintal e não jogava eu pensava

      Olha q merda essa velha nem ajunda

      Á tarde 16h30 colocava o lixo no portão para eu por na rua e eu murmurava palavrões

      Ficávamos semanas sem se falar e um dia ela me disse que eu a beijava por interesse e partir daí nunca mais a beijei,fiquei desempregada em 2011,agora arrumei emprego em dezembro 2012,qdo ia trabalhar só falava,m~ae tchau fica com Deus,ela falava Deus te abençoe vai com Deus só isso

      Em 01 março de 2013 meu irmão de 72 anos fez ponte se safena e ficou 45 dia s em casa se recuperando e em 14 de abril voltou para a casa dele em Jarinu

      Enquanto estava em casa minha mãe cuidou dele com muito amor e carinho,quando ele foi embora em 14/04/2013 na mesma semana 19/04/2013 às 20 h minha mãe começou a passar mal,parece que Deus só esperou ele ir para levar a minha mãe.

      Ela foi internada,vomitava as fezes,estava com o intestino parado a barriga imensa e os médicos não queriam operar por causa da idade

      No dia 22 de abril 2013 eu no hospital com ela falei:

      -mãe você me perdoa tudo que eu te fiz eu te amo

      Nunca falei te amo para minha mãe

      Ai ela respondeu:

      -te perdoo vc também me perdoa?

      Falei:

      -Claro mãe

      Beijava ela todos os dias e falava que a amava

      No dia 02/05/2013 a operaram e na operação furaram o pulmão dela ai ela ficou na UTI até 14/05/2013 quando ela faleceu

      amigos não estou aguentado mais,o remorso esta me matando

      Porque tratei minha mãe mal a vida inteira?

      Deus me castigou e não me deu outra chance para reparar tudo que desprezei minha mãe

      Ela não era boa comigo,mas era minha mãe e tinha 93 anos

      Uma velhinha

      Eu tinha que ter passado por cima e a tratado bem

      Quero sair do emprego,pois não tenho mais cabeça pra tabalhar

      Se eu tivesse morrido ela não estaria triste como eu estou,ela teria superado rapidinho era uma mulher muito forte

      Quero minha mãe de volta

      • Fatima
        o que vc está sentindo como remorsio, pensando q sua mae estaria melhor se vc fosse primeiro, são só suposições, coisas da sua cabeça.
        Sua mae é grata por tudo q vc fez a ela, tanto é q vcs se perdoaram.
        E a vida não acaba aqui, vcs terão muito tempo pra curtir uma a outra em outro plano; A família se reúne novamente no outro plano, com a ausência do tempo.Acredite nisso, todos q estão aqui, sofrem, choram e sente saudades, nwm mais e nem menos que vc, oq nos dá força é a esperança.
        Creia nesta esperança e dx de pensar em coisas negativas, esse mundo q nós vivemos é tão imprevisível, pessoas estão morrendo e morrem a qq momento e de todas as maneiras, erros médicos, assaltos, acidentes, etc… se cada um soubesse, como e qdo a morte aconteceria , todos nós iriamos nos preparar e fazer tudo de bom q achamos q deveríamos fazer para a pessoa, infelizmente isso não é possível. MAs a esperança q temos é essa q vamos nos encontrar de novo, no tempo certo. Creia nisso e viva sua vida, seja feliz!

  93. Aline muito bom oq voce escreveu eu posso pega um trechinho da parte das saudade . para posta em um lugar se foor possível claro. muito lindo que voce escreveu .. também perdi minha mãe e faz apenas 8 més e bem dificil por que o dias das mães ja esta bem ae .. então e triste ;'( beijão espero que responda :*

    • Oi Raiane!
      Fique à vontade para copiar o que quiser. Só não se esqueça de dar os devidos créditos a quem escreveu o trecho que você quer copiar!
      A saudade é muito grande mesmo. Beijos e fique com Deus!

  94. Amigos
    Meu coração está muito apertado esta semana, a ponto de explodir de tanta saudade, hj mesmo a tarde levei um susto pq derrepente lembrei da minha mae e percebi q ela não estava mais aqui. que saudade amigos, do seu olhar, da sua voz… meus Deus é o 2° ano que estou sem minha mae no domingo das mães e parece que este, está pior.Queria q domingo fosse pulado, qria tomar alguma coisa e ~só acordar na segunda feira.
    to mto mal…mamãe qtas saudades eu tenho de vc,te amo muito

  95. Meu amigo Roger, dias das mães 12/05/2013, faz exatamente 2 meses que a minha partiu, estou seguindo em frente para não entrar em depressão e adoecer, pois isso faria elas sofrer junto com a gente, a saudade muitas vezes bate forte, e eu choro ao constatar que não posso mais abraçá-la e tê-la aqui perto de mim, isso é muito angustiante, e não consigo ficar sem pensar nela, toda vez que desperto de manhã o mundo está totalmente sem sentido, sem cor, o sol na janela, já não tem a graça que tinha, não tenho vondade de levantar, mas não posso me abater a esse ponto, e logo com muito custo, levanto, e aos poucos vou me sentido melhor, Roger, eu sinto muitas vezes essa sensação que você sente, essa lembrança de repente e o susto de minha mãe não está mais aqui, no fundo a gente não acredita que não vamos mais está com ela aqui fisicamente e vamos constatando isso aos poucos, nós aqui nos compreendemos pois sentimos a mesma coisa em relação nossas queridas mães, pois somos semelhantes em nossos sentimentos, somos humanos, meu amigo é muito triste mesmo ficarmos sem elas, pois mãe é só uma, mas podemos seguir pensando no que elas gostariam que nós fizessemos de nossas vidas…e sempre imaginando o nosso reencontro no outro lado…é isso que nos dá força para irmos em frente, que é muito difícil é, o coração fica pequenininho quando lembramos dela…dói muito a saudade, fé e peça a Deus para sonhar com ela, um abraço amigo.

    • Obrigado Amigo, pela força.
      É bem isso que vc disse, no fundo, não acreditamos ou não queremos acreditar que elas não estão aqui fisicamente. Sabe Eduardo eu sei que é complicado, mais eu gostaria muito de olhar a foto dela, de falar dela, e não sentir tristeza. Sabe eu vejo pessoas que falam com uma naturalidade tipo. “Nossa minha mae gostava de comer tal coisa, gostava de ir em tal lugares, e conta historia engraçadas sobre a mae, e simplesmente falam pena q ela não está aqui e tal…Eu já não consigo, eu começo a lembrar dela , a ver as fotos eu travo, e começo a chorar, meu padrasto fala pra mim, que foi no tumulo dela e da vontade de sair correndo e não ouvir, meu irmão e eu estamos assim, evitamos no máximo falar sobre o assunto, o blog é o único lugar que eu comento, não tenho forças pra falar, as vezes com meu irmão sai algumas palavras, mas é só com ele.Talvez seja o tempo mas já fazem 1 ano e 5 meses pra mim parece q foi ontem, para as outras pessoas já faz um tempo.
      Domingo vou levar flores pra ela, e vou rezar mto pra q ela esteja muito bem, vou orar por vc e todos aqui do blog, pra q Deus nos Dê Forças.
      Que Deus te console muito meu amigo, e te forças.
      abraço

      • Meninos.

        Eu sei que cada dor é diferente! Cada pessoa sente de uma forma diferente e tem seu tempo para conseguir associar o que se passa. Mas neste caso, posso dizer que entendo vocês e sei (da minha forma) a dor que estão passando. Já passei (e ainda passo) pelas coisas que vocês relataram aqui e sei que isso ainda vai acontecer milhares de vezes, pois essa saudade será eterna até que nos encontremos novamente!

        Entretanto, como uma pessoa que quer ajudar e que acredita muito na espiritualidade, gostaria de pedir a vocês que tentem ao máximo não transformar essa saudade em tristeza! Sim, eu sei que vocês estão tentando e acredito mesmo. Mas é preciso tentar mais! É preciso tentar até conseguir, sem desistir! Os espíritos precisam de paz para se reabilitarem! Não sei se vocês viram o filme “Nosso Lar” (aconselho a verem), mas lá mostra claramente que nossas orações e nossas conversas chegam a elas! Fico muito contente que eu tenha rezado sempre para a minha mãe, desde o dia que ela partiu. Assim eu sei que essa oração está chegando a ela. E essa “revelação” do filme, me fez colocar na cabeça que não posso deixar que essa saudade vire tristeza e me faça “parar de viver” a minha vida da forma como ela gostaria que eu vivesse, sabem por quê? Porque ela está vendo e sentindo tudo… e eu não quero, de jeito nenhum que ela sofra lá em cima ou que tenha algum regresso em sua caminhada espiritual.

        Entendam, o que vocês estão sentindo é normal e todos nós aqui sentimos. Só estou tentando dar forças a vocês para reverterem este quadro, pois eu sei que é assim que elas gostariam de nos ver lá de cima. Está chegando o dia das mães e isso é sempre muito cruel com quem não as tem por perto, pois todos os lugares nos fazem lembrar delas, mais do que o normal. Mas lembrem-se das coisas boas, dos momentos bons, dos dias das mães em que elas estavam aqui e vocês podiam abraçá-las… tenho certeza que isso as fará mais feliz e, quem sabe, elas não venham nos visitar neste dia… vocês gostariam que elas os encontrassem triste? Acho que não, né?!

        Força, gente! Precisamos disso! Precisamos das palavras amigas para nos ajudar a levantar… é o que estou tentando fazer!!! Forças e fiquem com Deus!!!

        Beijos grandes.

        • Obrigado pelas palavras de conforto ALINE, me sinto abraçado cada vez que ouço uma palavra de esperança, é como ver uma luz no fim do túnel.
          Vou me esforçar muito pra fazer da lembrança da minha mae algo bom, sentir alegria ao lembrar que estive por 29 anos com uma pessoa maravilhosa, bonita, dedicada, amada e que me amou com um amor que nunca vou ter nesta vida.
          Por ela vou me esforçar em ficar bem;
          obrigado mais uma vez pela força

      • Roger, para mim o tempo parou, não senti esses 2 meses passar, parece que foi hoje, isso porque pensamos em tudo que aconteceu o tempo todo, quando a saudade bate forte tenho vontade de ver as fotos dela mas evito pois fico mal depois, mas a medida que vamos compreendendo que a vida não acaba aqui, e vendo que nossa mãe está bem e precisa de paz, vamos sossegando um pouco o nosso coração, fique com Deus Roger.

        • Sim amigão, ém extamente isso que sinto, eu guardei as fotos dela num bauzinho e lá tem as fotos, o relógio ( que até pouco tempo tinha cheiro dela, a escova de cabelo que ainda tem o cabelo dela) de vez enquando eu abro e choro muito, um choro doido, mais vou me esforçar pra ser um momento de alegria por lembrar de uma mae tão maravilhosa.
          Não sei se vc é filho único, eu tenho meu irmão mais novo , ele era mais apegado com ela, ele vivia abraçando e beijando ela, mordendo , num deixava ela em paz rsrs, eu já era mais conservador, abraçava e beijava qdo ia viajar, ou nas datas especiais, hj penso q deveria ser igual o meu irmão, minha postura era mais de ser cuidadoso com ela, mais enfim era o jeito que eu a amava.
          Eu assisti o nosso lar e gostei muito, algumas partes do filme antes de eu assistir , eu tinha tido um sonho com minha mae parecido, mto parecido com aquele lugar, depois vi o filme e confirmou q td isto é verdade.
          É uma pena a gente não entender as leis q regem o universo cara, sabe eu tenho um colega da faculdade que é espirita e ele me levou pra falar com um senhor que é Espirita e ora pelas pessoas, conversa e ta.
          Fui lá em salto próximo de itu, falar com o Sr. João um senhor de 70 anos que é a paz em pessoa, tinha uma fila enorme pra falar com ele, qdo chegou minha vez ele disse: Olha meu filho sua mae está bem, o tempo dela é diferente do nosso, dai perguntei sobre reencarnação (pq houve umas pessoas falarem, quem sabe qdo vc tiver uma filha sua mae pode vir nela) sinceramente não gostei de ouvir isso pq, eu pensava em encontrar minha mae, e se ela viesse como minha filha , não iria encontra-la. Dai ele me explicou q não é bem assim e q as famílias se reúnem depois da morte e leva mto tempo para acontecer a reicarnação, fiquei mais aliviado.
          Outra coisa que ele disse foi q ele acredita como espirita em contatos e cartas do outro mundo com o nosso um ndo, só no chico Xavier, as demais manifestações ele disse q é bom ficar atento, então minha esperança de ter um contato com minha mae ali através do Sr. João acabaram, ele me explicou q precisa de autorização, para nossos entes entrar em contato com a gente, e q ele, acreditava apenas nas cartas do chico Xavier.
          Fiquei mais aliviado de falar com ele, e pensando diferente, mais como eu disse tem dias q vem uma onda de saudade e distro td q vc construiu, pensando q ela esta bem, e q haverá um reencontro etc etc…. dai temos q começar td de novo a construit esses conceitos, mas vamos em frente
          \forças meu amigo, fica com Deus.
          Amanha vou pensar em cada um deste blog e lembrar q vcs precisam tb de forças pra superar o dia de amnhã
          abraço

        • Fatima infelizmente como a Aline ja disse não podemos ajudar a tirar essa dor ou minimiza-la o luto deve ser vivido, o choro chorado, não se sinta culpada por não te-la amado como devia, issoé que vc pensa, os corações de mãe são enormes e só tem amor, portanto não fica com essa culpa de ter a sensação de ter feito mais, vc fez oq estava ao seu alcance, amou do seu jeito, cuidou do seu jeito, e vc terá sim outra oportunidade de abraça-la, de falar o quanto vc a ama, no dia q vc a reencontrar, enquanto isso não chega , ame ela no seu coração, e fale com ela pois ela te ouve, nossonhos vc podem se reencontrar.
          Um abraço e que Deus te console;

          • Roger obrigada a cada resposta é muito reconfortante,qdo estou lendo as respostas vc um anjo falando comigo igual a aline e todos do blog

            • Já não sei mais o que falar para você. Já falei tudo o que eu podia e acho que todos aqui também. Considero que você deveria procurar uma ajuda médica.
              Sério mesmo, Fátima… não gostaria que esse espaço se tornasse um lugar tão negativo, tão pra baixo…

    • disse na uti para minha mãe hj é dia das mães a senhora sabe ela fez q sim com a cabeça pois estava intubada dali 2 dias morreu meu Deus

  96. Roger, peça a Deus com todo amor que tens no coração, que ele vai lhe atender e irá ter um sonho real com ela, eu pedi e tive, como contei aqui, tive esse sonho depois que fez 39 dias, sou sincero, minha certeza é de 90% que foi realidade, e 10% de dúvida, mas já é o suficiente para acalmar o coração e abrandar um pouco a saudade, e vou buscar os 100% de certeza até o fim, Roger procure sentir sua mãe ao seu lado em todos os momentos, pensamentos de carinhos, e o quanto a ama, converse, diga o que não disse a ela em vida física, faça isso sempre que puder pois faz muito bem para você e para ela, um abraço, e força!

    • O Pessoal passando pra deixar um abraço a vocês,e aos amigos que sempre falo aqui Eduardo, Aline e Heberton, esperam que estejam bem.
      ABração

        • Tudo bem sim ALine, pensando muito da minha mãe e principalmente planejando minha vida para alcançar a felicidade aqui neste mundo, mesmo sem uma parte de mim.

          Nos dias das mães me bateu uma tristeza tão grande mais é como se o choro viesse e de repente parasse.
          Dai comecei a pensar a morte hoje infelizmente é algo tão banal, pessoas morrem muito facilmente, seja por qualquer motivo, umas atropeladas por um bêbado, outras em assaltos, outras em erros médicos, e tantas outras de forma estranha ou bizarra, que é praticamente impossível deixar de acreditar que este mundo não é o nosso lugar. Existe um lugar melhor onde nossas mães estão, livres de dor, de violência.
          Seria injusto acreditar que o mundo acabou com a morte, mães que morrem no parto, ou que partem com seu filho ainda criança, é algo muito cruel, para não haver uma segunda chance em outro lugar.
          Por isso me convenci que meu amor pela minha mãe ultrapassa todas estas barreiras e continua forte por ela, é um amor imortal, onipotente, e com toda certeza esse amor supera a ausência física, estamos conectados neste amor.
          Tudo isso que escrevi veio do nada durante o tempo que tomava banho me preparando para ir ao cemitério, e no fim acabei não indo.

          Beijão

      • Oi roger um grande abraço pra vc pro Eduardo pra Aline e pra tds que frequentam esse blog como vcs estou seguindo a vida com altos e baixos mas estou sendo forte … agradeço primeiramente a Deus por ter encontrado este blog tão special depois a Aline por ter criado esse maravilhoso espaço e finalmente a tds vcs que compartilham das suas experiencias e um ajudando ao outro … e como eu adoro compartilhar algo com vcs sempre que eu tiver alguma novidade estarei aqui ….analisando os muitos comentários aqui percebi que muitos acreditam na vida após a morte e pensando nisso deixo aqui um excelente vídeo reconfortante que nos mostra que a vida continua eis o link : https://www.youtube.com/watch?v=_aUiXLnvofs&list=UUY3gE-YjbFCM1wzm0I_vonw&index=50

        Eu particularmente adoro musica céltica new age e minha cantora preferida é irlandesa Enya … e vcs devem estar se perguntando porque ele esta postando essas coisas ?? rsrsrsrs …. é porque as musicas da Enya traz uma paz de espírito muito grande elas confortam nossa alma parecem anjos cantando e por algum momento esquecemos desse planeta e nos transportamos ao céu se vcs tiverem sensibilidade pra esse tipo de musica experimentem ouvir e meditar …. deixo aqui algumas musicas dessa cantora
        CHINA ROSES ….ONLY TIME….IF I COULD BE WHERE YOU ARE … WATERMARK … ORINOCO FLOW …. CARIBBEAN BLUE … MAY IT BE … AMANRANTINE … ONE BY ONE .. bom espero que gostem grande abraço a todos que Deus continue nos confortando e nos dando paz …

        • Herberton, conheci esse vídeo, poucos dias depois de minha mãe partir, busquei ajuda de todas as formas e cheguei a esse vídeo pois já tinham me falado o nome do programa ‘Transição’ realmente muito confortante, e me ajudou bastante, ainda bem que já existe internet, meu amigo fui aprender até sobre projeção astral, para ser sincero, não tinha conhecimento nenhum
          nesse assunto, e tudo isso tem me ajudado a seguir minha vida com esperança, o que desejo a todos aqui e a todos que tenham tido essa imensa perda…obrigado por postar esse vídeo pois irá ajudar a muitos que visitam essa página e aproveito para postar um outro vídeo que gostei muito

          grande abraço Herberton, Roger, Aline e a todos aqui!

  97. Oi Roger, com muita saudade ainda e um pouco de inconformismo, mas seguindo a vida devagar e como ela gostaria que eu seguisse, espero que esteja bem, um abraço!

    • Isso ai amigão esse inconformismo é algo que vem mesmo, e ele te pega quando vc esta distraído , quase que entendendo a situação, dai vem o banho de agua fria.
      Como disse ali acima eu to tentando ficar bem, refleti mto no dia das mães e to superando.
      Que Deus te abençoe e te de forças nestes primeiros meses é quando a gente sente mais. O Luto como dizem devem ser vivido, o bom é que vamos viver ele com esperanças, com a certeza do reencontro pq já tivemos provas disso
      ABraço

  98. É amigo, só essa esperança que pode nos resgatar desse mundo cinza e sem graça, a dor da saudade não passa nunca, o que muda é a intensidade que você a sente, conforme suas vivências relacionadas as lembranças, chega uma hora que machuca demais o nosso coração, força e vamos todos em frente, abraço!

    • Muito Obrigado Eduardo e Heberton por esses videos nossa me senti mto bem depois de ler,,Saber q minha mae está bem e q podemos sentir o mesmo amor q sentimos um pelo outro, saber q somos espiritos e que não nascemos e nem morremnos.
      Outra frase linda que achei foi:
      Deus não separa quem se ama. muito bom ouvir issso
      Que Deus abençõe vocês amigos, vamos evoluir juntos, e estamos juntos um apoiando um ao outro.
      Aline , Heberton e Eduardo, um grande abraço.

  99. Oi Roger, fico feliz que tenha gostado, hoje eu acredito no que minha intuição sempre me disse, é muito difícil pensar que a vida acaba, que nossa consciência deixa de existir, pois se fosse assim, não faria o menor sentido estarmos aqui vivendo, pois não nascemos, nem morremos, nós sempre existimos, se pensarmos assim, todo sentido da vida já muda, respiramos muito melhor, fica com Deus amigo, um abraço!

        • Fátima, nesse processo de nossa mãe no hospital e depois a partida, ficamos muito fragilizados e é natural nos sentirmos com um pouco de remorso e pensarmos que poderíamos fazer muito mais por elas, mas depois vamos compreendendo que somos humanos, penso sempre no que poderia ter feito por ela, mas todos nós temos um tempo, não somos o tempo todo fortes, também temos nossas fraquezas, e isso não é falta de amor, e sua mãe sabe disso muito bem, e sabe que você a ama, pois disse para ela durante 24 dias e ela, com certeza, pôde ouvir e sentir todo amor que tem por ela, e um dia irão se reencontrar e essas pequenas falhas não significarão mais nada, fica com Deus!

            • É Fátima, é difícil demais, tem 98 dias que não tenho mas minha mãe fisicamente comigo, a saudade está o tempo inteiro comigo, mas tem hora que vem mais forte e, o inconformismo me pega de surpresa, a esperança se renova dia após dia, pois temos que ter força para ir em frente, afinal, é o que elas mais desejam que a gente faça, pois nossa mãe, independente de qualquer coisa, quer sempre o melhor para gente, um abraço, fica com Deus.

  100. Aline perdi a minha 14/05/2013-esta doendo tanto-perdi muitas oportunidades com minha mae esó agora vejo qta falta ela faz,me ajuda

    • Fátima, quem me dera poder ajudar a todos que passam por esta dor! Quem me dera! O máximo que eu posso fazer é colocar no blog textos como este que fazem a gente parar e refletir e pensar que as coisas não terminam aqui e que o nosso amor será eterno!

      Sugiro que você leia os comentários deixados neste post. São muito reconfortantes para quem chega aqui com essa saudade imensa!

      Fique com Deus e que Ele te ajude a superar esta perda sem tamanho. Reze sempre e peça forças para você e luz pra sua mãe continuar a caminhada dela.

      Volte sempre que quiser.

      Beijos.

  101. Nossa muitoo lindoo esse bloog euu perdii a minha ma~e quandoo eu tinhaa 2 anos e 3 mêses!!! nossa e hj eu tenhoo 13 anoos e ela faaz muitaa faltaa praa miim!! aindaa mais nessa fase de adolecênçia!! é muitoo ruiim vc começa gostaa de uma pessoa e nãoo teem praa quem coontaa!! pk amigoos de veerdadee é a mãe da gentee!! nossa esse blog mecheeu mesmoo com meu s2!!!” valeuu alinee#

    • De nada Joyce.
      Fico contente que tenha gostado. E pode ter certeza de que a perda da nossa mãe dói igualmente em qualquer idade, pois são seres insubstituíveis que nos fazem falta em qualquer momento da vida! Imagino sua dor por não ter tido sua mãe por perto desde pequenininha, mas perdi a minha com 27 anos e a dor e saudade são enormes e quase insuportáveis, pois cada momento que vivemos é para elas que queremos contar… e isso acontece a vida inteira!
      Mas o jeito é rezar e tocar a vida, pois é assim que elas gostariam que nós fizéssemos!
      Beijos.

  102. Aline querida obrigado por me responder,sinto tanta a falta dela,qdo a tinha comigo nem dava importância,a gente brigava muito mais só agora eu sinto a falta q ela faz ela tinha 93 eu tenho 52,separei a 22 anos atrás e morava com ela,queria tanto abraça-la,fiquei desde 19/04/2013 a 13/05/2013 dizendo q a amava no hoispital,coisa q não fiz minha vida inteira,pedi perdão a ela,mas Deus não me deu outra chance de reparar a mal q fiz,me ajuda Aline to desesperada

    • Fátima.
      Como eu te disse, quem me dera Deus me ter me proporcionado o dom de fazer com que as pessoas não sofressem com a dor da perda. Eu mesma sofro até hoje, pois a saudade corrói vez ou outra. Entretando, Deus me deu a oportunidade de ter este espaço e de ter me iluminado na hora de compartilhar esse texto que já fez bem a tanta gente e que tornou esse cantinho daqui especial a quem chega procurando um pouco de alívio e paz. Então, mesmo não sabendo sua religião, peço licença para te falar uma coisa que aprendi com a minha: sou espírita cardecista e leio muito sobre o espiritismo e um dos livros que eu li depois que minha mãe partiu foi “Na Hora do Adeus” (acho que já falei dele aqui nos comentários). Acredito que todas as pessoas deveriam ter acesso a este livro o mais rápido possível para que tenham esclarecimentos sobre como acontece quando morremos. E uma das coisas que o livro ensina e que me dou a liberdade de falar aqui é: não sinta remorso!!! Nunca lembre de sua mãe com tristeza, com rancor ou com remorso. Lembre dos momentos felizes. Sua mãe agora voltou para o plano espiritual e por isso “se livrou” dessa coisa egoísta e mesquinha que nós seres humanos temos. Este remorso para ela não faz mais sentido. E para você só vai te machucar e te atrapalhar. Agora ela encara “a vida” de forma diferente, entende as coisas de forma diferente e esta cercada de seres espirituais mais evoluídos (pelo menos assim nós acreditamos, certo?). Então, lembre dela com amor e carinho. Lembre dos momentos bons que você teve com ela e reze passando a ela as energias positivas e o amor que você sente por ela. Os espíritos precisam de oração!!! É isso que os alimenta. Para os espíritos mais evoluídos, eles recebem cada vez mais luz. Para os menos evoluídos, eles têm a oportunidade de crescer. Portanto, reze! Reze sempre! Peça a Deus que esteja ao lado dela. Peça para que ela tenha sido recebida pelas luzes divinas. E peça para que Deus te ilumine aqui na Terra para que você consiga seguir em frente e emanar a ela as energias que ela, com certeza, irá precisar para seguir em paz.
      Infelizmente, te falar (escrever) essas coisas é a única forma que eu tenho de te ajudar. Então, espero que eu tenha ajudado, nem que seja um pouquinho! :-)
      Vou rezar por você. Para que Deus olhe por você e te ajude a ter mais paz e tranquilidade. É disso que você precisa para conseguir emanar a ela.
      Fique com Deus, Fatima.
      E volte sempre que achar necessário.
      Abraços.

  103. Aline,nem fui trabalhar hoje de tão triste,acho q estando
    do no trabalho o dia todo estou perdendo momentos com meu cachorro e meu filho de 22 q esta em casa onde eu e minha mãe moramos a casa e da minha mae vim morar com ela qdo me separei a 22 anos atras

  104. Nessa proxima madrugada fazem 11 dias que fiquei sem minha rainha…Odeio relembrar o martírio qual ela viveu até sua partida :'( Apenas…q saudade..me disseram que a saudade aumenta ao longo dos anos ;'( Me disseram q será difícil esquecê-la tão fácil . Soh digo .. TE amo, mãe. Te amo…

  105. Hoje Aline faz um mês q minha mae morreu 19 horas vou na missa e oferecia a ela,dei o nome dela na igreja,tá tão difícil querida Aline…

  106. olá meu nome é ana karolina estou passando por uma barra há 4 meses minha mãe faleceu tenho 17 anos e sinto muita saudade dela estou morando com meu pai e mais e mais 2 irmaos sou a unica menina e por isso eles acham que tenho que fazer tudo tomar conta da casa etc… eu estudo trabalho tomo conta da casa faço tudo sozinha meu pai e meus irmaos nao ajudam em nada a convivencia com eles é muito dificil tudo que eu faço não esta bom não aguento mais isso alem de nao suportar ficar sem minha mãe que era minha vida , minha rainha a pessoa que eu mais amava nesta vida tenho que me sujeitar a passar por coisas horriveis alem disso a casa era da minha mae ela que comprou e meu pai fala que a casa agora e dele ele que manda que eu e meus irmaos nao tem direito a nada queria morar sozinha que ai pelo menos vou ter socesso e paz a falta da minha mae irei sentir para sempre mais passazr pelo oque estou passando não estou suportando peço a DEUS para olhar por mim e pela minha mãe espero que ela esteja nun lugar bom e que de onde ela estiver ela cuide de mim…

  107. É a mais contundente verdade. È mesmo o amor que fica. Fiquei longe de minha mãe por muitos anos, desde meus 7 anos, devido a uma separação tumultuada de meus pais.Quando a reencontrei, e pude trazê-la pra perto de mim, ela partiu, depois de 8 ANOS que estávamos juntos (ela se foi em ). Mas, como é natural morrer, tenho a esperança de um dia, no Céu, se Deus assim permitir, poder encontrá-la. Felizmente ainda tive tempo de poder mostrar pra ela que era sUA filhA, apesar de tudo o que sofremos na distância.Grande beijo
    Estou em uma depressão infernal que n me deixa viver mais meu casamento esta por um fil tenho uma filha de 4 anos que me entende melhor que os adulto .
    Eu só estou viva agora porque tenho esta anjinha em minha viva obrigada pois nem conheço vc mas é a a unica que tenho pra conversar pois n tenho amigos e nem parentes pro cimo morro em araras sp e meu pai e irmãos em Sinop MT

    • Lady, eu imagino que não esteja sendo fácil para você. Entretanto, acho que nós temos que lutar para sermos felizes!!! Se sua filha é sua anjinha e que te ajuda a segurar esse “fardo”, faça as coisas por ela, pela felicidade dela. Sua mãe está olhando por você e não gostaria que você “se entregasse”. Se você acha que deve, lute pelo seu casamento.

      Fique com Deus!

      Beijos.

    • Edu fico em paz qdo leio este blog e os amigos q aqui tenho,tenho muita saudade e tristeza de não ver mais minha mae e nem abraça-la

  108. Fátima, há uns três dias que estou assim também, que vontade de estar com minha mãe, e a cada dia caio mais na realidade, e cada vez se torna mais difícil porque começamos a perceber que ela não volta mais, aí vem de novo, a tristeza e o inconformismo, e a saudade vem mais forte ainda, e só me resta chorar, mas estou tocando a vida em frente, meio que aos trancos e barrancos mas estou…força Fátima e a todos aqui, só não podemos parar, pois a depressão pode nos dominar.

    • Edu eu também,ontem nem fui trabalhar de tanta tristesa,fiquei sentada na cama da minha mãe conversando com ela e chorando o dia todo,não sei até qdo vou aguentar,tenho vontade de pedir a conta aqui na firma pois para mim não consigo mais trabalhar ,Edu to pedindo desesperadamente pra Deus me ajudar que ja estou em desespero bju amigo

    • Isso que é o pior Edu,acreditar que ela não volta mais …ainda não acredito,todo dia peço a Deus para acordar e ver que foi um sonho ou igual aos filmes,acordar e ter voltado no tempo ou qdo chego em casa ver que ela esta lá ainda,TÔ desesperada amigo,faria qualquer coisa para traze-la de volta

  109. Fátima, me senti dessa mesma forma, no começo, estava tão inconformado, que o que me consolava um pouco, era a fantasia de voltar no tempo, e tudo voltaria ao normal, e eu poderia fazer tudo diferente, mas infelizmente não tem como, é triste todos sabemos, mas temos que continuar a nossa vida, e quando chegar a nossa hora, também vamos para onde estão nossas mãezinhas, não podemos nos entregar, por isso não desista do seu trabalho, se ficar em casa, poderá adoecer e vai ser muito pior, lute para continuar o seu dia a dia normal, só desta forma, poderá superar essa perda, podemos ficar tristes sim, mas sempre tentando ver novamente beleza no sol… um abraço, fica com Deus!

    • Edu,obrigada amigo por me responder,ontem até falei com meu chefe
      me abri e falei tudo q estava sentindo,q não conseguia mais trabalhar,ele foi frio e disse para eu pensar e fazer o q achasse melhor
      ai nem sei o q fazer,como trabalhar se minha alma e minha cabeça esta
      com minha mãe?amigo Edu

      • Fátima, eu também estou muito triste, minha mãe está comigo o tempo todo, e estou buscando forças para começar a trabalhar, um projeto que já tenho há algum tempo, para conseguir forças, eu penso em como ela gostaria de me ver, Fátima, pense desta forma, que irá te ajudar a conseguir forças para continuar, um abraço, fica com Deus!

  110. Olá Fatima,estive olhando suas mensagem e entendo o que vc esta passando,pq tbm perdi minha mae e cada dia eu sinto mais falta dela,mais o que posso te dizer,vc numca vai esquecela e sim se acostumar sempre sentindo a falta dela,sempre ter um vazio e sempre estar sentindo a falra dela,mais num deixe a vida te desanimar pq ela sempre vai estar te olhando e sempre vai estar cuidando de vc.

  111. oi Fátima que belo nome vc tem ,era o nome de minha mãe olha Fátima eu sei bem a dor que vc passa é uma dor da alma …. neste momento estou aqui envolto de uma saudade enorme de minha mãe pra ser sincero Fátima não sei como estou sendo forte não sei como estou dando continuidade a minha vida … eu vivo de fases as vezes to um pouco melhor e cheio de ânimo … outros dias me vem a dor da revolta do inconformismo a dor da saudade e até mesmo a dor da maneira como ela partiu …. mas sabe Fátima mesmo com toda a dor do mundo eu não entrego os pontos porque se eu desmorecer posso entrar em uma depressão profundo e minha família precisa de min …. e também penso na minha mãe por ela eu devo continuar sendo firme portanto Fátima não largue seu emprego não se entregue se for o caso peça uma licença alguns dias mas não largue seu emprego mesmo com todo o sofrimento do mundo a gente tem que prosseguir e saber lidar com essa dor que não passa mas que futuramente sera amenizada ….. sei do seu sofrimento tudo o que vc sente ….. olha vou deixar aqui um link de um site ele me ajudou bastante são dez sugestões para enfrentar essa dor te peço por favor leia o texto até o fim e releia quantas vezes forem necessária com calma e atença …. eu sempre leio até hoje eis o link http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=3148 … bom Fatima deixo aqui todo meu carinho que Deus nos conforte

  112. Aline gostei mt desse blog,a gente encontra mts pessoas que passaram ou estao passando pelo o que a gente viveu,de poder conversar com outras pessoas assim tenrando encontrar e transmitir um pouco de paz no coração .

    • Fico muito feliz que você tenha gostado do meu nosso cantinho!!! Esse post não tinha o intuito de reunir tanta gente com o mesmo problema, mas é uma felicidade pra mim que ele tenha se tornado esse lugar de paz!

      Fique à vontade para voltar ao blog sempre que quiser e obrigada pelo seu comentário carinhoso!

      Beijos.

  113. Leiam que lindo padre Fabio de Melo escreveu

    Eu sempre acho que às vezes na vida, a gente vive tão mal, às vezes a gente precisa perder as pessoas pra descobrir o valor que elas têm. Às vezes as pessoas precisam morrer pra gente saber a importância que elas tinham, e isso uma vez na minha vida isso aconteceu. Estava eu na minha casa de manhã, quando recebi um telefonema que minha irmã estava morta, minha irmã mais nova, cheia de vida de repente não existe mais.
    Fico pensando assim, que às vezes na vida o ensinamento mais doído seja esse, quando na vida nos já não temos mais a oportunidade de fazer alguma coisa, e o inferno talvez seja isso, a impossibilidade de mudar alguma situação.
    E quando as pessoas morrem já não á mais o que dizer, porque mortos não podem perdoar, mortos não podem sorrir, mortos não podem amar, nem tão pouco ouvir de nos que nos os amamos.
    Eu me lembro que uma semana antes de minha irmã morrer, ela havia me ligado, foi à última vez que eu falei com ela e eu me recordo que naquele dia, eu estava apressado muita coisa pra fazer, e fiz questão de desligar o telefone rápido, sabe quando você fala, mas fala na correria porque você tem muita coisa pra fazer? E foi assim, se eu soubesse que aquela era a última oportunidade de ver minha irmã, de olhar nos olhos dela, de falar com ela, eu certamente teria esquecido toda a pressa, porque quando a vida é assim, e você sabe que é a ultima oportunidade, você não tem pressa pra mais nada, já não há mais o que eu fazer, e essa é a beleza da última ceia de Jesus.
    Não há pressa, o momento é feito para celebrar, a mística da última ceia está ali, Jesus reúne aqueles que pra ele tinha um valor especial, inclusive o traidor estava lá.
    E eu descobrir com isso, com a morte da minha irmã, q eu não tenho o direito de esperar amanhã pra dizer que amo, pra perdoar, para abraçar, dizer que é importante que é especial.
    Não! O amanhã eu não sei se existe, mas o agora eu sei que existe, e às vezes na vida nos perdemos… Eu me lembro quantas vezes na minha vida de irmão com ela, nos passávamos uma semana sem nos falarmos, por que ouve uma briga uma confusão, a gente se dava o luxo de passar uma semana sem se falar, e hoje eu ano tenho mais nem 5 minutos pra conversar com alguém que foi importante, que foi parte de mim.
    Não espere as pessoas morrerem, irem embora, não espere o definitivo bater na sua porta, nos não conhecemos a vida e não sabemos o que virá amanhã, viva como se fosse o último dia da sua história, se hoje você tivesse que realizar a sua última ceia, porque é conhecedor que hoje é o último de sua vida, certamente você não teria tempo pra pressa. Você celebraria até o fim e gostaria de ficar no lado de quem você ama. Viver o cristianismo, é fazer a dinâmica da última ceia todos os dias, viva como se fosse o ultimo dia da sua vida, viva como se fosse a ultima oportunidade de amar quem você ama, de olhar nos olhos de quem pra você é especial.
    E depois que minha irmã morreu um tempo bem passado, eu descobrir porque eu gostava tanto dessa musica que vou cantar agora, ela não fala de um amor que foi embora, o compositor fez para a filha que morreu em um acidente, então, fica muito mais especial cantá-la e descobrir o cristianismo que está no meio das palavras, por que é assim, quando o outro vai embora é que a gente descobre o tamanho do espaço que ele ocupava.
    “Não sei por que você se foi
    Quantas saudades eu senti
    E de tristezas vou viver
    E aquele adeus não pude dar…

    Você marcou na minha vida
    Viveu, morreu
    Na minha história
    Chego a ter medo do futuro
    E da solidão
    Que em minha porta bate…

    E eu!
    Gostava tanto de você
    Gostava tanto de você…

    Eu corro, fujo desta sombra
    Em sonho vejo este passado
    E na parede do meu quarto
    Ainda está o seu retrato
    Não quero ver prá não lembrar
    Pensei até em me mudar
    Lugar qualquer que não exista
    O pensamento em você…

    E eu!
    Gostava tanto de você
    Gostava tanto de você…

    Não sei por que você se foi
    Quantas saudades eu senti
    E de tristezas vou viver
    E aquele adeus não pude dar…

    Você marcou em minha vida
    Viveu, morreu
    Na minha história
    Chego a ter medo do futuro
    E da solidão
    Que em minha porta bate…

    E eu!
    Gostava tanto de você
    Gostava tanto de você…

    Eu corro, fujo desta sombra
    Em sonho vejo este passado
    E na parede do meu quarto
    Ainda está o seu retrato
    Não quero ver prá não lembrar
    Pensei até em me mudar
    Lugar qualquer que não exista
    O pensamento em você…

    E eu!
    Gostava tanto de você
    Gostava tanto de você…

    Eu gostava tanto de você!
    Eu gostava tanto de você!
    Eu gostava tanto de você!
    Eu gostava tanto de você!

    Agora o triste da música é que a gente precisa conjugar o verbo no passado, a pessoa já morreu, já não a mais o que fazer, mas não tem nenhum sofrimento nessa vida que passe por nos sem deixar nenhum ensinamento,…tem que nos ensinar, não dá pra sofrer em vão, alguma coisa a gente tem que extrair…extraia o sofrimento e descubra o ensinamento. Se ele algum dia me tocou e me deixou algum ensinamento eu faço questão de partilhá-lo com você agora. Depois da morte da minha irmã eu faço questão de viver a vida como se fosse o ultimo dia.
    Já que o passado é coisa do inferno e a gente não ta no passado, muito menos no inferno…resta a possibilidade de mudar o verbo de trazê-lo para o presente e de cantá-lo olhando para as pessoas que são especiais, quem sabe cantando pra ela nesse momento…se ela ta do seu lado, se você tem algum amigo que mereça ouvir isso de você, alguém que faz diferença na sua história…ao invés de você dizer que gostava, você diz que gosta!
    Vamos mudar o verbo! Vamos amar a vida! Vamos amar as pessoas antes que elas vão embora!
    E eu…EU GOSTO TANTO DE VOCÊ! EU GOSTO TANTO DE VOCÊ!

  114. ola Aline tenho 15 anos e vou ser mãe daqui 4 meses e tenho medo de acontecer como meu filho mesma coisa que aconteceu comigo perdi minha mãe tinha 9 meses de vida o ruim e querer imaginar ela me olhando e não ter esse olha. Como queria de falado pra ELA o tamanho do meu amor que sinto muito unica coisa as pessoas tem que da valor antes de perder por que e horivel essa dor

  115. Aline sempre entro seu blog pois nele encontrei e continuo encontrando forças para superar a perca de mae,Deus iluminou vc ao criar esse blog.a vida me ensinou a dizer adeus as pessoas que amo, sem tira-las do meu coraçao…como diz nesse maravilhoso texto acima,SAUDADE E O AMOR QUE FICA.

    • Remo, você não imagina como me conforta ler mensagens como a sua! Saber que por um gesto tão normal e despretensioso, eu consegui ajudar a tanta gente!

      É muito bom saber que este lugar se tornou especial para tanta gente, assim como é para mim!

      Fique à vontade para voltar sempre que quiser. E que Deus te ajude sempre a levar sua vida!

      Beijo grande.

  116. &u tenho 16 anos perdi minhã mãe esse texto que vc escreveu disse tudo o que estou sentindo neste momento##poxa me emocionei muito por dentro mãe é mãe mesmo nada nem ninquém substitiui este amor incondicional##..:( saudades eterna ##mã&,,,,,,,,

  117. Eu sei que já faz muito tempo que isso foi escrito, e não sei se você vai ler meu comentário. Achei esse post aleatoriamente enquanto procurava no google. Eu acabei de perder minha mãe pro câncer, tenho 15 anos, e me identifiquei tanto com o que você escreveu! Eu sempre dei todo o valor a ela, dizia todos os dias o quanto a amava, mas mesmo sem a culpa de não ter feito tudo que eu podia, ainda dói tanto! A saudade é tanta que chega doí o peito, como você falou. Queria te perguntar se depois melhora (faz menos de 2 semanas que ela se foi), porque é tão ruim! Eu quero tanto ela de volte! Sinto tanta falta dela me elogiando, me perguntando, brigando… tudo :(

    • Oi Letícia!
      O post é bem antigo sim, mas se você perceber, ele tem comentários até hoje! E se você olhar bem, eu respondo todos!!!
      Esse texto caiu como um luva na minha vida e eu não poderia deixar de compartilhá-lo aqui no blog, pois é a mais pura verdade. Como eu já coloquei em resposta a alguns comentários aqui, o tempo ajuda muito, sabe? A gente aprende a viver novamente, pois é uma vida nova estar aqui sem a nossa mãe. A gente reaprende a tudo. Leva tempo, mas o tempo ajuda. Entretanto, lamento informar que não passa. A saudade não passa, a saudade dói muito e às vezes parece que ela vem como uma avalanche, sabe? Não adianta, é um pedaço da gente que vai embora e é impossível se acostumar com isso e não sentir falta. O tempo ajuda a levar as coisas e nos conformarmos de que essa é a nossa realidade. O tempo ajuda a amenizar o sentimento da perda, da falta, da angústia… mas passar, nunca passa! Mas melhora…
      Reze sempre! Peça ajuda a Deus! Tanto para você continuar seu caminho quanto para ela seguir o caminho dela lá…
      Fique com Deus. Que bom que você se encontrou aqui. Volte sempre que quiser.
      Beijo grande.

  118. E como faz falta,parece que foi ontem,me lembro ate dos minimos detalhes e as vezes penso pq isso acontece com a gente,acaba levando nosso coração embora,deixa de ter sentidos os dias da gente,mais tento acalmar o coração mais num ta facil mais um uno sem minha mãe…

  119. Oi, tenho 21 anos, sou de Curitiba!
    Minha mãe faleceu ha exatamente 2 semanas!
    Sei que é recente, mas parece que não vou conseguir superar nunca sabe, tenho sofrido demais, não consigo parar de chorar!
    Em casa tudo é muito triste!
    A dor, o desespero, a angustia que sinto é muito grande!
    Parece que to ficando louco!

  120. Oi. Perdi minha mãe tem um mês e quatorze dias, a dor é muito grande, é como ter arrancado algo de dentro de mim que não será recuperado nunca mais. É essa dor que vcs também sentem, uma dor sem explicações. Uma dor de perda total. Parece que tiram nosso chão. Mas agora ela é meu anjo e converso com ela todos os dias em minhas orações, mas a dor não está passando, ela piora a cada dia mais. Que Deus possa nos confortar…

    • Ana perdi a minha vai fazer 2 anos em dezembro agora, e é muito dolorido ainda como a Aline disse, o tempo ajuda um pouco a superar a continuar com a visa, mas a saudade as vezes machuca muito.
      Eu estou assim esta semana, uma saudade enorme, fui viajar em férias e cada lugar florido com natureza que eu passava lembrava da minha mãe, pensando que ela iria adorar estar ali..Dai vem aqueles pensamentos dos “por ques” e vem a saudade. É muito difícil sabia. Só temos que ter fé viver a vinda. as lembranças boas e ruins são normais, as saudades com o tempo as vezes batem e nos alegram porque tivemos em nossas vidas mães tão maravilhosas, seres de outro mundo capazes de nos amar de nos dar a vida e de fazer tudo por nós, as vezes vem a saudade dolorida, de pensar porque não estão mais aqui.
      E assim vamos levando que Deus te abençoe e abençoe todos que estão nesta situação.
      Abraço

      • Roger amigos segunda 14/10/2013 faz 5 mese q minha mãe morreu,nada mudou perdi o emprego e cada dia esta pior,só queria q ela voltasse,bju a todos

  121. eu mi chamo claudiane ..quando completei 15 anos perdi minha mãe ..foi o pior dia da minha vida eu desejei nunca ter existido ..que dor foi aquela meu deus ….hoje tenho 18 e ainda continuo sentindo a mesma dor só que agora bem mais forte ,,
    meu Deus ja tem 3 anos que o senhor levou minha mãe pra junto de te…senhor eu juro eu tentando ,mais eu não sei se vou conseguir por muito tempo suportar essa dor …EU NÃO SEI DE MAIS NADA ..,,,,,se amanha eu não estiver mais aqui não se preucupe fui morar com minha mãe …

    • Oi Claudiane pense que vc não está sozinha se olhar as postagens deste blog vai ver que tem muita gente aqui passando pelo mesmo problema, pessoas de todas as idades, que perderam suas mães, para doenças, por um bêbado dirigindo, por um acidente domestico, por erros médicos, etc.. enfim motivos para ficarmos inconsoláveis são muitos.
      Compartilhamos a mesma dor, a mesma angustia,, a mesma sensação de estar sem chão, a semsação de dor, etc. boa sorte

  122. Oi gente, como estão todos, Roger, Heberton, Aline, tudo bem?
    gente, 8 meses se passaram, já não falo mais o que sinto para as pessoas à minha volta, mas para mim o tempo não passou, minha mãe está mais viva do que nunca no meu coração, e tem hora que choro do nada, sem está pensando em nada, apenas choro, meu coração, sem direção voando só por voar, sem saber onde chegar, sonhando em te encontrar, se eu não te amasse tanto assim talvez perdesse os sonhos dentro de mim, e vivesse na escuridão, se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vim…

    • Eai Eduardo, estamos ai levando, infelizmente novembro é um mês muito ruim pra mim, é inevitável a 2 anos atrás começara o calvário da minha mae, meu e do meu irmão ela entrando naquele hospital, indo pra UTi e depois de 40 dias o pior pesadelo de nossas vidas.
      Então nesse mês é como seu revivesse cada dia daqueles momentos, ontem mesmo eu pensava que já se passaram 2 anos e mesmo assim como vc , parece q foi ontem. Há momentos que to mais consolado e lembro dela com alegria mas há momentos que quero o colo dela, quero o abraço, quero o beijo. faz tempo que não pego as fotos pra ver, pode ser um medo de chorar, faz um certo tempo que eu não choro, eu sei que é bobagem mas assim, enquanto eu puder ir levando ser alternando entre momentos bons e a saudade que dói faço isso, quando não der mais , dai penso em abrir a caixa de fotos e me entregar na saudade.
      Não tenho sonhado muito com ela, meus sonhos com minha mae tem sido bem rápidos, não mais aqueles longos onde nos encontrávamos e até falávamos sobre o atual momento que estamos.
      As vezes olho o jornal da minha cidade, e vejo na pagina de necrologia as pessoas que partiram e vejam quantas mães tem lá, mais novas ou com a mesma idade da minha, e penso: infelizmente não é só comigo que acontece.
      E assim vou levando a vida amigo.
      Força pra nós mês que vem é natal e queríamos que o tempo pulasse para o dia 02 de janeiro, mas como não é possível vamos lá, mais um natal sem nossas mamães. Minha mae adorava essa época, já estaria montando a arvore de natal colocando aquelas musicas de natal que só tem toquinho rsrsrs, como eu implicava com ela por causa dessas musicas rsrsrs, mas até acabei gravando um cd pra ela da internet,, como ela era linda, cheia de luz, encantadora, meu grande amor, um sorriso dela era capaz de iluminar tudo, de acabar com qualquer tristeza, com qualquer solidão. Mamae onde vc está ai na glória saiba que eu te amo muito o Rodrigo e eu sentimos muito a sua falta, nosso plano era ficarmos juntos nós 3 mas infelizmente as coisas não ocorreram como imaginávamos. Que Deus cuide muito bem de você minha doce mamãe.
      Abração amigos, Aline, Eduardo, Heberton, vamos seguir com força e coragem, tenho certeza que nós podemos e já estamos superando isso, a cada dia.

  123. É Roger, eu também evito fotos, e ainda não consegui tirar nada dela do lugar, as coisinhas dela faz com que eu sinta ela novamente ao meu lado, não sei se vou conseguir tirar as coisas dela do lugar, e é muito difícil esquecer sonhos e planos que tínhamos com nossa mãe, e a falta da paz que sentimos só quando estamos com ela, ir em frente não é fácil não meu amigo mas temos que ir…

    • Oi Roger, oi Eduardo… oi pessoal!

      Saudade é um sentimento engraçado, né? A gente sente tudo como se fosse um vai-e-volta, mas a saudade é constante. Às vezes com mais intensidade, outras vezes com menos… mas ela está sempre ali se fazendo presente. Por isso, resolvi transformar minha saudade em coisa boa e saudável: compartilhando-a com milhares de pessoas aqui no blog! E acabei descobrindo que não estou sozinha nessa caminhada… Saudade dói mesmo, mas já que temos que conviver com ela… vamos tentar fazer da melhor maneira possível, né?

      Esses últimos meses têm sido bem complicado pra mim. Não sei se vocês acompanham o blog, mas eu tenho passado por um ritmo muito complicado no trabalho, algumas situações chatas e o colo da minha mãe me faz tanta falta que muitas vezes acho que não vou aguentar de tanta saudade. E sabem o que eu faço? Eu choro! Choro muito! Não contenho as lágrimas porque isso faz bem pra minha alma. É como se me lavasse, sabem? Parece que minha mãe vem me dar o colo que eu preciso! E com relação a fotos e tal: tenho várias!!! E olho todas!!! Todos os dias!!! E olho com alegria porque ver minha mãe sempre foi uma coisa muito boa, então agora eu mantenho a presença dela em fotos e sorrio sempre que eu olho pra ela… é como se me desse bom dia e boa noite todos os dias. Isso me faz muito bem!!!

      Enfim… vamos seguindo, meus amigos! Que Deus ilumine vocês sempre!!! E obrigada por estarem sempre por aqui!!!

      Bjs.

      • É Aline, nada supre essa falta, temos que aprender a viver com ela, e o choro é o desabafo da alma, muitas vezes ele sai espontâneo, sem pensarmos em nada, apenas sai, ao sentirmos vontade, temos que liberar, pois nos faz bem, nos sentimos um pouco melhor… um abraço!

  124. Olá Aline
    Belas Palavras, sabe este seu comentário ne forçou a olhar o outro lado da história, é como tomar uma injeção você sabe que vai doer mais depois os efeitos serão bons e a injeção que eu preciso tomar é: Falar mais da minha mãr coisa que eu nunca faço, evito de todas as formas, coisas simples como: ” Minha mae gostava muito de cozinhar, minha mão gostava de ir em tal lugar, de fazer tal coisa, eu fujo destes comentários. Fotos evito muito, chorar então mais ainda.
    Agora com seu comentário vejo que isso é bom e deve fazer bem, falar sobre ela, lembrar situações engraçadas, lembrar os gostos dela, ver as fotos.
    Domingo passado 17/11 passamos uma situação meio chata, o marido da prima da minha esposa, estava passando mal porque ele tinha câncer, ele tinha 64 anos, e ele optou por não se tratar pq os médicos disseram que o tratamento daria a ell uma sobrevida, mas que não tinha mais cura , e a ele só restaria fazer a radio ou a quimio para aumentar a sobre vida, porém ele não quis,, preferiu ficar na casa dele , dai neste domingo ele começou a agonizar e a passar mal, por instinto a mulher dele chamou o SAMU levamos ele no P.A, ele foi atendido e transferido para um hospital particular, chegando lá ele faleceu.
    Estávamos com a prima da minha esposa aguardando a medica falar com a gente porque até então ele entrou no hospital particular e não tínhamos noticia, depois veio a medica dizendo que ele não resistiu e morreu.
    Eu fiquei inexpressível o momento todo apenas observando e ouvindo as palavras da medica, aquele discurso padrão, dentre as palavras dela me chamou a atenção uma frase: “Ele estava sofrendo com o câncer e não podemos ser egoísta de querer que ele fique aqui sofrendo” nos resta agora chorar, orar por ele, isso faz parte.
    E sabe veio na minha mente a minha mãe ela ficou 18 dias entubada, depois fizeram a traqueostomia, mas ela estava em coma sedada pelos remédios, cheia de assaduras devido ficar muito tempo deitada, tomando soro e aquela vitamina, não via o sol, não tomava agua , não fazia as coisas que ela mais gostava, não cuidava das suas plantas, pior não as via mais, não tinha como ver a mim e o meu irmão enfim……tudo que ela mais gostava na vida ela perdeu naqueles dias na UTI. Lógico eu gostaria que ela saísse de lá bem andando e sem problemas no coração mas infelizmente a situação se tornou irreversível, e eu não posso ser egoísta de querer aquela situação para a minha mãe.
    Então foram duas lições que aprendi, o seu comentário e esta historia do primo da minha esposa.
    Vou começar aos poucos olhar as fotos da minha mãe e se sentir feliz , lembrar dela com carinho e orgulho, conversar com ela e por que não, chorar para lavar a alma.
    Obrigado Aline por nos dar forças e compartilhar o que vc vive com a gente
    Vamos seguir com força, coragem por que todos aqui no blog : ESTAMOS JUNTOS!

    • Que bom que ajudei, Roger! Gosto quando isso acontece!

      Lembro da minha constantemente e não deixo que essa lembrança se apague ou fique só comigo! Vivo falando dela, das coisas que ela gostava, das comidas maravilhosas que ela fazia… vivo falando: “Nossa, se minha mãe estivesse aqui, ela ia amar!!!”. Isso é constante! Assim como são constantes minhas orações para ela. Todos dias, especialmente antes de dormir, sem falta, há mais de 3 anos!!! Tenho certeza de que isso a fortalece!!!

      Fique com Deus!

  125. olá perdi minha mãezinha a 11 dias e a dor que sinto e insuportavel tem horas que alivia um pouco mais logo ela volta e meu coração parece que não vai aguentar.Minha mãe era tudo pra mim e peço a Deus que amenize esta dor.Mãe e a pessoa mais importante das nossas vidas e agora? como prosseguir sem ela?

    • Ola,
      Realmente saudade é uma coisa que por mais simples que seja nao tem uma definiçao correta,minha mae ja faz 4 anos que feleceu e nao tem um dia que eu nao lembre dela,uma coisa que eu tenho certeza que desde o dia que ela se foi ela levo meu coraçao junto,nao consigo mais me importa com nimguem,acabo sempre terminando os meus relacionamentos mais a saudade é imensa tem dias mais outros dias menos,hoje eu digo pra quem ainda tem uuma mae VALORIZE ELA,ELA É A PESSOA MAIS IMPORTANTE DO MUNDO,amor de mae é tudo…

      • Pessoal, a dor é grande mesmo! E não passa, viu? A gente se acostuma a conviver com ela. Se vocês verem os demais comentários daqui, verão que todos passam por isso. É um ajudando o outro. E rezando sempre, pois isso sim é o alimento do espírito e nos acalma!

        Fiquem com Deus e que Ele possa tranquilizar o coração de vocês. Força!

  126. Bom dia Aline, achei o seu blog meio q como todos aqui… Vagando na net, buscando um consolo, uma palavra amiga nesse momento q está me dilacerando por dentro, no dia 04/11 (a 22 dias) perdi a razão da minha vida, minha MÃE, foi td tão rápido… Aquela mulher forte, guerreira derrepente se foi, nunca vi minha mãe dar um espirro, mas a primeira doença (pneumonia bilateral) que ela teve a levou de nós… Estou sofrendo mto, sinto um vazio tao grande q chega a doer no peito, fico remoendo vários “e se” na tentativa de achar respostas para justificar o injustificável… ela se foi e é mto dificil aceitar q ela nao está mais aqui comigo. Estavamos preparando o meu casamento q seria ano q vem, ela estava tao feliz era uma realização p ela tbm. Hoje me vejo sem rumo, sem vontade de nada, só sei relembrar os momentos com ela, chorar e orar mto a Deus p que ela esteja bem e q essa dor ao menos diminua um pouco, pois sei q não vai passar nunca…
    Realmente, saudade é o amor (e a dor) que fica!!! :(

    • Realmente,as vezes penso que não é justo isso acontece com a gente esse ano ja vai ser. o 4Ano quer vou estar sem a pessoa que mais queria comigo (minha mãe)a saudade é imensa não esqueço ela nem se quer um dia,rezo por ela pra que esteje bem e tenho a certeza que tenho um anjo a mais na minha vida,mais mesmo assim eu penso que ta chegando mais um final de ano e elanão ta aqui comigo,eu numca vo me esque um dia fizeram uma pergunta a ela que depois que ela falecesse qual seria o desejo dela e ela disse (EU QUERO ENCONTRA MEUS PAIS)hoje eu entendo ela pq esse desejo eu tbm tenho…
      muita saudade

      • Muita força pra vocês Daniele e Henrique. Principalmente nesta época de natal em que esta data não nos faz nenhum sentido sem nossas mães.
        Estou indo para o 2° ano sem minha mãe e assim , aprendo muito com o que leio aqui, vendo pessoas que passam pela mesma situação nossa. Aquela sensação de estar sem chão, de não entender, de se perguntar por que aconteceu.. neste mundo não vamos ter as respostas infelizmente.
        Daniele também não tive o prazer de ter minha mae no meu casamento, de ter ela na minha casa, fica imaginando antes de casar, como ia ser bom chegar domingo e receber minha mae na minha casa para almoçar, mas infelizmente nõ tive este prazer, o sonho dela era ser vó e também não pode realizar aqui. Dói muito ter que conviver com esta realidade.
        Mas de uma coisa temos certeza do reencontro e que elas estão bem por que nossas mães foram anjos aqui na terra.
        E você Henrique eu entendo também o quão vazio é a vida sem nossas mães, eu procurei me afastar das pessoas também, só queria rficar sozinho, o luto deve ser vivido, e vc sabe o momento de sair dele. mas se apegue na certeza que ela está bem e quer ver vc bem. E não tenha medo de mostrar seus sentimentos , e pedir ajuda a uma pessoa de confiança , até uns 5 meses atrás eu tinha medo de chegar na minha esposa e falar que as vezes me sinto fraco sem forças e sinto muito a falta d aminha mae. Infelizmente ela e nem ninguém consegue substituir esta falta mas com certeza quando somos amparados com alguém que diz eu to aqui para o que der e vier é muito confortante.
        Peço mesmo de coração que Deus nos de força para enfrentar mas este natal que vem chegando, e que o maior presente que Deus pode nos dar é um conforto no nosso coração, nos dar uma alegria ou um gostinho de voltar a sentir o calor de nossas mães, eu sinceramente peço isso a todos que perderam sua mae.
        Fiquem com Deus

    • O bom daqui é que mesmo que eu demore a responder, sempre tenho amigos que respondem por mim!
      Daniele, como você pôde perceber, esse cantinho aqui é especial e eu ainda não entendo como, mas consegue ser mágico, pois conforta tanta gente… até eu mesma já parei aqui lendo os comentários e consegui me confortar. Só tenho a agradecer a Deus por isso.
      Essa perda, imagino eu, deve ser uma das piores do mundo. Talvez perder um filho deva ser pior (talvez, não… deve ser mesmo). Mas é importante manter sua fé e esperança de que ela esteja bem. Isso vai fortalecê-la e a você também!
      Essa saudade nunca passa, mas a gente aprende a conviver com ela. Embora tenha momentos que ela vem com uma força devastadora… parece que vamos cair! Mas o Roger falou uma coisa importante: tenha perto de você pessoas que você ama e que te amam! Elas serão capazes de não deixar você cair ou até te levantar se for preciso!
      Não existem respostas para os “e se” que criamos. Não existem, pois eles não ocorreram! É melhor então pensar no que realmente foi feito e ponto final. É nisso que vc tem que se segurar! E reze. Todos os dias. Os espíritos precisam de orações. É o alimento deles. E de quebra, ainda nos faz um bem enorme!
      Espero que você fique bem. Fique com Deus!

      • Bomb dia Aline,queria sò te agradeçe por esse BLOG,dando a oportunidade. da gente desabafa,conversar com outras pessoas e sempre recebendo apoio mesmo que seja uma pessoa que vc numca viu,as vezes eles entende a gente melhor do a nossa familia….

        Obrigado Aline

      • Obrigado Aline, Roger e Henrique pelo apoio nesse momento, não paro de pensar em como vai ser esse Natal, choro só de ouvir as músicas natalinas que tocam nas lojas, os enfeites, o clima mesmo que já começa a mudar na medida q dezembro vem chegando… tudo me lembra ela e a dor só aumenta, sempre ouvi falarem “dói muito” e achava que era só um expressão usada p definir o sentimento de perda, sei lá… mas é físico, o peito dói mesmo, as vezes acho que meu coração não vai aguentar e vai explodir de tanta dor e a cada dia essa dor só aumenta!!! :,(

  127. Gente assistam esse vídeo, vai ajudar a confortar um pouco, ajuda a aliviar aquele aperto no peito, nos traz um pouco de paz e esperança, ele foi ao ar hoje, esse programa passa aos domingos na Rede TV às 4:15, um abraço a todos!

    • Belo vídeo amigão….. conforta mesmo faz a gente viajar e se consolar.
      Quando vai chegando esta data vai dando uma sensação de inconformidade, um sentimento de EU NÃO ACREDITO QUE IATO ACONTECEU COMIGO, ou COMO MINHA MÃO ESTARIA FELIZ SE ESTIVESSE AQUI FAZENDO OS PREPARATIVOS DO NATAL.
      Como dói…. Mas eu sei que ela está em outro lugar, está bem com nossos parentes que já se foram… que Deus a ilumine aguarde e a proteja que os anjos a abraçem e a beijem todos os dias, pq esse é meu desejo pela minha maesinha tão maravilhosa e linda.

      • Amigão, chega um ponto na vida em que o Natal nunca mais será como antes, é quando perdemos um ente querido, e quando é nossa mãe, se torna mais difícil ainda esse dia, minha vida tem sido de baixos e meios, não tem altos de jeito algum, tem sido bastante difícil essa caminhada sem minha mãe, embora tenha passado 9 meses, ainda me sinto sem forças para ir em frente, mas eu não desisto de tentar…amigão, sempre tive sentimentos confusos em relação a morte, o que sentimos quando vemos ela de perto, se realmente deixamos de existir, não podemos sofrer mais, então por que nos preocupar? é porque nós seres humanos temos a capacidade de sofrer por antecedência e nos sentimos profundamente magoados com essa natureza, de simplesmente um dia, não existirmos mais, pois temos sentimentos, e se realmente acreditarmos nisso, tudo perde o sentido, e ainda bem que existe essa página e vídeos como esse que nos ajudam a renovar as esperanças, fazem com que vejamos que a vida não termina.

        um grande abraço Roger, fica com Deus!

        • Puxa o que vc disse Eduardo é verdade, não existe altos, e sim baixos e meios. Mas é a maneira que vamos viver desde que a perdemos.Como já disse aqui, foi o que um psicólogo me disse, temos que reaprender a viver é como se tivéssemos perdido as pernas, ou braços, temos que aprender a viver amputados, mesmo com a prótese, não vamos voltar a correr como antes, a abraçar como antes. por isso varia entre meio e baixo.
          Minha vó me dizia assim nas épocas de nata, ” O natal pra mim não existe” E eu perguntava pq vó e ela me dizia: “Por que não tenho mais minha mae, aqui do meu lado, e eu falava mas vc tem anos e ela dizia, mais minha mae é o meu natal” Eu ficava sem entender, achava meio que egoísmo da parte dela, pq eu sinceramente nesta época era a melhor época do ano pra mi, td era diferente, o cheiro, o momento, nossa os enfeites, as musicas, a casa cheia de gente, que coisa magica, num tinha espaço para a tristeza.
          Agora eu entendo minha vó, imagino o quanto ta sendo difícil pra ela que além da mãe tb perdeu a filha.
          Não sou uma pessoa amargurada, graças a Deus, não acabo com o clima de ninguém participo de todas as festas que minha família faz nesta época, mas só Deus sabe como tá meu coração, corroído por dentro, choroso.
          Mas sempre olhando para frente, acreditando no reencontro, lendo as mensagens de amigos como vc, pensando tb nos amigos que estão nesta situação e só me conformando , dizendo ” infelizmente ela não está aqui fisicamente”.
          Que Deus te abençoe amigão!, Muita força e lembre- se vc não está sozinho!
          abração

          • Que bom amigo, que podemos compartilhar essas experiências de vida que não são nada fáceis de superar, desta forma nos sentimos melhor, muitas vezes não sei expressar o que sinto, não sei o que escrever, as coisas perdem o sentido, meus sonhos perdem força, mas continuo na luta tentando reverter isso, obrigado Roger, grande abraço!

  128. Sonhei com minha mãe ela estava tão linda..Estavamos em um lugar que não sei onde . ela chegou e me deu um grande abraço .disse a ela que eu a amava e que sentia saudades,Ela falou que me amava ficamos nos olhando nos olhos ela segurou a minha mão e disse que precisava ir.Perguntei se ela voltaria ela disse que sim,Senti no meu sonho o toque delicado daquelas mãos me acariciando.Daquele olhar meigo me dizendo que preciso ser forte e que ela não me deixou só.Senti que quando estiver precisando dela ela vai estar ao meu lado.Acordei chorei muito pois por alguns instantes voltei a sentir a pessoa mais linda do mundo ao meu lado minha mãezinha.chorei de saudades.Agradeço a Deus por permitir que eu a encontre em meus sonhos e possa falar com ela.Minha mãe foi pra junto do criador a exatamente 35 dias ja sonhei com ela 3 vezes e peço a Deus que eu possa sonhar com ela feliz todos os dias da minha vida até poder encontra-la na eternidade,obrigada pela oportunidade de compartilhar estes momentos dificeis.

    • O Zelia que belo sonho, tb já tive um sonho assim com minha mae, pena que foram só algund, hj em dia ta mto difícil sonhar com ela, mas o sonho que eu tive foi mto parecido com o seu, foi um encontro confortante, quantos anos sua mãe tinha? a minha tinha 49 mto nova…..

  129. É mais final de ano sem vc MÃE,ja sao 4Anos assim,saudade ta imensa cada vez mais daki uns dias é meu aniversario e só queria um abraço seu ….sabe nao consigo me conforma com tudo isso as vezes fico pensando que consegui perde todas as pessoas que eu amava na minha vida ia me casa daki uns dias e nao vamos mais ainda eu tinha certeza q a senhora tiha colocado aquela familia no meu caminho e eles realmente eram tuda e agora eu to sem nimguem. sabe realmente é o pior final de ano na minha vida sem a senhora nao ta facil,simplesmente tem horas q da vontade de encontra a senhora se eu tivesse a certeza q isso aconteceria ,….

    • Henrique são nestes momentos mas dificeis que sua mãe está próximo de voce, eu ja chorei muitas vezes , com saudade e por precisar da minha mae por certos problemas e eu pude sentir a mão dela o abraço dela eu pegar no sono, peça isso a Deus q e ele vai permitir que voce possa sentir esse conforto.
      Todo fim denao desde que minha mae se foi a 2 anos sempre na virada de ano peço que o ano segunte seja melhor, que eu seja feliz… Peça o mesmo, que voce encontre a FELICIDADE, busque ela. Sua mae está torcendo por voce, nossas mães estão torcendo por nós. Não se entregue amigo, pode parecer mecanico mas eu procurei ajuda , de psiquiatra psicologo, tomo ainda remedios, pq eu acabei desenvolvendo alguns sintomas de panico ( me dava sintomas fisicos) dai com os rmedios e principlamente coma terapia, fui melhorando, não sei se é o seu caso… mas a terapia ajuda voce a falar sobre sua mae e a entender mtas coisas, e se conformar q infelizmente existem coisas q não estão sob nosso controle.
      Forças ai e que Deus te abençoe, e que ano que vem possa ser diferente com muitas felicidades pra vc.
      abs

  130. Hoje faz 2 semanas que perdi minha amada mãezinha,uma ótima mãe ,esposa e filha,uma pessoa alegre, divertida e querida por todos a sua volta.Estou arrasada, sem chão! Sei que não temos a nossa mãe para vida inteira mas não pensava perder a minha tão cedo assim, ela ainda era muito jovem.Foi inesperado e tão rápido ,ela passou mal num dia e no outro faleceu,está sendo muito difícil para mim e meu pai aceitar e compreender tudo isso.Não consigo parar de chorar, a Saudade é muito muito grande.O vazio é imenso e a dor não tem fim. O que me conforta um pouquinho é que ela sempre dizia que tinha muito orgulho de mim e que eu era uma ótima filha.Eu sempre demonstrava a ela o quanto a amava.Sinto tantas saudades das nossas conversas ,das palavras de carinho e apoio que ela sempre me dava.A falta dela em minha vida será para sempre. MÃE deveria ser eterna:,(

    • Forças ai Carla, e chore mesmo nesta fase o luto deve ser vivido, pra mim não foi fácil tb, minha mae tinha 49 anos, e agente não se conforma pela lógica mesmo.. Meus avós maternos são vivos e estão tão fortes nunca imaginava perder minha mae tão cedo. Esta fase não é facil, mas se apegue a Deus, nos videos que tem na internet, nos depoimentos, se precisar peça ajuda… e lembre-se vc não está sozinha

      abraço

      • Olá Roger, mesmo não conhecendo você e nem ninguém neste blog, você me responde com palavras de conforto e apoio, muito obrigada mesmo, não esperava , foi só desabafo, sabe. Achei esse blog por acaso e me identifiquei com todos os comentários postados aqui.
        É muito doloroso mesmo,às vezes, penso que não vou aguentar.
        De repente vem aquele sentimento de culpa, fico pensando que, o que fizemos quando ela passou mal não foi o suficiente; se poderíamos ter feito algo a mais por ela ou se agíssemos diferente salvaríamos a vida dela. Até mesmo me pego reclamando com Deus, tentando entender por que ele levou minha mãe,não dando naquele momento uma chance de vida a ela , foi tão abruptamente.
        O Natal aí,e ela não estará mais presente, definitivamente o pior da minha vida e da minha família. Nunca mais será como antes.
        Doi muito ,mas tenho que arranjar forças para ajudar o meu pai, ele e minha mãe formavam um casal fora de sério,difícil de encontram nos dias de hoje,uma vida inteira juntos, um tão companheiro e parceiro do outro.Onde moro todos os chamavam de casal 20. Para ele não esta nada fácil e vê-lo assim triste machuca também meu coração.

        Agradeço este blog pela oportunidade de compartilhar com vocês esses momentos tão difíceis.

        Forças para todos nós.
        Abçs.

        • Oi Carla, me vi por completo no seu comentário, perdi minha mãe no ultimo dia 04/11 tbm estou destruída, ela era mto forte e saudável mas derrepente adoeceu e nos deixou… foi td muito rápido, tbm pergunto à Deus todos os dias por que isso aconteceu e penso que poderiamos ter feito mais, que ela poderia estar aqui me pergunto onde foi que nós erramos, sei lá fica um monte de “e se” martelando na minha cabeça. Meu pai não se conforma, ela era a vida dele, ele à amava mto é triste de ver como ele está agora. Enfim, tá doendo demais o Natal tá chegando e eu confesso que estou com medo desse dia, sei que vai ser horrível, vai ser o pior natal da minha vida!!! Que Deus nos dê força para passarmos por tudo isso, é uma dor e uma saudade sem tamanho… :'( Fique com Deus, um abraço

          • E realmente essa data para nos é uma das piores datas a se comemora,eu ja passo por isso a tres anos esse ano vai ser o quarto minha vida tornousse tao diferente. depois que minha mãe se foi,tenho certeza que ela estara comigo como creio que todo dia ela esta,eu sempre digo que tenho um anjinho a mais me cuidando,sabe aquele vaziu que aparece quando ela se foi poise continua cada vez maior as vezes penso que nao vale a pena passa varios anos assim,mais tenho certeza que ela esta melhor do que aki,simplesmente eu so tenho a dizer a vc e a todos que estao na nossa situaçao que Deus conforte cada um de vcs e lembresse elas estao sempre com nos,e um dia a gente vqi se encontra se Deus quizer….

            • Ai Henrique, é a esperança nesse reencontro q me mantém de pé, mas só Deus sabe quando esse dia vai chegar… Enquanto isso to tentando reunir forças para recomeçar sem minha mãezinha aqui comigo, mas tá mto dificil, mto mesmo!!! Que Deus renove as nossas forças e a nossa fé a cada dia, pois só Ele mesmo para acalmar nossos corações!!! Um abraço

              • É difícil mesmo Daniele,até porque é um coisa que agente nunca espera que vai acontecer, ainda mais da forma como aconteceu com as nossas mães , né, tão rápida?! Você disse um coisa que parei para refletir ” a esperança nesse reencontro”, com o falecimento da minha mãe não é que minha perspectiva com relação a morte mudou, eu tinha muito medo de morrer, agora começo a entender que a morte não é o fim, e creio um dia reencontrar a minha mãezinha, e poder pelo menos dar um longo beijo e abraço.
                Onde elas estiverem eu sei que elas estarão nos iluminando e olhando por nós sempre.
                Que nós tenhamos forças para seguirmos em frente!
                Abçs

  131. Gostei muito do texto que vc postou e a partir dele comecei a ler todos os comentários e me emocionei e me identifiquei com alguns deles. No dia de Natal de 2012 foi o dia que minha mãe passou mal e teve que ser internada as pressas, e quando foi no dia 28 ela faleceu. Portanto esse final de ano vai fazer um ano sem minha amada mãe e te digo que continuo com a mesma tristeza, dor , sofrimento e saudade. Pra mim é um misto disso tudo, não consigo ter só saudade, sinto muita dor por não tê-la mais aqui. Apesar de ter quase um ano continuo chorando todos os dias como se tivesse acontecido ontem. Tudo me faz lembrar dela. Tem dias que me sinto mais animada, mas tem dias que estou muito arrazada e inconformada. Oro sempre e peço a Deus para me dar forças, por que realmente esta muito dificil. Meu natal e meu ano novo nunca mais serão o mesmo. Infelizmente essas datas que antes eram tão esperadas e comemoradas na minha família, este ano será de tristeza. Mas vou continuar buscando melhorar e renovar minhas esperanças em Deus, por que só ele é que pode nos dar essa esperança que um dia iremos estar juntas novamente. Parabéns pelo seu blog e suas postagens, creio que tem ajudado muito a várias pessoas, e de um certo modo também me ajudou. Um grande abraço!

    • É Andréia, esse período é bem complicado para todos nós. Não que o resto do ano não seja, mas nesse período as famílias se juntam… e aí a saudade aperta! É como vc disse mesmo, a gente sente dor física de tanta saudade… Já é o quarto Natal sem minha mãe e está sendo tão ruim quanto os outros. Acho que não tem jeito. Nunca mais será igual! Acabei de fazer um post sobre essa saudade imensa!

      Que bom que eu te ajudei de alguma forma, Andréia. Fique em paz e mantenha sua oração! E volte sempre que quiser!

      Bjs

  132. OLá Amigos
    Não sei se conhecem esta mensagem, vou partilhar, eu gostei muito e por incrível que pareça eu esava me sentindo um pouco triste e essa mensagem me fez sentir melhor:

    Um punhado de sal “O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d’água e bebesse. – Qual é o gosto? – perguntou o Mestre. – Ruim. – disse o jovem sem pensar duas vezes. O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse junto com ele ao lago. Os dois caminharam em silêncio, e quando chegaram lá o mestre mandou que o jovem jogasse o sal no lago. O jovem então fez como o mestre disse. Logo após o velho disse: – Beba um pouco dessa água. O jovem assim o fez e enquanto a água escorria do queixo do jovem o Mestre perguntou: – Qual é o gosto? – Bom! – o jovem disse sem pestanejar. – Você sente o gosto do sal? – perguntou o Mestre. – Não. – disse o jovem. O Mestre então sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse: – A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você tem em detrimento ao que ao que você perdeu. Em outras palavras: É deixar de ser copo, para tornar-se um Lago.”

  133. Pingback: Você é um copo ou um lago? | Um Coração que Escreve

  134. Eai Edu, ALine, pessoal tudo bem?
    Passando aqui pra dividir com vocês aquela saudade que estou sentindo hoje de maneira mais intensa. aquela que aperta, dá nó na garganta. Quanta saudade da minha mãe, meu Deus! Uma dor que dói no peito, um desespero de olhar pra todo o lado, sentimento de querer fugir….Muito difícil.
    Por outro lado isso é o fruto do nosso amor , da forte ligação, do laço que se uniu quando eu estava dentro da barriga dela, e nunca vai se soltar.
    Mais dói muito viu amigos.
    ESpero que vocês estejam todos bem , fiquem com Deus
    ABraços

      • Bom dia! Hoje estou com o coração tão pesado, tão angustiado, muito saudoso….essas dores da saudade vão e voltam, por vezes é suportável, mas tem época que é tão difícil lidar com esse sentimento….que falta faz a minha mãe, meu amor, minha amiga. Me sinto tão sozinha nesse mundo desde a sua partida, e por vezes questiono realmente o sentido da vida….Ainda bem que esses dias de dor na alma não são constantes e o que eu tenho de melhor é conseguir seguir em frente, mesmo com energia baixa…

  135. E ai Roger, tudo bem e você?
    Quando perdemos nossa mãe, nosso mundo se transforma, fica diferente, tudo olhamos de forma diferente, nosso entusiasmo muitas vezes se perde no meio do caminho, fica um ponto de interrogação gigantesco em nossa mente, sobre o que é a vida, e vamos em busca de respostas para aliviar nosso sofrimento, e a saudade não passa nunca amigo, ela está sempre presente, é duro querer ver nossa mãe, sentir, conversar, abraçar e não podermos mais, meu coração fica pequeno amigo…

    Um abraço!

  136. 1 ANO SEM VC MÃE …CADA DIA MAIS DIFICIL …

    Quero me lembrar de você
    Como alguém que sempre ousou sonhar
    E acreditar nos sonhos de Deus
    Quero me lembrar dos verões
    Quero me lembrar das canções
    E das lições que me ensinou
    Se eu pudesse eu voltaria atrás
    E te beijaria muito mais
    Mãe, ouviria mais os teus conselhos
    Sinto tanta falta do teu cheiro
    De acariciar os teus cabelos
    Mas aprouve a Deus te colher
    Minha esperança é que na eternidade eu vou te ver
    Na eternidade, sem sentir saudade
    Vamos adorar a Deus, vamos adorar a Deus
    Na eternidade com os meus amados
    Do jeito que eu sempre quis, do jeito que eu sempre quis
    Porque lá no céu
    Toda hora é hora de ser feliz

  137. Olá, Aline! É a primeira vez que escrevo aqui, mas acompanho seu blog há mais de 2 anos. Perdi minha mãe no dia 09/10/2011, ela era uma mulher extraordinária, sempre teve uma vida muito difícil, mas foi uma guerreira, se anulava o tempo todo pelos outros e deixou marcas maravilhosas na vida de todos os que tiveram o prazer de conhecê-la, era minha melhor amiga e meu exemplo de mulher, meu maior medo nessa vida era um dia ficar sem minha mãe, eu chorava só de pensar em um dia ficar sem ela, talvez por eu não poder ter filhos concentrava muito do meu amor nela . A morte da minha mãe foi num domingo, eu e meu marido tínhamos combinado de almoçar com ela nesse dia, chegamos lá ela estava toda animada preparando a comida, sentamos à mesa para conversar e ela começou a contar dos planos que tinha para aquele mês (a felicidade dela estava fora do normal), mas de repente ela caiu, era um AVC hemorrágico que não deu a menor chance de sobreviver, não houve tempo para despedidas, foi tudo muito rápido, a minha mãe morreu em meus braços e não pude fazer nada, vi como somos impotentes diante da morte, perdi o chão, vi meu maior medo virando realidade ( estou te escrevendo em meio as lágrimas porque dói só de lembrar), em meu desespero eu abraçava o corpo da minha mãe e gritava pra que Deus devolvesse ela pra mim, mas Ele preferiu levar. Passei o primeiro mês de luto em estado de choque ( até hoje aquela cena não saiu da minha cabeça), nos meses seguintes eu achava que tudo era um pesadelo e que eu iria acordar com a minha mãe ao meu lado, nos poucos momentos em que me dava conta que tudo era real eu sentia tanta dor que parecia que meu peito iria explodir, me vi muito sozinha e desorientada porque as pessoas só diziam que eu não podia chorar, ficar triste, porque não tinha mais jeito. Comecei a me afundar em uma depressão e achar que a morte era a única solução pra tanta dor, pensei muitas vezes em suicídio, mas eu não tinha coragem de por meus pensamentos em prática. Então depois de muito choro comecei pedir socorro à Deus e posso afirmar que Ele tem me dado forças e nos momentos mais difíceis me carregado no colo. A ferida ainda está aberta, os meus dias nunca mais foram os mesmos sem a minha mãe, mas sei que não estou sozinha.
    Desejo a todos que também carregam esse buraco no peito causado pela ausência de alguém que partiu ,que Deus esteja fortalecendo vocês a cada dia.
    E a você Aline, quero dar os parabéns pela sua iniciativa e sensibilidade ao criar esse espaço, foi aqui que encontrei palavras de conforto nos momentos mais dolorosos do meu luto graças as experiências compartilhadas por todos. Que Deus te abençoe sempre e continue te iluminando.
    Beijos

    • Oi Cláudia!
      Você não tem ideia da felicidade que eu fico e da emoção que me toma cada vez que leio palavras tão carinhosas como as suas. É muito bom saber que de alguma forma eu ajudei alguém, nem que seja com a simples iniciativa de criar um post que virou um espaço tão importante para tanta gente.
      Eu sei bem o que você sente e me emocionei muito lendo sua história, pois minha mãe também morreu nos meus braços (e do meu irmão) e a dor do momento não dá para explicar em palavras. Só quem passou, sabe o que é. É angustiante a impotência diante da morte e da vontade de Deus. O querer reverter algo que não tem volta e saber que nunca mais a veremos (neste plano!). Cada um sente de uma forma, mas posso imaginar o que você passou e a dor que você sente, pois eu sinto isso todos os dias. É uma saudade enorme e que, realmente, dói o peito e sufoca!
      É o que eu sempre falo aqui… nunca passa! Nunca! O tempo ajuda, o tempo ameniza, o tempo nos faz caminhar, pois não podemos parar. Mas nunca passa. Essa saudade é eterna e dolorida. A gente aprende a viver com essa saudade, mas isso não significa que ela diminua ou doa menos. Está sempre ali. Mas o importante é que a gente reaprende a viver. Porque mãe faz tanta falta na vida da gente que, na minha opinião, a gente tem que reaprender tudo. Reaprender a viver sem elas, sem seus conselhos, sem suas risadas, sem suas broncas… É uma nova vida na mesma vida.
      Minha religião tem me ajudado muito, pois tenho absoluta certeza de que ela está bem e que quer que nós vivamos felizes! Eu espero muito que ela venha nos visitar, sabe? E não quero que ela me veja triste (embora tenha dias que eu desabe de tanta saudade). Mas quero que ela tenha orgulho de como eu reaprendi a viver!
      Olha, fico muito feliz que você acompanhe o blog há tanto tempo e mais feliz ainda que tenha tido vontade de comentar. Fique à vontade para voltar sempre que quiser. Eu costumo responder todo mundo que passa por aqui, desde que o post foi publicado! Esse aqui realmente é um cantinho especial. É um cantinho especial dentro do meu cantinho especial! As pessoas que passam por aqui são muito legais!
      Obrigada pelas palavras. Fique bem. Que Deus te abençoe e volte sempre!
      Beijos.

    • Oi Claudia tb me emocionei muito com seu depoimento. Minha mãe tb se foi num domingo dia 18/12/2011, estes dias me veio a lembrança do dia, meu irmão ao telefone, eu do lado dele já meio que prevendo qual era aquela ligação. Meu Deus , quanta tristeza, o mundo acabou naquela hora, tudo escureceu, nada mais fazia sentido, senti muito forte a dor da separação, o amor da minha vida não estava mais aqui.
      Tento me consolar a cada dia, e como a Aline bem disse há dias em que estamos mais fortes outros mais vulneráveis no sentido de sentor com mais intensidade a dor da perda.
      Outra coisa que a Aline disse foi “-Porque mãe faz tanta falta na vida da gente que, na minha opinião, a gente tem que reaprender tudo. Reaprender a viver sem elas, sem seus conselhos, sem suas risadas, sem suas broncas… É uma nova vida na mesma vida.” Isto faz todo o sentido é uma maneira tão dura e cruel de reaprender, pq não tem carinho nem amor presente. É como reaprender a andar, falar, comer, se cuidar, mas não temos aquele carinho da mãe, aquele olhar, as broncas, o cuidado delas conosco. E reaprender sem isso é muito difícil e doloroso.
      Pra ser sincero não entendo até hj pq isso aconteceu, não questiono Deus e procuro nem tocar neste assunto com Ele, hoje respeito, entendo, compreendo que infelizmente não sou o único. E mantenho a esperança do reencontro e a certeza que ela está muito viva em outro plano. As vezes sou abençoado com um sonho , e qdo é um encontro é maravilhoso, pois no sonho é como se eu sentisse o cheiro dela novamente, sinto o abraço, é muito bom.
      Peço a Deus que te de muitas forças e te abençoe muito para que vc continue na sua caminhada.
      Um grande abraço

      • Aline e Roger, fiquei muito feliz com os comentários de vocês, não tenho amigos que já passaram por essa perda, então acaba sendo difícil até desabafar com alguém, só quem já passou por isso sabe como é. Mas o que vocês disseram é verdade, a gente tem que reaprender a viver sem a outra pessoa, e é aos poucos, um dia de cada vez, o que você disse Aline é verdade, é uma nova vida na mesma vida. Sempre ” digo só por hoje não vou chorar ” e acho que mãe faz muita falta, porque é um amor incondicional, ninguém no mundo é capaz de amar tanto e se sacrificar tanto quanto uma mãe.
        Roger, você falou sobre reencontro, e é verdade, às vezes sonho com a minha mãe, claro que não com a frequência que eu queria, mas alguns desses sonhos com certeza foram reencontros, não dá nem pra explicar, eu conseguia sentir o toque dela perfeitamente. Eu tenho certeza que a vida não acaba com a morte, nossas mães só foram para um outro lugar, e a nossa esperança tem que ser de que um dia, depois de um tempo determinado, vamos nos reencontrar com elas. Obrigada por terem me respondido. Fiquem com Deus.
        Beijos

        • Claudia, fique à vontade para voltar sempre que sentir vontade! Estamos sempre aqui! Viramos quase uma família, onde um compreende o outro e consola o outro. Eu sempre respondo aos comentários do blog. Às vezes demoro um pouco, mas tem sempre alguém por aqui para conversar!
          Espero que você fique bem e que Deus continue olhando por nós! E que nossas queridas estejam bem no céu!
          Beijo grande!
          Pra vc tb, Roger! =)

  138. Nossa esse texto explicita exatamente o q estou sentindo. Amanha dia 26/03/2014 faz 3 meses q perdi a minha mae de cancer.
    Ta doendo tanto q nem sei como estou em pe. E cada dia q passa a saudade e a dor parece so aumentar.

  139. Aline, minha mãe faz somente 50 dias. Tem dia que parece que não vou aguentar. Choro todos os dias. Você imagina a falta que estou sentindo. O texto foi lindo, obrigada pela força a todos que vem lutando para suportar a saudade sem fim. Beijo e fica com Deus. Elaine

    • Oi Elaine.
      Eu imagino mesmo a dor da saudade. É bem complicado. Mas seja forte, reze sempre e peça para que Deus conforte seu coração. Não deixe de chorar, pois faz bem. Lava a alma, alivia. Mas lembre-se sempre de rezar por ela, para que seu choro não atrapalhe o caminhar dela na espiritualidade!
      Seja feliz e força.
      Fique com Deus também e volte sempre que quiser.
      Beijos.

  140. Lindo texto ; perdi minha mae com 11 anos de vida e ate hoje sofro com saudade de todos os dias chegar da escola e nao a vela mais saudades e o AMOR QUE FICA….

    • Oi Evelin.
      Eu imagino o tamanho da sua saudade! Nossa… nem sei o que faria se tivesse perdido minha mãe tão cedo! Eu tinha 27 anos quando ela se foi e já achei que ia morrer atrás! Aliás, acho que a gente precisa de mãe a vida inteira! Não tem uma idade “certa”. Elas farão falta em todas as idades e todos os momentos!
      Beijão e obrigada pela visita!

  141. Gostaria de dizer,que sinto ate hoje a morte da minha mae,ja fazem mais de dois anos e a dor apenas diminui mas a saudade chega a dor pois ela era o alicerse da minha casa,mas deus me ajudou a construir tudo de novo e hoje sou uma pessoa mais corformada e mais madur

    • O tempo ajuda Fabiana… mas nunca mais será a mesma coisa, né?! Elas fazem muita falta! Mas o importante é continuarmos… elas iriam querer que fosse assim! Beijo grande e obrigada pela visita e comentário!

  142. meu nome é Eiberta tenho 18 anos e amanhã faz 2 anos q estou longe de minha mãe, a saudade invade meu peito, doii pois sinto muiiita falta dela… amanhã eu irei no tumulo levar flores…

Vou adorar ler seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s